Slider

Kardec

13.5.19

Kardec || Estreia em 16 de maio de 2019
Crítica: Debora Maris Nogueira

Podem se queimar os livros, mas as ideias não se queimam - Kardec.   

O que falar sobre um filme espírita? Na verdade é o que ele ñ é (se por acaso for assistir com esse intuito). Um filme de época feito por brasileiros com cenas incríveis e excelente ambientação; figurino impecável e uma fotografia quase impressionista. Dá para sentir o clima da França do século XIX, trazendo parte da historia do homem que codificou a doutrina espírita.

Leonardo Medeiros e Sandra Corveloni conferem aos personagens veracidade e intensidade, mostrando a saga de Kardec ao lançar O Livro dos Espíritos, dando início a uma nova doutrina. Impossível não notar como muitos aspectos são atuais, como a luta pela liberdade de expressão e educação e a imposição de dogmas religiosos; a perseguição dos que não aceitam o novo evangelho, que significa Boa Nova. O convite ao pensamento crítico fundamentado em argumentos, método de pesquisa para ser sabatinado pela academia de ciências, um trabalho duro, pesquisa extensa, para provar que o mundo dos espíritos existe.

Um filme bem cuidadoso, com um elenco escolhido com primor. Os atores que sustentam os personagens nos emocionam com sua interpretação suave e intensa; a transformação de Rivail para Kardec lembrando os antigos profetas que mudaram de nome, após aceitação de um novo rumo para suas vidas. Mesmo transformado abdicou do personalismo deixando para os Espíritos todo o mérito. Para aqueles que creem, e mesmo os que não creem, sua máxima é uma inspiração: "fora da caridade não há salvação".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Theme Designed By Hello Manhattan

Your copyright

Seja Cult - Todos os direitos reservados.