Destaques

Receba as atualizações do site por email!

13/05/2018

Siren || Primeiras impressões

Siren || 1ª temporada || 10 eps || Free Form


Desde quando eu vi o trailer de Siren ano passado eu fiquei com vontade de ver a série. Sereias é um tema que ainda está na moda, e a minha curiosidade era em relação ao diferencial que a série traria. No trailer deu para perceber que não seria as sereias fofas que estamos acostumadas, elas seriam uma das predadoras que vivem no mar. Eu não sou uma entendedora dessa mitologia, o que eu sei é baseado no desenho da Disney, Ariel, que eu adoro, mas bem por alto eu sei que elas tem um lado cruel que eu nunca tinha visto ou lido até agora.

Siren conta a estória de uma cidade costeira chamada Bristol Cove que é obcecada por sereias. Eles tem o dia da sereia, contos envolvendo moradores da cidade com sereia, uma estátua para um cara que se apaixonou por uma sereia e por aí vai. No primeiro episódio, e eu assisti os dois primeiros, uma sereia é capturada por militares e os tripulantes do barco que presenciaram essa captura começam a soltar rumores de que as sereias existem. Até esse momento, todas as lendas da cidade eram mentira. Também acontece de uma sereia aparecer na cidade e se envolver com o protagonista Ben Pownall (Alex Roe). Não é se envolver romanticamente, mas ela aparece desnorteada e ele a ajuda e acaba sentindo o efeito que as sereias tem sobre os humanos, de atração.


As diferenças das sereias que conhecemos com as da série começa com o fato delas serem predadoras de humanos. Na verdade o que cai no mar elas atacam. Elas não conseguem se comunicar num primeiro momento, mas são inteligentes e vão aprendendo isso. A questão da música para atrair os homens aparece aqui e não é explicado, pelo menos não nos primeiros episódios, a mudança do mar para a Terra. Se ela fazem isso quando quer, pelo que eu vi parece que dói e tem algumas reações físicas ao fato delas ficarem fora da água por muito tempo. A alimentação delas é diferente e no modo sereia a aparência é estranha, até humana elas são esquisitas.

Os dois primeiros episódios eu gostei bastante. A série é mais um suspense do que romance. A relação da Ryn (Eline Powell), que é a sereia que o Ben ajuda e acaba sentindo atração, com ele é estranha e instigante. Ele está começando a gostar dela, mas isso é uma reação ao canto da sereia, a atração que ela fez ele sentir. Então tem horas que não é ele agindo por ele mesmo. A Ryn apareceu nessa cidade porque está procurando a sereia que foi capturada lá no inicio do primeiro episódio. A impressão que eu tenho, é que a série vai girar na busca da Ryn por essa sereia que ela considera como irmã.

Tem também o núcleo dos militares, que só foi explorado superficialmente. Ainda não foi comentado sobre a quantidade de sereias, se elas poderiam invadir a Terra, que é algo que pode ser questionado mais pra frente. Ou seja, tem muita coisa para ser trabalhada na série e até agora estou bastante envolvida com os segredos das sereias. Eu assisti pela internet, mas o canal Sony comprou os direitos da série, que é da Free Form, e vai exibir a partir de 12 de junho às 23h. A série não tem uma pegada sexual, pelo menos não ainda, mas o horário mais tarde é porque ela tem esse viés de suspense, assassinato e sangue. A primeira temporada tem 10 episódios e atualmente está no oitavo.

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

últimas resenhas e críticas

© Seja Cult – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in