Big Rock || Lauren Blakely

28/06/2017


Big Rock conta, sobre o ponto de vista de Spencer Holiday, a estória de amor e amizade entre ele e Charlotte. Spencer tem uma extensa lista de conquistas, mas agora precisará sossegar o facho, pelo menos por uns dias. A família de Spencer têm uma joalheria e o pai quer vender para um homem conservador. Para passar a imagem de bom moço ao futuro comprador, Spencer convence a melhor amiga, Charlotte, a ser sua noiva. O que começa como uma mentira, se transforma em uma verdade para ambos, isso porque eles acrescentam alguns extras nessa farsa.

O livro fala sobre aquela máxima de você não ligar para quem está perto de você, ou a pessoa que está ao seu lado poder ser o seu grande amor. Spencer e Charlotte são melhores amigos, mas nunca pensaram em algo mais. Isso muda quando eles se beijam e descobrem que tem química. Spencer vai passar a pensar nisso constantemente, até que o sexo acontece e eles percebem que combinam de verdade. O Spencer é um cara metido a bonzão, mas gente boa. Ele é bacana com a Charlotte e está lá quando ela precisa. O mesmo acontece com ela. É engraçado que mesmo não lendo pelos olhos da Charlotte, a gente percebe que ela gosta dele desde o começo do livro. Os famosos sinais que os homens não percebem.

Ela está simplesmente arrasando! É a noiva de mentira sob medida feita para mim. 


Esse livro seria como tantos outros hots se não fosse o fato do personagem masculino, Spencer, narrar a estória. Quando eu fiquei sabendo que a Faro lançaria Big Rock, primeiro eu fiquei curiosa para saber como eles traduziriam o título e segundo para ler uma narrativa inteira do ponto de vista de um homem. Não vou polemizar e dizer que mulheres não sabem escrever pensando como homens, mas é muito difícil ela ser convincente nisso. O mesmo acontece no inverso e tem várias resenhas aqui no site que comento que esses autores, quando escrevem o outro ponto de vista, fazem isso idealizado e não real.

A escrita da Lauren convence nesse ponto, porque ela coloca o Spencer para pensar como nós, mulheres, acreditamos que os homens pensam. Eles são mais objetivos, pensam em sexo quase o tempo inteiro, não sabem lidar muito bem com sentimentos. A autora só deslizou em um detalhe, ela colocou o Spencer sabendo a cor exata das roupas da Charlotte. Ele fala o nome composto de cores, como vermelho-amora ou algo assim. Eu não sei se os homens se atentariam para um detalhe tão especifico, então só nisso que ela pecou para mim.

Meu instrumento é simplesmente sensacional. 


O livro é hot, o Spencer pensa em sexo em boa parte do tempo e as coisas entre ele a Charlotte acontecem com bastante descrição. O fato deles serem amigos e depois se envolverem foi acertada, porque amor à primeira vista em um livro hot é bastante clichê. Os dois juntos combinam, eles são amigos desde a faculdade e administram um negócio juntos. Não sei se você já tiveram um amigo assim, aquele que todo mundo fala que você tem que namorar. Com a Charlotte e Spencer é desse jeito, só que no caso deles dá certo.

Big Rock é uma leitura rápida e divertida. O enredo é simples, mas fechado; têm personagens engraçados, que combinam, uma mentira que depois vai dar um suspense... então é um bom livro. Aquele leve que você lê entre outros mais complicados e até ruins. A Faro comprou mais um romance da autora, que meio que tem ligação com esse. Eu não tinha me atentado para isso, mas a irmã e amigo do Spenser devem ser os protagonista do próximo. Já adianto que vou querer ler sim.

A suavidade em seu tom de voz me delicia. Mas o que me arrebata é sua doçura. Essa doçura parece pessoal e reservada apenas a mim. 

www.sejacult.com.brBig Rock - Ele Tem Todos os Talentos.
Lauren Blakely
Faro Editorial: Twitter/Facebook

Adquira o livro nos seguintes links e ajude o site: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.