Destaques

Receba as atualizações do site por email!

06/03/2018

Denúncias de assédio chegam à indústria literária

James Dashner, conhecido pela série de livros e filmes Maze Runner, foi acusado de assédio a jovens escritoras nos comentários de um artigo sobre assédio sexual na publicação de livros infantis.

No total foram três comentários anônimos falando sobre a conduta do autor. Um deles disse o seguinte: “Meu assediador foi James Dashner, ele fica em cima de escritoras mais novas. Cuidado.

O assunto acabou chegando ao escritor que comentou em seu twitter:


Passei os últimos dias reexaminando minhas ações e procurando na minha alma. Algumas das coisas que foram ditas sobre minha pessoa me chocaram e meu instinto inicial foi ficar na defensiva. Mas eu também pensei sobre como várias mulheres se expuseram como parte de um movimento que levou a uma discussão sobre assédio sexual e descriminação na indústria. E falei com meus amigos que fazem parte de movimentos como #MeToo e do #TimesUp. 

Acredito que todas as vítimas devem ser ouvidas, e estou comprometido a ouvi-las. Tirei esses últimos dias para introspecção, para ver se estava fazendo parte do problema. E acho que sim. Eu não honrei e entendi os limites e dinâmicas de poder. Eu posso sinceramente dizer que nunca intencionalmente machuquei outra pessoa. Mas aquelas afetadas, eu sinto muito. Eu pego qualquer e toda crítica e acusação muito seriamente, e procurarei aconselhamento e guia para lidar com eles. Obrigado por me ouvir.

Outro autor acusado de assédio sexual recentemente é Jay Asher, conhecido pelo livro Os 13 porquês, que estourou como série na Netflix. As acusações geraram a expulsão do autor da Associação de Escritores de Livros Infantis e Ilustradores por quebrar o código de conduta sobre assédio. O diretor dessa associação comentou sobre o assunto.


Depois de termos investigado [os casos], sentimos que a melhor atitude a se tomar era expulsá-lo. Nós sempre nos preocupamos muito com questões relacionadas a assédio sexual e temos uma política de tolerância zero, mas claramente nossas políticas não impediram violações, então aproveitamos esta oportunidade para dar uma olhada nas nossas diretrizes.

O autor rebateu as acusações em uma entrevista para a BuzzFeed e disse que, na verdade, ele que deixou a organização por conta própria.

É muito assustador quando você sabe que as pessoas não vão acreditar em você quando falar algo. Estou confuso com o assunto por causa do que está acontecendo na nossa cultura e em quem devemos acreditar ou não.

Fonte.

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

últimas resenhas e críticas

© Seja Cult – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in