Policia Federal: A lei é para todos

06/09/2017

Policia Federal: A lei é para todos || Estreia em 07 de setembro de 2017 
Texto: Alessandra Tapias (blog Tô pensando em Ler)


Quem diria que tudo começou com um palmito?

Já adianto que saí da minha casa pronta pra odiar o filme. Sério mesmo. Achei que fosse uma ode ao Moro. Um endeusar afrontoso e imbecil. Enganei-me. A história começa antes mesmo da operação Lava Jato ser início. A Polícia Federal estava investigando um caso grande de tráfico. Como todos sabem, não adianta ficar prendendo os vendedores de drogas nas biqueiras da vida, o ideal é que se prenda o homem que está por trás de todas as drogas. Aquele que é responsável por trazer a droga e entregar para que sejam distribuídas.

Só que esses homens não são fáceis de pegar, e há um motivo, eles são poderosos. Bem, depois de uma grande investigação, a polícia descobre que um imenso carregamento irá ser entregue disfarçado dentro de palmitos em conserva. Uma cena incrível de perseguição da polícia a um caminhão em uma estrada digna de Hollywood, pra fãs de filmes de aventura nenhum botar defeito. O motorista é preso e a investigação começa. Logo se descobre que há muito por trás das drogas nos palmitos... Há um doleiro e há um dono de posto de gasolina, que também lava carros.


Esse doleiro é nada mais, nada menos, o maior doleiro do Brasil, envolvido com mulheres e pessoas ainda mais importantes que ele. Estamos falando de Alberto Youssef. Entre fugas e mais perseguições, o doleiro vai pra cadeia. E quando ele começa a abrir a boca, muita merda vai parar no ventilador ligado. É instalada aí a Operação Lava Jato. Você vai dizer que está cansado de ouvir sobre tudo isso, correto? Esqueça isso. Aqui não vamos ver o Moro dando pinta de herói, nem aqueles barbudos lindos da PF desfilando em condução coercitiva; muito menos japonês da federal.

Os personagens da polícia são fictícios, mas baseados em vários policiais de verdade. Os atores, roteiristas e diretor, ficaram quase que acampados com os policiais para entender tudo que existe por dentro daquilo tudo. Porém, os personagens políticos são os nossos mesmos. Os doleiros, os diretores da Petrobras, o herdeiro da Odebretch, Dilma, Lula... Tá todo mundo lá! O filme não levanta bandeira de nenhum partido. Achei isso maravilhoso! Pois entre os coxinhas e os mortadelas, não sobrou ninguém... todos foram enganados por políticos corruptos.


E é justamente isso que o filme debate. De que adianta você ficar batendo boca no facebook? Eles vão continuar roubando na sua cara, até que alguém faça alguma coisa. E esse alguém só pode ser a polícia, que com seu incansável trabalho investigativo, tenta colocar um por um atrás das grades. Pena que nem todos pensam assim, pois, no filme é bem claro o quanto esses policiais sofrem quando, depois de meses investigando e arrecadando provas e testemunhas, eles conseguem prender o bandido; mas aí vem um juiz e solta. Se é decepcionante para nós, imagine para eles.

Enfim... o filme é perfeito! As locações são ótimas e deixaram o clima do filme muito verossímil. Visto que a sala da presidência no Aeroporto de Congonhas, a entrada do Tribunal de Curitiba, entre outros, todos são reais. Os atores são magníficos e fizeram um trabalho incrível! Não tenho nada a dizer que desabone a obra. Assistam!!! Nosso House Of Cards é bem melhor que muita série que tem por aí!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.