16.3.20

Martin Claret lança novos livros das Brontës

A editora Martin Claret está lançando uma coleção especial de colecionador dos romances das Irmãs Brontë. Você sabem que são minhas autoras preferidas da vida, então eu não podia deixar de postar isso. As edições possuem nova tradução, capa dura e lombada exposta.

Os romances estão garantidos, que no total são sete, mas peçam as biografias, poemas e outros textos das autoras que nunca foram lançados no Brasil. Assim eles vão ver que tem público e, quem sabe, publiquem pra gente.



Os fãs de literatura inglesa irão se deliciar com mais uma obra-prima parte da coleção das irmãs Brontë: Agnes Grey, de Anne Brontë. Publicado em 1850, o romance ultrapassa a Era Vitoriana com sua temática realista. A caçula da família Brontë não fica atrás de suas outras irmãs escritoras, Charlotte e Emily, ao criar uma protagonista disposta a enfrentar as convenções sociais da época e se firmar como uma mulher corajosa e dona de si, diferente de muitas mocinhas românticas de então. A obra narra a trajetória de Agnes, governanta de famílias da classe aristocrática inglesa, suas lutas, questionamentos e claro, sua relação com o amor. Leitura imperdível para os apaixonados pelas outras irmãs Brontë e pela produção literária inglesa.



Na época em que Anne Brontë viveu e escreveu seus dois romances, as mulheres tinham pouquíssimos direitos na Inglaterra. Uma esposa não tinha a oportunidade de optar por uma vida independente, por mais que sua vida conjugal fosse insuportável, cheia de abusos e maus tratos. Em “A inquilina de Wildfell Hall”, a autora nos apresenta uma protagonista que ousa quebrar os paradigmas daquela sociedade conservadora. Anne Brontë, do seu ambiente restrito e reprimido, pôde visualizar um mundo diferente, com horizontes mais largos para sua personagem. Uma leitura imperdível e necessária. A presente edição possui acabamento gráfico diferenciado, com a lombada exposta.



Villette é, de muitas formas, um romance delicado e deliciosamente difícil. Tudo o que diz respeito à sua heroína, Lucy Snowe é encoberto por uma névoa de inacessibilidade e uma certa escuridão que sustenta a narrativa. Lucy se muda para a cidade fictícia de Villette, onde será professora de inglês em um internato. Ali, será confrontada pelos traumas do passado enquanto completa seu percurso de heroína, com os dessabores e conquistas de uma mulher vitoriana, mas eternamente atual. Uma obra-prima de Charlotte Brontë.



"Jane Eyre”, romance de estreia da consagrada e renomada escritora inglesa Charlotte Brontë, narra a história de vida da heroína homônima. Quebrando paradigmas e criticando a realidade vitoriana da época, Jane Eyre desafia o destino imposto às mulheres e as posições sociais que elas deveriam ocupar. Recheado de características góticas, o romance possui personagens inesquecíveis e transformadores, como a figura do misterioso Rochester, patrão de Jane e peça vital da narrativa. A presente edição possui acabamento gráfico diferenciado, com a lombada exposta.



O Morro dos Ventos Uivantes (1847), obra-prima da inglesa Emily Brontë, é um dos grandes clássicos da literatura mundial. Adaptado para o cinema inúmeras vezes, a história do amor intenso e turbulento entre Cathy e Heathcliff continua a arrebatar os leitores década após década. A narrativa se desenvolve na região inóspita onde se encontra a mansão que dá nome à obra, e possui traços góticos que aproximarão o leitor moderno. Cathy e Heathcliff desenvolvem, logo que se conhecem, uma afinidade que ultrapassa as convenções sociais, as diferenças de gênero e até a morte.

2 comentários

  1. ah eu ja vi essa edição do morro dos ventos uivantes e achei linda, fiquei morrendo de vontade de comprar; a Martin arrasa nessas capas

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Sabe me dizer se as traduções são boas?

    ResponderExcluir

últimas resenhas e críticas

Acompanhe no Instagram

© Seja Cult. Design by FCD.