O Coração da Esfinge || Colleen Houck - Deuses do Egito #2

15/03/2017


Vou deixar linkado lá embaixo a resenha do primeiro livro dessa trilogia, porque eu posso dar alguma informação do primeiro nessa resenha. O coração da Esfinge, e esse título tem mesmo tudo a ver com a estória, começa logo depois da separação que acontece no fim do primeiro. Lily agora tenta voltar para a sua vida, mas o escaravelho com o coração de Amon e a ligação entre eles, vai deixar tudo isso mais difícil.

Lily sabe que Amon está sofrendo, então quando surge a oportunidade dela poder ajudá-lo, Lily não pensa duas vezes e embarca numa nova jornada. Esse novo desafio vai exigir que Lily se transforme em outra coisa e enfrente o mundo dos mortos e o vilão de toda essa confusão. Ela vai acabar conhecendo Seth, e sabendo o que aconteceu com ele e qual o seu propósito.

Não vai ser um livro que teremos Amon e Lily juntos, aliás, Amon aparece bem pouco nessa nova estória, o que dará a Lily a chance de ser a principal. Ela vai ser a importante, ela quem vai decidir as coisas. E ainda será pelos olhos dela que veremos toda essa aventura. Eu gosto da Lily, de como ela é normal com as suas inseguranças e seu altruísmo.

O escaravelho do coração é alimentado pelo que Amon sente por você. Enquanto o amor de Amon por você existir, a proteção do coração dele é garantida.


Mesmo esse sendo o quinto livro da Colleen que eu leio, não consigo não ficar espantada com a sua imaginação. Tudo nos livros dela é grande, bem escrito e contextualizado. Dá para perceber o cuidado com a mitologia, como que ela vai influenciar na estória, então são livros bem formulados. Você pode até não gostar de um personagem ou do rumo que ela dá para os seus enredos, mas não pode dizer que os livros dela não são criativos.

Eu achei a fantasia aqui até superior que o primeiro; mais deuses participam da estória. A Lily precisa fazer essa viagem ao mundo dos mortos para resgatar Amon e a autora não poupa elementos fantásticos para isso. Temos a descrição dessa viagem completa, cheia de seres estranhos, personagens secundários interessantes, encantamentos e a paixão, que embora em segundo plano, se faz presente em alguns momentos. Situações mais importantes precisavam ser feitas.

Não me lembro se eu comentei sobre isso no primeiro livro, mas vale ressaltar a atenção que os livros da Colleen requerem de nós, leitores. Isso aconteceu com a Maldição do Tigre e aqui novamente. Como disse ali em cima, a autora é bastante criativa na sua escrita e mesmo tudo se encaixando e fazendo sentido, se você piscar fora de hora pode se perder nas informações.

Eu, Lilliana Young, uma garota mortal e comum, acabaria sendo a heroína ou a vítima trágica - a primeira em uma longa lista de baixas na guerra entre o bem e o mal, caso não conseguisse impedir que o impensável acontecesse.


Teve um ponto que me irritou bastante na leitura, que foi a Lily sendo oferecida para todos os homens com quem ela cruzava. Mentira, ela se oferecia apenas para os irmãos do Amon, o que é muita coisa. Acontece que a ligação entre a Lily e o Amon é muito forte, o escaravelho com o coração dele faz com que os homens se sintam atraídos por ela. Só que a Lily retribui as investidas de alguns e isso foi muito estranho. Mesmo com a explicação eu achei esquisito.

Uma personagem vai tomar conta de boa parte do enredo. Eu não quero falar muito sobre ela para não estragar a surpresa, como a que eu tive lendo, mas a Lily vai dividir algumas coisas com essa personagem. Ao mesmo tempo que eu fiquei com o pé atrás, porque eu me apaguei a ela no meio da leitura e o futuro dela fica incerto por um tempo, eu achei a ideia ótima e de uma sacada sensacional.

Embora eu tenha demorado para ler o livro, quando terminei ele pensei que poderia ter aproveitado essa estória antes. Só que sério, esperar um ano para ler o próximo é complicado. Teve algumas partes do primeiro que eu esqueci e para quem lê sempre, sabe que os livros se sobrepõem em alguns momentos, você esquece, enfim. Não achei que esse foi pior do que o primeiro, pelo contrário, achei mais rico em informação e ação. Quero sim ler o terceiro, que deve sair no segundo semestre.

Existia uma beleza no inesperado, e quanto mais eu fazia parte disso, mais ansiava por ela. Jamais seria a mesma garota de novo, o que não me incomodava tanto quanto eu achava que deveria incomodar.

www.sejacult.com.brO Coração da Esfinge - Deuses do Egito # 2
Colleen Houck
Editora Arqueiro: Twitter/Facebook

Conheça os outros livros da série:
O despertar do Príncipe.
 
Adquira o livro nos seguintes links e ajude o site: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.