Slider

Vox Lux - O Preço da Fama

28.3.19

Vox Lux - O preço da Fama || Estreia em 28 de março de 2019
Crítica: Karla Nayra


Dirigido e roteirizado por Brady Corbet, Vox Lux - O Preço da Fama narra a ascensão de uma jovem cantora ao topo da carreira artística. A partir de uma perspectiva objetiva, Corbet apresenta a relação entre a protagonista e um histórico traumático que a torna frágil diante do desafio de manter sua mente saudável em meio às influências do meio artístico. A decisão de Corbet é narrar a trama respeitando a cronologia da história. Ele divide o filme em quatro partes como estratégia funcional para delimitar o tempo e o espaço nos quais a narrativa se desenvolve. Tecnicamente, o filme trabalha bem a mixagem de som, mas estamos falando de um filme musical, ou seja, essa é uma expectativa que todos temos ao assistir e o filme atende.

A premiada atriz Natalie Portman, que interpreta Celeste, está bem no que se propõe a fazer. Não chega ser sua melhor atuação, mas sua entrega ao personagem é notável. Judy Law interpreta o empresário. O ator é bom, ele consegue transferir no olhar o sentimento de um profissional apaixonado pelo que faz e, principalmente, acredita na artista que agencia. A irmã mais velha de Celeste, Eleonor (Stacy Martin), representa a fonte criativa da estrela e o saco de pancada no qual Celeste desconta todas as suas frustrações. Raffey Cassidy ganhou dois papéis no filme. Ela interpreta Celeste quando jovem e depois a filha da celebridade. Essa repetição nos dá uma sensação de histórias cíclicas que em algum momento se repetem. O problema aqui é como Cassidy não parece saber sair de uma personagem para entrar na outra. Em ambas a atuação é idêntica.

No geral, o filme me pareceu uma metáfora sobre a superexposição a qual vivemos nos dias de hoje. As redes sociais nos permitem exibir nossas vidas como se fôssemos todos celebridades. Desejamos ter uma boa aparência diante das câmeras e quando nossa expectativa é frustrada, nem sempre sabemos lidar com isso. Nesse contexto, por mais que tenhamos nossas questões, problemas e defeitos, na hora do show tudo deve parece bem para que haja um grande espetáculo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Theme Designed By Hello Manhattan

Your copyright

Seja Cult - Todos os direitos reservados.