Finale || Becca Fitzpatrick - Hush Hush #4

23/10/2017


Que difícil fazer a resenha do último livro de uma série que eu amo tanto, que praticamente foi lançado junto com a minha entrada no meio da blogosfera. O carinho que eu tenho por Hush, Hush nunca foi segredo pra ninguém que acompanha o site a mais tempo. O Patch sempre figura entre os personagens literários que eu queria que existisse, que são mais apaixonantes e cativantes. Fiz até uma tatuagem para essa série do tanto que me envolvi com a estória.

Dizer adeus é difícil, mas necessário. E começo dizendo que eu entendo porquê as pessoas não gostaram de Finale. Ele é um livro que se estende mais do que o necessário. Na verdade, a ideia da guerra entre anjos caídos e nefilins é interessante, só que isso não acontece logo de cara. A Becca demora muito para fazer as coisas acontecerem e quando acontece, já é o fim do livro. Então fica alguns tópicos sem explicação, o que é estranho para o final de uma série.

Eu queria a guerra, eu queria a liberdade, para que nunca, em tempo algum, tivesse de me ajoelhar e jurar ceder meu corpo a qualquer outra pessoa.


O Nora narrou todos os livros da série e a Becca não ia mudar justo no final, né? Então para quem não gostou da Nora narrando, terá que aguentá-la até o fim. Rumores de que a autora lançaria outro livro com o Patch narrando nunca se concretizaram. Confesso que eu acharia bastante interessante ler tudo o que aconteceu pela perspectiva dele. Eu não acho a Nora chata nem nada assim, às vezes ela me estressa, mas ao longo da série me acostumei com seu temperamento e acho que ela amadureceu.

Por ser a narradora e com quem temos mais contato, fica mais fácil perceber nela as mudanças. No começo ela é uma menina mais centrada nos estudos, afastada das pessoas e na dela. Parece que o Patch muda a sua personalidade ou aflora um outro lado, muito mais determinado. As coisas que ela descobre sobre o pai, como ela lida com a questão dos anjos caídos e nefilins e depois ser a líder de um dos lados mostra que ela cresce e se torna diferente do começo. No inicio, e no livro dois principalmente, me estressei como disse, depois foi tranquilo.

Sei que não posso sentir seu toque, mas sinto seu amor, Nora. Lá no fundo. Isso significa tudo para mim.


Sobre o relacionamento dela com o Patch. Nesse último livro está uma bagunça que só. Os dois se mantém afastados por causa das circunstâncias e poucas vezes ficam juntos de fato. Quando isso acontece é só amor, e amor que fez acreditar que eles ficariam juntos para sempre. Aqui o relacionamento se concretiza e fica mais sério e adulto (dica). A estória vai ter ação também, mais treinamento e a Nora abraçando, enfim, seu lado sobrenatural. Ah sim, para quem leu a resposta

No fim de tudo, o que eu tenho para dizer é que não me arrependo, em nenhum momento, de ter começado essa série. Ela tem altos e baixos? Sim. Pontas soltas? Sim. Personagens irritantes? Sim. Mas ela também tem o Patch, sarcasmo na narrativa, um contexto rico sobre anjos, que são os seres sobrenaturais que mais amo, e uma estória que prende. Não deixei de ter vontade de ler Hush, Hush nem nos piores momentos. Por isso recomendo do começo ao fim.

Nunca imaginei minha vida tão completa. Nunca pensei que eu teria tudo que quero. Você é tudo para mim, Anjo.

www.sejacult.com.brFinale Hush, Hush # 04
Becca Fitzpatrick
Editora Intrínseca: Twitter/Facebook

Conheça os outros livros da série:
Sussurro; Crescendo; Silêncio.
 
Adquira o livro nos seguintes links e ajude o site: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.