A Desconhecida || Mary Kubica

15/09/2017


A desconhecida, assim como A Garota Perfeita, também é narrado em primeira pessoa por mais de um personagem. Nessa história ficamos conhecendo Heidi, uma humanitária que, ao passar todo os dias pela estação, depara-se com uma estranha e seu bebê e a situação difícil em que ambas vivem, passando fome e frio, sem aparentemente ter onde morar ou a quem recorrer.

Heidi é casada com Chris, um homem que passa mais tempo no trabalho do que com a família e com a filha Zoe, uma pré-adolescente um tanto difícil. Um dia, Heidi acaba indo conversar com a garota da estação e, embora relutante, a garota, que depois se revela como Willow, acaba aceitando sua ajuda. Heidi a leva para sua casa, mesmo sabendo que Chris, seu esposo, provavelmente não estará de acordo com a situação.

Aquilo acaba abalando ainda mais as estruturas do casamento de ambos, além da preocupação do marido de ter uma completa desconhecida em sua casa, sem passado, podendo ser uma ameaça para todos ali. Como eu tinha dito no início, a história não se atém a apenas a um narrador. Chris e Willow também têm seus pontos de vistas contados e ao longo da obra nós vamos descobrindo o duro passado de Willow, e ficamos sabendo todo os percalços de sua vida que a fizeram chegar aonde ela chegou.

Os personagens do livro são bem interessantes, bem estruturados e a própria história em si é bem surpreendente. A Mary consegue realmente prender o leitor, colocando coisinhas aqui e ali para nos levar a criar várias teorias. Eu gostei bastante do livro, embora eu confesse que tenha achado o primeiro mais instigante. Ainda assim, A Desconhecida é uma obra que vai te prender do início ao fim e você não vai querer parar até desvendar toda a trama e tudo que envolve Willow e Heidi.
 
https://www.facebook.com/literaturadeepoca/?fref=tsA Desconhecida
Mary Kubica
Editora Planeta: Twitter/Facebook

Adquira o livro nos seguintes links e ajude o site: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.