28.1.20

Virgin River - 1ª temporada


Outra série vista por acaso, quando estava querendo algo para relaxar e passar o tempo. Virgin River também é uma adaptação literária e imensa. São 20 livros lançados atualmente da autora Robyn Carr. A editora Harlquin anunciou que vai lançar o primeiro livro da série em 2020 no Brasil. O enredo dessa série é mais ou menos como a de When calls the heart, com um núcleo principal e vários outros tão interessantes quanto. O enredo principal envolve a enfermeira Melinda Monroe (Alexandra Breckenridge), que saiu de Los Angles para deixar o passado para trás. Quando ela chega em Virgin River, nome da cidade e da série, encontra um lugar em que todos se conhecem e se apoiam e também conhece Jack (Martin Henderson), dono do bar local.

A ideia dessa cidade e dos moradores se apoiando é aquela ideia de cidade pequena, um se intrometendo na vida do outro, um único estabelecimento de cada tipo. Vale ressaltar que as cenas da cidade são lindas!! Não sei aonde essa série foi gravada, mas o local é maravilhoso, com cachoeiras e vida verde preservada. O local é explorado nos episódios, por isso estou avisando para prestarem atenção. Voltando a Mel e Jack. Claro que eles vão se sentir atraídos um pelo outro, mas a Mel esconde um passado que só é totalmente revelado lá pelo final. Não é bem esconder, ela quer superar e acha que uma mudança drástica vai ajudar. A gente não fica totalmente no escuro sobre o que houve com ela, porque durante os episódios alguns flashbacks dão uma ideia do que aconteceu.


O Jack também tem um passado complicado. Ele sofre de estresse pós-traumático após voltar da guerra do Afeganistão. Ele não gosta de falar sobre o assunto, mas isso afeta sua vida e seus relacionamentos, já que quem dorme com ele acaba descobrindo. A Mel chega em Virgin River para trabalhar junto com o único médico da cidade, Dr. Mullins (Tim Matheson). O seu período inicial de permanência é de 1 ano, depois disso ou ela fica na cidade ou vai embora. O romance entre Mel e Jack vai acontecer aos poucos, por causa do que houve com ela. Jack vai ser o primeiro homem que Mel vai se interessar; ele quebra o gelo aos poucos mostrando seu lado companheiro e compreensivo. É bom dizer que esse romance não tem nada de sensual, o foco aqui é no sentimento e na superação.

Tem um casal secundário que é interessante comentar, porque aborda o relacionamento entre pessoas mais velhas e envolve o Dr. Mullins e sua esposa Hope (Annette O’Toole). O médico traiu a mulher a muitos anos, 20 para ser mais exata, é ela nunca superou isso por mais que ele se desculpe. Foi uma noite que acabou em separação. Só que eles não se relacionaram com outras pessoas e nem se separaram no papel. Como a cidade é pequena, as opções são poucas, só que quando aparece alguém um dá um jeito de atrapalhar o outro. A Hope é a personagem mais chata do universo!! É muito intrometida e atrapalha a vida de muita gente. Sem brincadeira, a minha vontade era de avançar os episódios quando ela aparecia. No último episódio ela se abre e reconhece que errou em vários momentos e se desculpa com algumas pessoas. Mesmo assim você é uma chata, Hope!


Essa série é muito gostosa de ver por focar na estória dos personagens, no amadurecimento que alguns apresentam ao longo dos episódios, e não só a Mel. A aura de cidade do interior dá um calorzinho no coração pela preocupação ser com coisas simples, que uma boa conversa pode resolver. É um drama que fala sobre recomeços e superação. A Mel perdeu pessoas que amava e o rumo; Virgin River é a chance que ela está se dando de curar as feridas e seguir em frente. Não é fácil e ela sente isso na pele, e enquanto assistimos sentimos isso acompanhando sua estória e a dos outros personagens. Muitos na série também estão buscando o seu recomeço, como o Jack. Vamos descobrir muitas coisas sobre ele e nem sempre vamos concordar com as escolhas que ele faz.

A primeira temporada da série tem 10 episódios de 40 min cada. Logo no primeiro eu sabia que veria até o fim, é uma série muito confort, confortável de ver no sábado à tarde. O melhor é que as filmagens da segunda temporada estão rolando e novamente será 10 episódios com a estreia prevista para o segundo semestre deste ano. Não sei se vou ler os livros, mas a série com certeza vou continuar acompanhando e recomendo.

Postar um comentário

últimas resenhas e críticas

Acompanhe no Instagram

© Seja Cult. Design by FCD.