8.7.20

Milagres do Amor

Milagres do Amor || Disponível no Cinema Virtual
Crítica por Helen Nice


Como o título original (Mucize 2: Ask) indica, esta é uma sequência do filme Mucize de 2015, baseado em fatos reais, que narra a trajetória do Professor egeu Mahir (Talat Bulut) e seus feitos em uma pequena aldeia turca. Se você não assistiu o filme anterior (eu também não assisti) não se preocupe, pois Milagres do Amor se basta em sua narrativa, sendo perfeitamente compreensível. 

O Professor Mahir construiu uma escola na pequena vila e um de seus alunos mais aplicados é Aziz (Mert Turuk), portador de necessidades especiais, que se supera em suas deficiências e conquista a amizade e carinho do mestre. Agora a narrativa começa em 1963 contada pela voz de Mizgin (Biran Damla Yilmaz). A bela jovem tem o sonho de se casar por amor e ser feliz, porém para pagar uma dívida de gratidão se seu pai, se vê obrigada a contrair matrimônio com Aziz, seguindo as leis locais. Mizgin conhece Aziz no dia do casamento e tem um choque. Seus sonhos de mulher são destruídos. Após muito chorar, jura para si mesma que cuidará daquele homem e honrará seu pai. Mas as pessoas da vila são cruéis e maltratam Aziz. 


O professor Mahir sugere que o casal se mude para uma cidade maior, onde ele nasceu e tem amigos que ajudarão o casal a se adaptar. A princípio o casal se encanta com o lugar, mas o preconceito também existe ali. Com muito sofrimento e dor Aziz e Mizgin superam cada dificuldade e provam que com amor e companheirismo tudo fica menos difícil. É muito interessante como a vida daquele lugar isolado gira em torno do pequeno cinema. Cada filme que chega, embora não sejam atuais, traz a modernidade e muda a vida das pessoas de maneira especial. 

O roteiro trabalha muito bem a jornada de desafios e superação que cada personagem apresenta. Até os elementos clichês são bem explorados. A bela amizade professor/aluno também é tocante. Em um momento em que passamos por mudanças na forma como encaramos o dia a dia e os desafios do aprendizado na Pandemia, este filme traz uma bela mensagem de otimismo. Emocionante e inspirador!

Postar um comentário

últimas resenhas e críticas

Acompanhe no Instagram

© Seja Cult. Design by FCD.