22.4.20

Hebe - A Estrela do Brasil

Hebe - A Estrela do Brasil || Disponível no Telecine
Crítica por Helen Nice


O filme Hebe - A Estrela do Brasil estrelado pela atriz Andrea Beltrão, que diga-se de passagem está incrível no papel, faz um recorte de um período conturbado da vida da apresentadora nos anos 1980. A biografia nos traz uma Hebe real e uma visão da mulher por trás das câmeras, sob um ângulo que apenas quem conviveu com ela poderia descrever. Baseado em relatos, materiais da família e uma intensa e desafiadora pesquisa, rica em detalhes. Uma mulher que defendia suas crenças e suas causas com força e determinação, porque sempre acreditou que "defender o que é certo não seria uma questão de ideologia, mas sim de caráter". Hebe tinha nas mãos a arma mais poderosa e importante para defender isso tudo - um microfone. E soube usá-lo como ninguém. Apesar de todos os problemas de ordem pessoal, Hebe nunca faltou com a verdade que defendia com garra e determinação.

O roteiro de Carolina Kotcho se propõe a atingir um público que acompanhou a carreira de Hebe pela TV e ao mesmo tempo apresentar uma outra Hebe, em um retrato mais íntimo e até com aspectos mais dramáticos e pessoais da vida da mulher Hebe. Mesmo quem não acompanhou de perto através dos programas ou de revistas e jornais de época irá se envolver na história bem montada e com um roteiro bem coerente. O filme não é uma cinebiografia tradicional e comum, mas um recorte autêntico e apaixonante da pessoa Hebe, que enfrentou desafios em sua carreira trazidos pelo momento político que o País enfrentava e desafios em seu relacionamento pessoal, bastante conturbado.

Hebe - A Estrela do Brasil vai além dos conhecidos "gracinha" e "a gente volta já, já" e nos mostra a figura que marcou época, influenciou seu público, lutou pelos direitos das minorias, enfrentou a censura, foi poderosa ao afirmar sua posição em uma relação abusiva com o empresário Lélio (Marco Ricca), ditou moda e costumes. A essência da Hebe está em cada detalhe do filme e mesmo se tratando dos anos 80 é bastante atual com assuntos que estão em voga no momento. As gerações mais novas que talvez pensem não ter conexão com Hebe por não ter vivido este período irão se surpreender ao perceber como Hebe foi e é uma figura inspiradora e bastante contemporânea.

Ainda no elenco temos Daniel Boaventura como Sílvio Santos, Stella Miranda como Derci Gonçalves, Claudia Missura como Nair Belo e Karine Talles como Lollita Rodrigues. Assista no Telecine.

Um comentário

  1. indicação mt bacana! eu to adorando esses filmes nacionais de celebridades, com certeza quero ver esse da Hebe

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir

últimas resenhas e críticas

Acompanhe no Instagram

© Seja Cult. Design by FCD.