Pai em Dose Dupla 2

22/11/2017

Pai em Dose Dupla 2 || Classificação: ★★★ (Bom) || Estreia em 23 de novembro de 2017 
Texto: Murilo Maximiano || Revisão: Kamila Wozniak


Numa comédia família no melhor estilo sessão da tarde, não se espera um roteiro complexo ou personagens muito bem desenvolvidos, mas uma boa química entre os atores e boas piadas. Felizmente, Pai em Dose Dupla 2 consegue ser aprovado nessas duas características. Após resolverem suas diferenças, Brad (Will Ferrell) e Dusty (Mark Wahlberg) precisam agora lidar com uma nova situação complicada: a súbita aparição de seus pais (John Lithgow e Mel Gibson), que possuem comportamentos bem diferentes.

 A piada aqui gira em torno basicamente das diferenças entre os personagens, sendo que os pais (ou avós) parecem versões mais exageradas de seus filhos. Sempre no embate entre o “bobo amoroso” e o “bad boy”, Lithgow e Gibson entregam personagens divertidos que dialogam surpreendentemente bem com Ferrell e Wahlberg (ser um coroa valentão, badass e bonitão se encaixou em Mel Gibson como uma luva). Wahlberg e Ferell estão realmente bem, com uma química e timing para piadas ótimo, a relação entre Brad e Dusty parece realmente verossímil.

Apesar de surpreendente, dá a base necessária para o andamento do longa. É uma pena que as personagens femininas tenham tão pouco destaque, chegando ao ponto de John Cena – com menos se 10 minutos de tela – ter mais falas que Alessandra Ambrósio. O filme de fato não apresenta nada de surpreendente, uma comédia natalina (com toda a certeza deveria ter lançado em dezembro) engraçada e divertida que funciona para toda a família. De fato, uma boa pedida para uma passada no cinema com boas risadas, mas se prepare para esquecer da existência pouco depois de deixar o cinema.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.