Slider

Livros que amei ter lido em 2018

2.1.19

Eu tinha o costume de anotar os livros que lia a cada mês desde muito tempo. Porém, em 2018 eu não fiz isso e não tenho o número exato de quantos livros foram lidos, nem quais deles são os melhores. Mesmo assim eu li coisas incríveis e fiz essa seleção baseada em fotos do ig, segue lá para acompanhar, das leituras do mês. Também não fiz as leituras do mês todos os meses, mas deu para ter uma ideia.

Suspeito que eu tenha lido entre cinquenta e sessenta livros em 2018. Eu sempre miro nos cem livros e acima de cinquenta me deixa satisfeita. Tenho percebido que a minha média de leitura caiu de uns 3 anos pra cá e não quero ficar me martirizando porque não li cem ou mais do que isso. Essa é uma das minhas mudanças para o novo ano, ler na hora que tenho vontade e se não tenho ficar tranquila em relação a isso. Nada de forçar leitura para atingir quantidade no mês.

Selecionei três livros que foram favoritos, duas trilogias que eu amei ter lido e mais quatro livros que foram leituras maravilhosas.

FAVORITOS


• Por algum motivo eu ainda não consegui fazer a resenha de Agnes Grey. É aquele bloqueio de clássico favorito que não sei se vou me expressar tão bem assim na resenha. Essa obra é um romance de formação escrita pela Brontë injustamente esquecida. A Anne teve contribuições até mais significativas que as suas irmãs, mas que não ganharam a devida atenção como as outras. Vale conhecer, a leitura não é complicada e mostra a dificuldade que era cuidar e educar crianças no séc. XIX.

• Vox não está na foto, mas eu não preciso comentar muito sobre ele porque tem resenha aqui no site e no ig. A leitura desse livro é necessária independente de pensamento político. Ela é um alerta para você não cair na conversa do salvador da pátria, do presidente que tem formula mágica para resolver os problemas de um país. (resenha)

• Fahrenheit 451 é outra leitura que todo mundo precisa fazer em algum momento da sua vida. Ainda mais se você ama livros. Ele fala da importância dos livros e do seu perigo para os poderosos. Os livros nos fazem questionadores, nos fazem pensantes, nos fazem querer mais, tudo o que político nenhum quer. A distopia gira num mundo em que os livros são proibidos e queimados pelos bombeiros. Não existe gente que pensa nem gente que vive, só gente que existe por meio da televisão. (resenha)

TRILOGIAS INCRÍVEIS E FINALIZADAS


• A trilogia Never Sky é meu xodó tem alguns anos. Mas só em 2018 eu consegui reler o primeiro e depois ler os outros dois. Acho a escrita da Veronica muito gostosa de ler, envolvente, os personagens que ela construiu são profundos e os secundários são muito interessantes. Eu sempre recomendo para as pessoas lerem pelo menos o primeiro. Ela vai apresentar o Perry e a Aria, contar o que houve nesse mundo e qual a motivação do casal. Vale dizer que é uma distopia. (resenha)

• Se tiveram livros que eu comentei MUITO nesse 2018 foram os da trilogia Para todos os garotos que já amei. Foi a coisa mais fofa que li e que aqueceu meu coração em anos! É muito bom, divertido e envolvente. Quando passou das páginas para a tela da tv, aí que fiquei mais apaixonada mesmo. Tenho muito carinho pela Jenny Han, os livros dela conseguem conversar comigo mesmo eu tendo passado da idade de suas protagonistas a muito tempo. Sempre tenho algo para tirar, uma reflexão para fazer. (resenha)

MERECEM DESTAQUE


Amor em Manhattan é o primeiro de uma trilogia sobre amigas que trabalham em Nova York. A leitura é gostosa, leve, não é focada só no romance. Tem muito personagem secundário que chama a atenção. Entrete e diverte. (resenha)⠀ ⠀

Mais que amigos foi um livro que todo mundo comentou bem e todo mundo estava certo!! Romance engraçado e que te prende desde o começo. É aquele tipo de livro que você torce para o casal e fica contando as páginas para eles ficarem juntos logo. Tem hot, mas não em excesso. (resenha)

O fogo entre a névoa é um reconto de Mulan. Se passa no Japão Feudal e é uma leitura que merece atenção pela quantidade de informação e palavras novas. Foi muito bem escrito, é detalhado e por isso não é para qualquer um. Cansa sim, mas eu adorei o que a autora propôs e estou louca pela continuação e para ler outros livros dela. (resenha) ⠀

• O que dizer de um livro que mistura editora, livros e fotografia? Maravilhoso né?! Professor Feelgood está conquistando muito gente e merecidamente. Eita livro bom, gostoso de ler e engraçado. Quero mais dessa série, e logo!!! (resenha)

3 comentários:

  1. farenheit está na minha TBR da vida e tbm to doida pra ler vox, adorei conferir suas melhores leituras do ano

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Olá.

    A trilogia Never Sky está na minha meta de vida! Tenho muita vontade de conhecê-la. Li também "mais que amigos" ano passado e foi uma leitura muito engraçada e fofa. Bem recomendada! E ahhh, como quero ler "amor em Manhattan"...

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Eu já li o 'Fahrenheit 451' quando era bem novinha. Preciso ler de novo, mas no momento estou pensando em ler algo mais leve, motivo esse que estou adiando a leitura de 'Vox'. Só de ler a sinopse fiquei agoniada com o que deve ser o livro. Quero ler, mas preciso me preparar psicologicamente primeiro.
    Beijos;

    Mente Hipercriativa
    FanPage Mente Hipercriativa

    ResponderExcluir

Theme Designed By Hello Manhattan

Your copyright

Seja Cult - Todos os direitos reservados.