Mãe!

20/09/2017

Mãe! || Estreia em 21 de setembro de 2017 
Texto: Alessandra Tapias (blog Tô pensando em Ler


Era melhor ter ido ver o filme do Pelé.

Quando você recebe um convite para assistir um filme dirigido pelo mesmo diretor de O Cisne Negro, estrelado por Jennifer Lawrence, Javier Barden e com participação de Michelle Pfeiffer, você já chega ao cinema cheio de expectativas. Mãe! não cumpriu nada do que foi prometido. Ficou muito abaixo do esperado. O filme é como se fosse um livro narrado por um só personagem. Passamos o tempo todo vendo e sentindo o que Jennifer Lawrence consegue ver. E dá até pra sentir suas angústias e seus medos. Nesse quesito o diretor soube conduzir.

A trama se passa numa casa afastada de tudo e de todos onde um casal vive sua vidinha aparentemente pacata. A esposa passa o tempo todo reformando essa residência que é deu seu marido e que pegou fogo e foi quase totalmente destruída. Seu dia a dia é pintar, limpar, passar massa corrida... Ela chega a sentir a vibração da casa em suas paredes. Já o marido, um poeta que está recluso nesta casa para conseguir se concentrar e escrever seu próximo sucesso, parece alheio a tudo que acontece a sua volta. E mesmo estando sozinho com sua esposa, mal lhe dá atenção.


De repente um homem entra pela porta da sala dizendo-se médico e precisando de uma estadia. O poeta então o deixa ficar. Inesperadamente os dois se tornam amigos. No dia seguinte, a esposa deste homem chega... e assim vão chegando filhos, outras pessoas... e quando se vê, a casa está lotada de gente. O filme é como aqueles quadros que vemos em exposições... A gente olha, olha, olha e não entende nada... Mas dizem que tem uma coisa ali por trás, que tem significado. Sinceramente não encontrei isso aí tudo.

Não achei essa coca-cola toda. Nos Esteites, 50% do público amou, e os outros 50% detestou. Eu não detestei, mas não amei nem um pouco. Difícil dizer qual será sua opinião; pois nem a minha é muito sólida.



Um comentário:

  1. Adorei a resenha. Quero assistir para saber se irei amar ou odiar... rsrsrs Parabéns!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.