16.5.20

Encontrando-me || Cora Carmack


Encontrando-me começa com a personagem Kelsey Summers no meio de uma viagem sabática. Ela está de mochilão pela Europa porque terminou a faculdade a pouco tempo e não se encontrou. Fora os problemas com os pais, que são ausententes. Eles se fazem presente através do dinheiro. "Se você tem tudo o que o dinheiro pode comprar você tem bons pais, então não reclame". É meio assim que a família Summers se relaciona. Só que a Kelsey está cansada disso, ela quer um pouco mais de profundidade nos relacionamentos e não só transas de uma noite; ela quer sentir a vida e que vale a pena vivê-la. No meio dessa viagem ela conhece o ex-militar Jackson Hunt, que a principio está em busca de alivio para o que sobrou de sua alma após o período que passou no exército. A Kelsey logo se encanta por ele, mas ele se controla.

A partir daí os dois vão viajar juntos e fica no ar o motivo pelo qual Hunt está acompanhando Kelsey na viagem. Ele esconde algo e pelo contexto, que não vou falar qual é, fica claro o motivo de ele estar com a Kelsey. Só que não é só ele que esconde algo. Uma situação que aconteceu quando Kelsey era criança mudou a forma como ela se relaciona com os homens e ela só falou isso para os pais, que não lidaram com o problema de forma responsável. Com Hunt ela vai se sentir segura para se abrir, só que antes disso ela descobre o segredo dele e isso muda tudo. Quem narra os acontecimentos do livro é a Kelsey, uma menina que quer ser amada pelos pais e ter uma família, no sentido amoroso da palavra. Ela também quer viver um romance real e pensa que Hunt pode ser esse cara. Só que Hunt esconde muita coisa e só sabemos quem ele é pela Kelsey. Aparentemente ele é um homem bonito e bom, protetor e cuidadoso.

Vou beijá-la, princesa. Mas não agora, não com você me mandando. Não até que isso seja apenas uma coisa que você queria eliminar da sua lista. Vou beijar você quando isso for importante.


O livro é totalmente previsível logo de cara e não é difícil descobrir o segredo de Hunt e saber como vai terminar. O romance não tem muita profundidade sendo apenas de descobertas, de quem a Kelsey realmente é e como ela vai lidar com a vida depois da viagem. Ela está perdida, querendo sentir alguma coisa, até que Hunt aparece e a faz desejar mais do que sexo casual. O Hunt me confundiu um pouco e foi uma surpresa algumas descobertas sobre sua vida, que são reveladas mais para o final. Eles não se envolvem logo de cara porque Hunt não quer, então passam a ser amigos que viajam juntos. Mas sempre tem aquele momento que o casal fica junto e tem uma cena de sexo bem descritiva, mas só uma também. Eu acabei marcando os primeiros livros como hot, mas eles não são, pelo menos não para mim, pois tem uma ou duas cenas de sexo.

Encontrando-me estava na minha estante a um bom tempo. Como eu gostei muito do primeiro e um pouco do segundo, investi no terceiro e fiquei como ele para ser lido. Peguei para ler acho que no começo do ano e vim rolando com ele até semana passada, quando finalmente terminei a leitura. Cada livro dessa trilogia é sobre um casal, então não precisa ser lido na ordem porque não tem conexão um com o outro. É importante dizer também que eu estou diferente enquanto leitora e que isso interferiu na classificação do livro. São romances new adults que na época que foram lançados eram até interessantes e engraçados, mas que hoje, com a bagagem de livros que tenho e o tipo de leitora que sou, não me entretém mais. Eu busco romances com um pouco mais de conteúdo, um pouco mais de envolvimento, coisa que só o primeiro me proporcionou.

Então essa não foi uma leitura que eu tenha gostado, foi até difícil passar o tempo com ela, porque era previsivel demais, superficial demais. No meio do livro eu já não via motivos para a viagem dos dois. Na minha cabeça era mais simples a Kelsey tomar uma decisão, ou se entender com os pais ou se afastar deles, coisa que ela só faz no final. Falando em final, ficou um pouco corrido para mim. Quando os segredos são finalmente revelados, eles ficam poucos dias afastados e logo o livro termina, isso sem uma boa conversa. Senti que era só para finalizar mesmo. Dei três estrelas no skoob porque as descrições dos lugares que eles visitaram ficaram muito boas. Em epóca de quarentena, que viajar parece uma coisa tão distante, foi bom ler sobre o assunto, mas fora isso é um livro que não me marcou. O primeiro sim vale a pena.

Aventuras não acontecem se você estiver preocupado com o futuro ou apegado ao passado. Elas só existem no presente. E elas sempre, sempre surgem na hora mais inesperada e da forma mais improvável.

Encontrando-me Losing It # 3 
Cora Carmack
Editora Novo Conceito: Facebook/Instagram

Resenha dos primeiros livros da trilogia:

Onde comprar (link comissionado):

Postar um comentário

últimas resenhas e críticas

Acompanhe no Instagram

© Seja Cult. Design by FCD.