Destaques

Receba as atualizações do site por email!

06/04/2018

"A casa dos pesadelos" é o novo terror da Faro Editorial

O "A casa dos pesadelos" é o novo terror de Marcos De Brito, mas esse vai fugir do tradicional do autor de ter mitologia, e vai ser mais um terror psicológico.

Já está em pré-venda e vai ter evento de lançamento em Poços de Caldas, na Flipoços, e em São Paulo.

Faro Editorial lança em abril novo livro do cineasta Marcos DeBrito

Suspense narra sob linha tênue entre realidade e fantasia para instalar o medo no lugar mais secreto: dentro de você

Tudo não passou de um pesadelo de criança? Será mesmo que a mente pode nos trair a tal ponto? Aquilo tudo que você sentiu não aconteceu? Como diferenciar o que é realidade da fantasia? E se todos os anos de dúvidas, traumas e pesadelos foram baseados numa fantasia? O que se escondia nas sombras da noite da casa de sua avó? Será que Tiago estava ficando doido ou havia um ma l muito maior vivendo naquela casa? 

A Faro Editorial lança em abril o quarto livro do cineasta Marcos DeBrito, autor de “ O Escravo de Capela ” , publicado em 2017. Conhecido pela arte de criar tramas com reviravoltas impressionantes, este é um livro em que a tensão não dá trégua ao leitor.

De Brito nos leva numa viagem a um dos maiores medos em todos nós: os nossos pesadelos. E traz a ideia de que o medo nem sempre é apenas aquilo que parece, e pode ser ainda pior e mais cruel. E pode esta r dentro de casa. Dez anos depois de estar cara a cara com aquela aparição macabra, Tiago finalmente concorda em voltar à mesma casa para visitar sua avó . Agora adolescente, ele pretende provar para si mesmo, que a terrível imagem que o aterrorizara nas madrugadas por tanto tempo, não passava de uma criação tenebrosa da infância. Mas, ao chegar no casarão, o jovem se depara com o misterioso quarto de seu falecido avô, agora mantido fechado, e tratado como espaço proibido. As restrições com relação ao aposento, as sensações e barulhos no meio da noite logo alimentam nele a suspeita de que algo terrível habita o local.

Tomado por uma estranha coragem e desejo de ver-se finalmente livre do medo, tudo que o rapaz deseja é descobrir o que há por trás daquela porta. Então, o pesadelo toma nov o impulso quando a figura sombria da infância mostra-se real novamente.. . mas, desta vez, ela quer atacar o seu irmão mais novo, Bruno. Determinado a impedir que o caçula passe por terror semelhante, Tiago, mesmo apavorado, decide enfrentar a criatura. E o que descobre expõe terríveis segredos do passado que ninguém poderia imaginar.

Marcos De Brito consegue nos levar para dentro de seu personagem em “ A casa dos pesadelos ” , e nos fazer sentir cada calafrio, cada desconfiança, cada terror em cada um dos espaços daquela casa, e nos fazer questionar se realmente o medo e a mente podem nos enlouquecer, ou a maldade mora em lugares que menos imaginamos.

Ficha Técnica
Título: A Casa dos pesadelos
Nº de páginas: 144
Preço: R$29,90

Sobre o autor:

Cineasta premiado, Marcos DeBrito vem sendo considerado a grande renovação na produção de filmes de suspense e terror no Brasil. Começou a escrever histórias que lhe vinham à cabeça apenas para lidar com seus próprios medos, na esperança de esconjurar seus demônios e calar as vozes que não o deixavam em paz. O destaque de sua produção está na crueza como retrata as diferentes faces do mal, mas não é apenas isso. Todas as suas histórias contêm elementos de mistério e surpresas que desafiam o público a desvendar a mente dos personagens.

Diretor, roteirista e escritor, “ A cada dos pesadelos ” é seu quarto livro publicado, e o segundo pela Faro Editorial, onde lançou “ O escravo de Capela ” . “ Condado Macabro ” , seu primeiro longa-metragem, foi lançado nas salas comerciais em 2015 e vem mostrando a força de sua narrativa em festivais por todo o país e no exterior. 

Faro Editorial lança “ O livro de ouro das Copas ”, a obra mais completa sobre todas as Copas do Mundo de Futebol 

Fruto de uma pesquisa minuciosa feita pelo jornalista Lycio Velloso Ribas, o livro conta curiosidades sobre todas as Copas do Mundo, desde 1930 no Uruguai, at é os preparativos para a da Rússia. 

Você sabia que o jogador mais alto que já atuou em uma Copa do Mundo foi Jan Koller, da República Tcheca? Conhece a história do cachorro que invadiu o jogo do Brasil contra a Inglaterra, em 1962, e que deu um verdadeiro baile no habilidoso Garrincha? E a do árbitro Jan Langenus, que entre suas exigências para apitar a final de 1930, estava um seguro de vida? Quem são os melhores goleiros da história? E os maiores artilheiros? Quais são as 10 maiores séries invictas? E as 10 maiores viradas? Quais pênaltis perdidos mudaram o rumo d as Copas? E os gols contras? Aliás, como surgiram os cartões amarelo e vermelho no futebol? Qual a verdade sobre Ronaldo na Copa de 1998? 

Essas e outras tantas perguntas sã o respondidas em “ O livro de ouro das Copas ” , do jornalista esportivo Lycio Velloso Ribas, que a Faro Editorial lança em e dição limitada. O grande objetivo dessa obra é oferecer um histórico sobre todas as copas e suas curiosidades. São mais de 700 jogos, cada um deles com suas próprias peculiaridades e transitando num mundo em guerras, em conflitos políticos ou mesmo diante de catástrofes naturais. De 1930 até hoje já são quase 90 anos de histórias, e muito mais que disputas por medalhas o leitor vai entender por que a Copa do Mundo se firmou como o evento de um único esporte e apenas 32 seleções, mas que consegue congregar o maior número de expectadores de todo o planeta. 

Começando sua pesquisa pela primeira competição, realizada em 1930 no Uruguai, quando não havia transmissão televisiva, at é as previsões e expectativas para a Copa da Rússia este ano, Lycio apresenta um livro único no que diz respeito a história dos Mundiais, e uma leitura obrigatória para fãs do esporte mais amado do mundo. 

Ficha Técnica 
Título: O livro de ouro das Copas
Nº de páginas: 288
Preço: 79,90 – Colorido – capa dura

Sobre o autor:

Graduado em Publicidade e em Jornalismo, Lycio Vellozo Ribas é jornalista esportivo desde 1998, ano em que começou a trabalhar no Jornal do Estado (atual Bem Paraná), em Curitiba. Era subeditor de esportes durante a Copa do Mundo de 1998. Depois, chegou aos cargos de editor e esportes e secretário de redação, que ocupou durante as Copas de 2002, 2006 , 2010 e 2014. Mas o gosto por pesquisar informações sobre futebol começou em 1982. Como tantos outros milhões de brasileiros, chorou em 1982, assim como festejou em 2002 e ficou indignado em 2014. (vale por a coleção de camisas?

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

últimas resenhas e críticas

© Seja Cult – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in