Cretino Abusado || Penelope Ward e Vi Keeland

27/11/2017


Dividido em duas partes, Cretino Abusado é narrado em primeira pessoa. No início temos Aubrey que está de mudança para Califórnia, decidida a deixar para trás a vida que tinha, incluindo um ex-namorado que a traiu. Numa parada em Nebraska, ela conhece Chance, um australiano sexy e com um belo sotaque. Assim que a moto de Chance quebra e ele lhe pede uma carona, Aubrey se vê ajudando um estranho que, ao longo da viagem, se prova um cara cheio de charme e gentilezas.

A segunda parte da história é narrada pelo Chance e acontece algum tempo depois da viagem de oito dias em que ele e Aubrey se conhecem melhor e estabelecem uma ligação. Descobrimos muitos dos mistérios que permeiam uma de suas atitudes com relação a ela e o grande segredo que ele carrega consigo, que pode dificultar muito que essa ligação entre eles não seja rompida para sempre.

Quando eu vi que esse livro tinha uma mão da Penelope, confesso que fiquei muito animada. Eu gostei demais de Amor Imenso e fui surpreendida, porque não encontrei tanto hot como imaginei que a história teria. Com Cretino Abusado foi o mesmo. A obra não se resume ao hot. Há cenas sensuais, mas existem situações e diálogos divertidos e, sendo sincera, Chance quase não tem nada de cretino: é gentil e amoroso. A escrita das autoras é rápida e sem tantos detalhes, mas não é difícil imaginar os cenários.

A torrada é só minha forma de te mostrar que você não quer as coisas que diz querer. E muitas das que você considera ruins são aquelas que, no fundo, você mais quer.

Eu gostei bastante da Aubrey e em como ela não foi aquela personagem chata e cheia de frescura e também gostei bastante Chance. Entretanto, tenho algumas ressalvas. Os sentimentos dos personagens surgem ao longo de oito dias e esses dias não me convenceram. Ao menos não no quesito de que foram o suficiente para que ambos nutrissem um amor intenso um pelo outro. Também há um acontecimento que me deixou encucada. Chance havia sido um jogador de futebol na Austrália, ainda que por pouco tempo, e tinha uma certa fama, embora ele não fosse de fato um astro.

Ainda assim, acredito que o que aconteceu com ele, o que só vamos descobrir mais para frente, ele merecia uma notinha no jornal. Enfim, sendo bem sincera eu não sei o que sentir sobre Cretino Abusado. O romance em si não me convenceu e achei o tempo e os acontecimentos daqueles oito dias muito pouco para um sentimento tão intenso quanto os deles. Mas a história é gostosinha e leve e não foi um livro ruim de ler. Então o que eu posso dizer é: leiam e tirem suas conclusões.

https://www.facebook.com/literaturadeepoca/?fref=ts Cretino Abusado
Penelope Ward e Vi Keeland
Essência, selo da Editora Planeta: Twitter/Facebook

Adquira o livro nos seguintes links e ajude o site: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.