19.6.20

Uma noiva em apuros

Uma noiva em apuros || Disponível nas plataformas digitais
Crítica por Helen Nice


Este é um daqueles filmes que começo a assistir sem grandes expectativas, porém nas primeiras cenas com uma música bonitinha já tenho indícios que será divertido! Por que afinal, quando escolho assistir uma comédia romântica quero relaxar, dar boas risadas e me divertir...não fazer um tcc sobre o filme! O tema é clichê? Sim, com certeza! Mas essa produção polonesa, sem grandes pretensões, não me decepcionou. Dirigido por Bartosz Prokopowicz com título original "Narzeczony na Niby" não é um lançamento recente (filme de 2018), mas chegou à pouco às plataformas digitais distribuído pela A2 Filmes. O roteiro escrito por Katrzyna Priweziencew e Katrzyna Sarnowska segue a receita das comédias estilo pastelão típicas dos anos 1990, fazendo graça sobre uma visão de mundo já ultrapassada ou, pelo menos, camuflada nos dias atuais. 

No caso temos uma mãe separada que não superou muito bem o divórcio, então seu sonho é ver as duas filhas bem casadas para provar ao ex-marido que as filhas não irão terminar seus dias sozinhas - "para titia"- como ela mesma. Uma das filhas, Basia (Sonia Bohosiewicz) está se preparando para casar com um figurinista, que parece ter olhos mais para um amigo que para sua noiva. Apesar de ter piadas com caráter preconceituoso, mostra a realidade onde o status de "estar casado" prevalece e isso ainda é importante em muitas culturas. Não podemos perder de vista que é uma produção polonesa, portanto retrata uma cultura desconhecida por nós. 


A outra filha, Karina (Julia Kaminska) tem um relacionamento com Darek (Piotr Adamczyk), um diretor do programa onde trabalha. Darek é o caricato homem mulherengo, que dá desculpas para não conhecer a família de Karina e assim ter que assumir algum compromisso. Até que ela descobre uma traição e o namoro termina dias antes do casamento da irmã. Agora Karina terá que arrumar uma companhia e apresentar à família como sendo "Darek". É quando entra em cena o bonitão Szymon (Protr Stramowsky), um motorista de taxi que sonhava ser jogador de futebol, mas abriu mão dos seus sonhos para encarar a dura realidade de criar o filho pequeno Tolek (Jan Szydlowski) após a morte da mãe do garoto. Ajudado pelo avô, o pequeno Tolek tenta a sorte no show de talentos do programa onde Karina trabalha. E as histórias se unem, através de uma mentirinha aqui, uma "omissão da verdade" ali... 

Roteiro previsível, situações já vistas antes, piadas repetidas. Mas, afinal, a ideia é apenas se divertir, não é? Me agradou bastante assistir a versão original com legendas e ouvir uma língua totalmente desconhecida. A trilha sonora é bem bonitinha, com alguns clássicos como My Way e algumas canções na língua nativa. O carisma do garoto Tolek conta ponto positivo à produção e o casal central também agrada bastante. Figurino e fotografia estão de acordo com a ideia proposta. Assista com um balde de pipocas e simplesmente curta a diversão!

Um comentário

  1. Parece ser bem interessante, já quero assistir :D

    https://www.submersaempalavras.com/

    ResponderExcluir

últimas resenhas e críticas

Acompanhe no Instagram

© Seja Cult. Design by FCD.