23.10.20

Agente Infiltrada

 Agente Infiltrada || Disponível nas plataformas digitais

Crítica por Helen Nice


Imagem cedida pela Agência Atômica Lab


Baseado no romance "O professor de inglês" de Yiftach R. Atir, que também divide o roteiro com o diretor Yuval Adler. "Meu pai morreu. De novo!" Assim começa este triller de espionagem. Um telefonema, uma frase... mais nada. Era Rachel (Diane Kruger) que trabalha como professora de inglês em Teerã. Mas na verdade essa profissão é apenas um disfarce para sua verdadeira função como agente operativa recrutada pelo Mossad. Seu trabalho é realizar pequenas ações sem ter a real dimensão de seus atos, sob a supervisão de Thomas (Martin Freemen). 

 Indicar qual elevador pode terminar no assassinato de um desconhecido e de quem mais estiver por perto. Copiar alguns arquivos resulta no assassinato de um vigia inocente. Observar, de um café, a rotina de um figurão iraniano, ou mesmo dirigir um carro no meio do nada e entregar uma carga explosiva no Irã. As cenas mais tensas acontecem neste momento. Seu envolvimento é cada vez maior e mais perigoso. Um caminho sem volta. Mas ela não esperava se envolver amorosamente com sua vitima Farhad (Can Anvar), ter uma possível gravidez e sofrer um acidente grave que a levaria para o hospital. E, então, vendo as notícias na tv local, ela percebe as consequências de seus atos e o quanto sua vida está à mercê de outras pessoas. Ela já não é mais dona de sua vida e não tem como fugir disso. 

Agente Infiltrada tem uma história bem tensa e confusa, que exige a atenção plena do expectador, por ser tratar de um cenário político delicado e distante. São muitas idas e vindas no tempo para justificar o desaparecimento de Rachel. A atriz Diane Kruger entrega uma personagem convincente e bem elaborada. Não fica claro os motivos que a levaram a seguir um caminho tão perigoso e arriscado. Mas o filme é dela. Sua personagem é maior que a trama. O ritmo do filme é um pouco lento, mas tem alguns bons momentos que prendem a atenção. Mas não espere por grandes explosões ou coisas do tipo. No geral, um bom filme. Com um final inesperado.

Postar um comentário

últimas resenhas e críticas

Acompanhe no Instagram

© Seja Cult. Design by FCD.