29.11.20

A Galeria dos Corações Partidos

A Galeria dos Corações Partidos || Disponível nas plataformas digitais 
Crítica por Bárbara Ellen

Imagem cedida pela Sony Home

Todos nós temos reações diferentes aos términos. Uns gostam de chorar tudo de uma vez para que o sofrimento acabe, outros gostam de fingir que tá tudo bem no início e que já superou para só depois sofrer de verdade, mas o que muita gente tem em comum é que gostam de guardar pequenas lembranças daqueles amores mais profundos. Os amores que te tiram o fôlego e que te fazem sentir como se a vida estivesse toda resolvida agora que você encontrou o grande amor e aí quando acaba, é como se uma parte de você também tivesse ido embora com aquele amor e o que restam são as lembranças. E é exatamente sobre isso que esse filme fala. 

Nos adentramos na vida da assistente de uma galeria de arte, Lucy (interpretada pela incrível Geraldine Viswanathan) que passou por vários términos desde a sua adolescência e que sente que não tem sorte no amor. Após perder seu emprego e ver sua vida desmoronar mais uma vez por um término, se vê perdida em um mundo com muitas recordações de relações antigas, quiçá até demais, pois ela guardava tudo que relembrasse àquela pessoa, desde esculturas até objetos inimagináveis como cadarços. 

Imagem cedida pela Sony Home

Enquanto estava indo para casa em uma noite se sofrimento, conhece Nick (interpretado por Dacre Montgomery) de uma forma inusitada achando que ele o Uber que a levaria para casa e desse encontro nasce uma grande amizade. Lucy, que está desempregada conhece o Hotel que ele está construindo e pensa em ajudá-lo. Logo descobre que o lugar pode ser muito mais do que isso. Descobre que mais pessoas guardam recordações de amores passados e que precisam se libertar disso de uma vez e assim começa o projeto da Galeria dos Corações partidos. 

O filme é encantador, com personagens maravilhosos e que vai um pouco além do clichê “garota conhece garoto”. Com estreia na direção de Natalie Krinsky e produção de Selena Gomez, esse é um dos filmes de romance da atualidade que faz com que o telespectador realmente sinta empatia pelas histórias de amor e se identifique ao máximo com alguma delas. Assistam.

Postar um comentário

últimas resenhas e críticas

Acompanhe no Instagram: @dnisin

© Seja Cult. Design by FCD.