3.8.20

Novo Drive-In Paradiso, 100% gratuito, celebra o cinema nacional com filmes para todos os públicos

Se as sessões de cinema nas salas convencionais estão suspensas por conta da pandemia, o prazer de assistir a filmes no ritual coletivo vem encontrando uma forma de ser mantido. O Projeto Paradiso, iniciativa filantrópica do Instituto Olga Rabinovich, lança o Drive-In Paradiso, com correalização da Secretaria Municipal de Cultura e da Spcine e parceria do Cine Autorama e apoio da Alesp, uma sala de cinema ao ar livre para que o espectador assista aos filmes gratuitamente dentro de seu carro. O Drive-In Paradiso será instalado no estacionamento da Assembleia Legislativa de SP - Alesp, no Ibirapuera, até 23 de agosto.

Imagem: Divulgação

A curadoria é de Marina Person e tem como foco a celebração das produções nacionais que emocionam. Serão disponibilizados ingressos para 100 carros, que deverão ser reservados pelo Sympla. Cada carro pode ter até quatro pessoas.

O Drive-In Paradiso é uma grande celebração do talento e da diversidade do cinema nacional. A programação conta com a faixa #vidasnegrasimportam, esta, sob co-curadoria de Rayanne Layssa exclusivamente dedicada a filmes de diretores negros brasileiros, responsável pela curadoria do filme que abriu o Drive-In Paradiso no último fim de semana, o longa “Café com Canela”, de Glenda Nicácio e Ary Rosa, premiado no 50º Festival de Brasília.

Para este fim de semana (8 e 9 de agosto), “Pacarrete” terá pré-estreia na telona ao ar livre. O longa-metragem dirigido pelo cearense Allan Deberton, venceu oito kikitos de ouro no Festival de Gramado 2019, um deles foi para a atriz Marcélia Cartaxo que vive a pele de uma bailarina idosa que busca o seu reconhecimento na cidade de Russas, no Ceará. Cartaxo também protagoniza a sessão de clássicos brasileiros com “A Hora da Estrela”, de Suzana Amaral, que rendeu à atriz um Urso de Prata no Festival de Berlim de 1986. E na sessão infantil, “Turma da Mônica Laços”, de Daniel Rezende.

Já no domingo, o infantil “As Aventuras do Avião Vermelho”, inspirado no clássico de Érico Veríssimo abre a sessão de filmes. No dia dos pais, a sessão biografias musicais será temática, com “Gonzaga de Pai para Filho”, e o encerramento da sessão pipoca será com a comédia de Paulo Gustavo, “Minha Mãe é uma Peça – O Filme”.

As sessões serão realizadas aos sábados e domingos, às 18h, 20h30 e 23h. Ao longo de agosto, serão exibidos outros sucessos do audiovisual nacional, como “Bacurau” e “Tim Maia”.

Na programação do último fim de semana, há uma sessão especial em parceria com o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. O Programa Especial do Curta em Casa no Festival vai exibir 10 filmes produzidos por cineastas das periferias de São Paulo para o projeto Curta em Casa – realizado durante a pandemia pelo Projeto Paradiso em parceria com o Instituto Criar de Cinema, TV e Novas Mídias e a Spcine, escolhidos pelo júri popular.

O que mais me empolgou nessa curadoria foi a possibilidade de trazer filmes que fazem parte da memória afetiva brasileira, com títulos que foram grandes sucessos de bilheteria, quanto de exibir outros que provocam reflexões sobre o momento que estamos vivendo”, afirma a curadora Marina Person.

Para a diretora do Instituto Olga Rabinovich, Josephine Bourgois, “o Projeto Paradiso tem como missão apoiar talentos brasileiros e conectar as obras audiovisuais ao público. A pandemia afetou radicalmente a produção e a exibição do cinema em todo o mundo e enxergamos nessa iniciativa uma forma de apoiar o cinema nacional”.

De acordo com o secretário municipal da Cultura, Hugo Possolo, o projeto oferece uma programação gratuita de qualidade com o devido distanciamento social, fazendo com que a premissa do “Cultura Presente” tenha mais força ainda. “A pandemia nos obrigou a pensar em diferentes formas de manter a oferta de cultura para a população e o Drive-In Paradiso se apresenta como uma excelente alternativa”, aponta Possolo.

A presidente da Spcine, Laís Bodanzky, também ressalta a importância do projeto ser gratuito. “O drive-in é a única oportunidade que temos no momento de relembrar a experiência do cinema e, quem diria, nos novos tempos, temos a volta de um cinema à moda antiga. Além do formato, o grande diferencial é a gratuidade do projeto, que possibilita que mais camadas da população tenham acesso ao cinema brasileiro de qualidade”, explica Laís.

Com a exibição da campanha #juntospelocinema antes das sessões, o Drive-In Paradisose junta a esta ação que reúne exibidores, distribuidores, produtores, e parceiros da indústria audiovisual no Brasil para resgatar a experiência de imersão dos espectadores nas salas de cinema. 

DRIVE-IN COM IMPACTO SOCIAL POSITIVO 

Toda a produção do Drive-In Paradiso foi pensada com objetivo de impactar positivamente a cidade. Além de ser gratuito, fazem parte do time de produção mulheres egressas do sistema prisional, selecionadas pelo Instituto Responsa, que têm aprendido um novo ofício em produções de eventos.

O Drive-In Paradiso também recebe os selos de Evento Neutro e Sou Resíduo Zero, iniciativas que nascem sob o compromisso de quantificar e compensar todas as emissões de gases de efeito estufa em todas as etapas da produção e converte em apoio financeiro a projetos ambientais brasileiros, neste caso será o Ecomapuá, no Pará. No espaço também haverá triagem e separação de resíduos produzidos pelos carros, os motoristas receberão um saquinho de lixo na entrada para entregá-los à produção ao final do evento com seus resíduos.

O consumo de energia renovável também é um dos pontos importantes do Drive-In Paradiso. O abastecimento do espaço comum de atendimento ao público como estacionamento, banheiros, bomboniere será feito por meio da plataforma CineSolar.

SERVIÇO 

Local: Estacionamento da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – Alesp (Av. Pedro Álvares Cabral, 201 – Ibirapuera)
Dias de funcionamento: Sábados e domingos
Horários: 18h, 20h30 e 23h Classificação indicativa: conforme a programação de filmes
Acesso: Gratuito (reserva via Sympla, disponíveis sempre as segundas-feiras a partir das 17h)
Capacidade: 100 carros estacionados.
Acessibilidade: banheiros acessíveis

PROGRAMAÇÃO SEMANA II - 8 e 9 de agosto de 2020 

SÁBADO, 08.08.2020 

18h
Sessão Infantil 
Turma da Mônica: Laços 
Direção: Daniel Rezende
Ano: 2019
Classificação: Livre (a partir de 6 anos)
Duração: 96 minutos
Gênero: Aventura
 Sinopse: Floquinho, o cachorro do Cebolinha (Kevin Vechiatto), desapareceu. O menino desenvolve então um plano infalível para resgatar o cãozinho, mas para isso vai precisar da ajuda de seus fiéis amigos Mônica (Giulia Benite), Magali (Laura Rauseo) e Cascão (Gabriel Moreira). Juntos, eles irão enfrentar grandes desafios e viver grandes aventuras para levar o cão de volta para casa.

20h30
Pré-estreia 
Pacarrete
Direção: Allan Deberton
Ano: 2019
Classificação: 12 anos
Duração: 97 minutos
Gênero: Drama
Sinopse: Pacarrete (Marcélia Cartaxo) é uma professora de dança aposentada, que vive com a irmã Chiquinha (Zezita Matos) no Russas, interior do Ceará, tendo Maria (Soia Lira) como empregada doméstica . Rigorosa e ranzinza, ela vive limpando a calçada e brigando com quem passa por ela. Seu grande sonho é estrelar um balé para a população local durante a grande festa da cidade, que está prestes a acontecer. Para tanto, ela manda confeccionar uma nova roupa de bailarina ao mesmo tempo em que tenta convencer a prefeitura de seu show. Entretanto, a falta de interesse da população em geral por espetáculos do tipo logo se torna um grande oponente.

23h
Clássicos brasileiros
A Hora da Estrela 
Direção: Suzana Amaral
Ano: 1985
Classificação: 12 anos
Duração: 96 minutos
Gênero: Comédia dramática
Sinopse: Macabéa (Marcélia Cartaxo) é uma imigrante nordestina, que vive em São Paulo. Ela trabalha como datilógrafa em uma pequena firma e vive em uma pensão miserável, onde divide o quarto com outras três mulheres. Macabéa não tem ambições, apesar de sentir desejo e querer ter um namorado. Um dia ela conhece Olímpico (José Dumont), um operário metalúrgico com quem inicia namoro. Só que Glória (Tamara Taxman), colega de trabalho de Macabéa, tem outros planos após se consultar com uma cartomante (Fernanda Montenegro).

DOMINGO, 09.08.2020 

18h
Sessão Infantil 
As Aventuras do Avião Vermelho
Direção: Frederico Pinto e José Maia
Ano: 2014
Classificação: Livre
Duração: 100 minutos
Sinopse: A trama apresenta a história de Fernandinho, um menino de 8 anos, que perdeu a mãe há pouco tempo, tornando-se um garoto solitário, sem amigos e com problemas de relacionamento com o pai e na escola. Sem saber como lidar com a situação, o pai tenta conquistá-lo com presentes. Nada funciona até que ele dá para o filho um livro de sua infância. Encantado com a história, Fernandinho decide que precisa de um avião para salvar o Capitão Tormenta – aviador personagem do livro, que está preso no Kamchatka. A bordo do Avião Vermelho e junto com seus brinquedos favoritos, Ursinho e Chocolate, que ganham a vida com sua imaginação, Fernandinho visita lugares inusitados, como a Lua e o fundo do mar, e percorre diferentes territórios – África, China, Índia, Rússia. Ao longo dessa jornada, ele descobre o prazer da leitura, a importância de ter amigos e o amor do pai.

20h30
Biografias Musicais 
Gonzaga de Pai para Filho
Direção: Breno Silveira
Ano: 2011
Duração: 120 minutos
Gênero: Drama
Sinopse: Decidido a mudar seu destino, Gonzaga sai de casa jovem e segue para cidade grande em busca de novos horizontes e para apagar uma tristeza amorosa. Lá, ele conhece uma bela mulher, Odaléia (Nanda Costa), por quem se encanta. Após o nascimento do filho e complicações de saúde da esposa, ele decide voltar para a estrada para garantir os estudos e um futuro melhor para o herdeiro. Para isso, deixa o pequeno aos cuidados de amigos no Rio de Janeiro e sai pelo Brasil afora. Só não imaginava que essa distância entre eles faria crescer uma complicada relação, potencializada pelas personalidades fortes de ambos. Baseada em conversas realizadas entre pai e filho, essa é a história do cantor e sanfoneiro Luiz Gonzaga, também conhecido como O Rei do Baião ou Gonzagão, e de seu filho, popularmente chamado de Gonzaguinha.

23h
Grandes Comédias 
Minha Mãe é uma Peça – O Filme 
Direção: André Pellenz
Ano: 2012
Classificação: 12 anos
Duração: 85 minutos
Gênero: Comédia
Sinopse: Dona Hermínia (Paulo Gustavo) é uma mulher de meia idade, divorciada do marido (Herson Capri), que a trocou por uma mais jovem (Ingrid Guimarães). Hiperativa, ela não larga o pé de seus filhos Marcelina e Juliano (Mariana Xavier e Rodrigo Pandolfo), sem se dar conta que eles já estão bem grandinhos. Um dia, após descobrir que eles a consideram uma chata, resolve sair de casa sem avisar para ninguém, deixando todos, de alguma forma, preocupados com o que teria acontecido. Mal sabem eles que a mãe foi visitar a querida tia Zélia (Sueli Franco) para desabafar com ela suas tristezas do presente e recordar os bons tempos do passado.

Protocolo sanitário - cuidados com o público: 

- Ocupação de até quatro pessoas por veículo, com uso obrigatório de máscara
- Ingressos gratuitos adquiridos online e recebidos diretamente no celular/tablet
- Leitura de ingressos realizada à distância, através de leitores ópticos
- Todos os ocupantes do veículo terão as temperaturas aferidas
- O público não terá contato com a equipe de produção e somente poderá sair do veículo para uso dos sanitários (acendendo o pisca-alerta dos carros para que alguém da produção os acompanhe até à área dos sanitários)
- Os sanitários estarão equipados com lavatórios, sabão e álcool em gel 70%
- Todos os sanitários serão higienizados após cada uso - Será disponibilizada uma ambulância UTI durante todo o período do evento

Postar um comentário

últimas resenhas e críticas

Acompanhe no Instagram

© Seja Cult. Design by FCD.