Destaques

Receba as atualizações do site por email!

03/12/2018

Professor Feelgood || Leisa Rayven


Infelizmente a resenha de Mr Romance não existe mais, pois quando exclui o canal do site ele foi junto. O livro tinha sido o meu primeiro contato com a autora e foi um contato muito bom. Lembro de ter comentado sobre a escrita gostosa de ler e o teor cômico que fizeram toda a diferença. Professor Feelgood é o segundo de uma série que até agora liga os dois livros pelas irmãs Tate. A protagonista desse livro é irmã da protagonista do primeiro. Aqui acompanhamos a Asha Tate, assistente editorial de uma pequena editora e que almeja uma promoção, a de se tornar editora. Para isso, ela precisa encontrar o novo best-seller do mercado. Ela disputa essa vaga com outro colega da editora que é cheio de contatos.

O Professor Feelgood é um perfil do Instagram, com milhares de seguidores, onde um cara posta fotos sensuais e poemas. As fotos nunca revelam o seu rosto e são de várias partes do mundo. Os poemas falam de um amor perdido, da alma gêmea que ele encontrou em uma de suas viagens e perdeu. A Asha segue esse perfil e é apaixonada pelas palavras do Professor, ele mexe com ela. Então a Asha acaba tendo a brilhante ideia de transformar esse perfil em um livro. Isso é apresentado aos seus chefes na editora, que compram a ideia. Acontece que a relação entre a Asha e o Professor será completamente diferente do que ela imaginava e isso pode levar não só a perda da promoção como também ao fechamento da editora.
Uma vez você me disse que, na história das nossas vidas, nós somos nossos próprios narradores não-confiáveis. Você acha que eu sou o vilão e eu acho que é você. Nossas memórias são subjetivas e nós raramente lembramos de nós mesmos como culpados, mesmo quando somos.

Assim como o primeiro, esse também é narrado em primeira pessoa pela protagonista, aqui é a Asha. Ela é uma jovem que teve a infância complicada, a mãe morreu cedo, o pai saiu de casa e ela e a irmã foram criadas pela avó em meio a dificuldades financeiras. Essa promoção é o reconhecimento de todo o esforço que ela fez ao longo dos anos, por isso ela agarra a oportunidade com unhas e dentes. Outro ponto a se saber sobre a Asha é que ela tem umas crises de ansiedade, não sei se é bem essa a palavra, que a impedem de ter uma vida sexual saudável. Ela não consegue se envolver na hora H e por isso só deixa o cara fazer o que tem que fazer e vida que segue. Só que ela se sente mal depois e não gosta muito de ter esse tipo de intimidade com ninguém.

Não vou falar o nome do Professor porque tem uma reviravolta logo que a Asha descobre quem é ele. Sobre a sua personalidade, ele é arredio e intenso, o tipo de cara que sofreu poucas e boas e fez uma armadura ao redor de si. E aqui é interessante como essa dualidade da vida virtual com a real engana a gente. Quem segue imagina um cara intenso sim, mas amável de alguma forma. Quando a Asha o conhece percebe que de amável ele não tem nada. Claro que depois vamos entender a razão dele ser assim, mas as coisas entre ele e a Asha não vão caminhar bem em grande parte do livro. O romance entre eles não vai ser fácil e não vai acontecer de uma hora para outra. A Asha vai ter bastante paciência até entrar no coração do Professor e com isso vai resolver questões pessoais.
Amar alguém é a coisa mais fácil do mundo. Fazê-la te amar de volta é a parte difícil.

Nossa, eu li esse livro bem rápido. A escrita da autora continua a mesma do primeiro, gostosa de ler e envolvente. A estória envolver editora e livros também prende muito e li querendo que a Asha ganhasse a promoção e que o livro do Professor fosse um sucesso. Tem passagens do livro que falam um pouco sobre como funciona o trabalho de uma editora, o processo de escrita de um autor, o planejamento do livro em si. Foi outra coisa que eu gostei bastante. O livro também tem trechos dos poemas e algumas partes do livro final para a gente saber como é a escrita sensual do Professor. As cenas engraçadas, leves, são as melhores partes. Tadinha da Asha no seu primeiro dia como promovida, deu tudo errado para ela, mas foi engraçado.

Esse livro é mais sensual do hot. Tudo gira no erotismo, mas não tem cenas de sexo muito pesadas e é isso que eu gosto nessa série. No fim do livro tem um aviso de que o próximo só sai do fim de 2019 e se chamará Dr Love. Não imagino de quem possa ser, mas lerei com toda a certeza. Embora não tenha dado continuidade em Meu Romeu, pretendo voltar, a autora tem se mostrado uma das melhores para mim em romances sensuais contemporâneos. São rápidos de ler, divertidos e envolventes. É muito fácil gostar dos personagens da Leisa e torcer por eles. Por mais que o Professor seja complicado, ele me deu empatia e depois se arrependeu e ficou melhor. Vale a leitura e vale dar uma chance para essa série. O primeiro e segundo são maravilhosos.
A única coisa pior do que não encontrar sua alma gêmea é encontrá-la e perceber que vocês são duas partes do mesmo trem viajando em direções diferentes.
Professor Feelgood
Leisa Rayven
Globo Alt: Twitter/Facebook

Adquira o livro no seguinte link e ajude o site:
Amazon

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

últimas resenhas e críticas

© Seja Cult – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in