Slider

A Esposa

9.1.19

A Esposa || Estreia em 10 de janeiro de 2019
Crítica: Raísa Maris Reina


A Esposa conta a história de Joan Clasteman (Glenn Close), casada com o escritor Joe Castleman (Jonathan Pryce) que acaba de receber um Prêmio Nobel de Literatura. Joan abandonou a própria carreira para cuidar de Joe durante seus 40 anos de casados, mas o casamento dos dois entra em crise conforme o dia da premiação vai se aproximando.

O roteiro acerta na maneira com a qual os detalhes do comportamento machista de Joe vão surgindo ao longo do filme, que vão desde declarar para um público masculino que ele é muito grato por sua esposa não ser escritora, quanto o seu comportamento com as mulheres pelas quais ele se sente atraído. O que poderia, talvez, dar mais dimensão a essa personagem torna-o, para o público atento, cada vez mais ordinário.


Entretanto, talvez seja mais justo dizer que o roteiro parece tão preocupado em mostrar cada nuance do eterno e silencioso conflito de Joan que todo o resto se torna, propositalmente ou não, desinteressante. É praticamente impossível se importar com o conflito do filho David Castleman (Max Irons) negligenciado por Joe, pelo jornalista Nathaniel Bone (Christian Slater) que insiste em escrever uma biografia de Joe e nutre um interesse por Joan, e até mesmo por Joe que busca também desesperadamente se redimir durante o filme todo. Não à toa, o maior destaque em termos de atuação é justamente Glenn Close que consegue demonstrar em cada detalhe de seu rosto e no silêncio de Joan esse conflito que se estendeu por décadas.

Durante seu discurso de vitória por melhor atriz de filme (drama) no Globo de Ouro, Glenn Close diz que o filme a fez lembrar de sua mãe, que passou a vida submetendo-se ao marido (pai da atriz). Aos 80 anos ela disse à Close que sentiu que não tinha feito nada de sua vida. Possivelmente, o mais marcante de A Esposa seja justamente o que ele evoca e as lembranças que ele aciona no público e não necessariamente o filme em si; é difícil de ver o filme e não se lembrar de alguma mulher que, por qualquer motivo, teve que abdicar de suas ambições e sonhos para dedicar a sua vida ao marido.

Um comentário:

  1. ah eu vi o trailer desse filme ha pouco tempo e to SUPER interessada em ver esse filme

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir

Theme Designed By Hello Manhattan

Your copyright

Seja Cult - Todos os direitos reservados.