Como agarrar uma herdeira || Julia Quinn - Agentes da Coroa #1

30/10/2017


Como agarrar uma herdeira começa uma nova duologia da autora Julia Quinn. Ele conta a estória do agente Blake Ravenscroft, que auxilia a coroa britânica a investigar traidores. Em uma de suas missões, Blake confunde Caroline com uma espiã e a sequestra. Caroline acaba aceitando a situação pois quer se ver livre do tutor até completar 21 anos. No tempo que passa ao lado de Blake, ela começa a se apaixonar por ele e ele por ela. Só que Blake perdeu seu grande amor e se acha incapaz de amar novamente. Ele tenta afastá-la a qualquer preço, mas a convivência mostrará que o seu coração pode amar mais uma vez.

O livro é narrado em terceira pessoa e a Caroline é uma personagem que exigirá paciência de quem ler. Os dois na verdade. Eles são teimosos e implicam um com o outro o tempo inteiro. A Caroline é uma moça que não teve família e sempre viveu com tutores que estavam de olho na sua herança. Ela é carente e o Blake tenta não se envolver profundamente com ninguém. Quando percebe que já gosta dela, a interação deles fica boa. O romance é sensual em sua maior parte, mas tem alguns detalhes eróticos não explícitos.

Ela não apenas tinha virado a vida dele de cabeça para baixo, como a jogara de um lado para outro, virara do avesso e, em determinados momentos que era melhor não mencionar, a incendiara. 


Ano que vem faz 20 anos que esse livro foi lançado. Não conheço a trajetória de escrita da Julia, mas acredito que esse seja um dos primeiros livros dela. A prática realmente leva a perfeição e os problemas que eu encontrei aqui, os que me fizeram não gostar dele tanto assim, não acontecem nos romances da autora. Primeiro de tudo, o livro tem muita repetição de ideias e expressões. A Caroline costuma falar sozinha e fica repetindo algumas frases sem necessidade. Com o Blake é a relação dele com a antiga noiva, o que impede ele de ser feliz é repetido muitas vezes.

Segundo ponto, os dois se bicam demais. Para quem leu a série dos Brigertons, o segundo livro tem um casal que foi inspirado em Orgulho e Preconceito e suas desavenças, e provavelmente esse romance deva ter servido de molde. Lá foi divertido e engraçado todas as brigas, aqui é irritante. Eles implicam um com o outro de forma infantil e não com tensão sexual. Geralmente eu gosto de casal que se desentende, porque torna as coisas mais interessantes. Aqui isso foi em excesso, deixou de ser legal e me fez foi é ter raiva dos dois.

Não se coloque em perigo de novo. Se algo lhe acontecer, eu… eu não conseguiria suportar, Caroline.


Último ponto que não acontece nos livros da Julia é o amor repentino. Não é nem o amor à primeira vista, é o estalo do amor fora de contexto. Os dois personagens se conhecem, estão brigando o tempo inteiro e quando você vira a página, o Blake já está desejando a Caroline. Assim, sem nem um indicativo de que isso pudesse acontecer. Não entendi nada, e olha que o livro tem 300 pgs e isso poderia ter sido trabalhado melhor. Ele não é de todo ruim, dá para ver nele a autora que a Julia se tornou, com personagens femininas fortes, romance e sensualidade.

A diferença é que ela levou tempo para se tornar quem é, e lendo esse livro deu para perceber isso. Não achei que foi uma perda total de tempo, porque quero ler tudo dela, mas fica o aviso que esse livro não é tão bom quanto os atuais. Sobre o segundo livro, porque esse é uma duologia, vou ler sim. Já até solicitei para a editora, e espero que seja melhor. O protagonista do próximo foi apresentado nesse livro, ele tem até um bom espaço na estória, então recomendo que seja lido na ordem.


Era de fato embaraçoso como o sorriso dele era capaz de deixá-la tão eufórica, pensou Caroline. 

www.sejacult.com.brComo Agarrar Uma Herdeira Agentes da Coroa # 1
Julia Quinn
Editora Arqueiro: Twitter/Facebook
 
Adquira o livro nos seguintes links e ajude o site: 

Um comentário:

  1. Oi Denise
    esse foi meu primeiro livro lido da Julia e realmente qd terminei, fiquei me perguntando pq tds falam tanto dos livros dela, se seriam tds assim.
    Mas ainda bem que li resenhas explicando (como na sua resenha) que os atuais são bem melhores. Ufa!!

    Não achei ruiiiim, mas não posso dizer que foi bom totalmente!

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.