Um amor para Lady Johanna || Julie Garwood

27/01/2017


Quando se fala em Julie Garwood, quem conhece a autora ou romances históricos vai logo lembrar do livro O esplendor da honra, esse romance que 10 entre 10 pessoas que já leram amam e recomendam. Mas a autora tem muitos romances de época maravilhosos e a Universo dos Livros começou bem na escolha dos livros da autora. Ah sim, eles vão lançar O esplendor da honra. O romance é sobre uma jovem inglesa, Johanna, que após a morte do primeiro marido é prometida para um guerreiro escocês chamado Gabriel. A intenção é uma união de terras, mas por trás desse casamento existem segredos que ameaçam a vida de Lady Johanna.

O livro é narrado em terceira pessoa e a protagonista, Johanna, é uma jovem de 16 anos que desde muito nova enfrenta dificuldades por ser mulher e no primeiro casamento. Essa idade me chocou um pouco no começo da leitura, mas com o passar da estória é fácil esquecer a idade dela pelas suas atitudes. A Johanna é forte e determinada; sofreu nas mãos do primeiro marido, mas segue em frente. Gabriel McBain é o típico escocês das Terras Altas: rústico, mandão e leal. Ele defende o que é dele, suas terras, acima de tudo e protege os seus, incluindo sua mulher. O Gabriel tem um coração de ouro, mas esconde isso sob camadas e camadas de resmungos e teimosia.

Um amor para Lady Johanna parece um livro imenso, com quase 400 pgs, mas o enredo é tão fluído que li em dois dias praticamente. Essa combinação de mulher inglesa com homem escocês nos tempos antigos me lembra muito uma outra série que eu amo, Outlander. Não quero fazer comparações e dizer que se você gostou de um vai gostar do outro, até porque, Outlander é uma série imensa, com um contexto histórico bem trabalhado e elaborado, mas algumas características no livro de Julie Garwood me lembram Outlander sim e eu não podia deixar de comentar isso. Acho que quem gostou de um tem grandes chances de gostar do outro.

Mulheres são subestimadas por alguns homens. Há membros da nossa Igreja que nos consideram inferiores, mas Deus não concorda. (...) Como mulheres, nós devemos tentar nos unir... como irmãs, e quando virmos uma injustiça devemos com certeza tentar interferir.


Esse livro traz um pouco da cultura escocesa, que a cada livro tem me encantado mais, inclusive já foi tema de um trabalho acadêmico meu. O apreço deles pelas tradições, magia e natureza, são alguns temas mesclados ao romance escrito por Julie Garwood. Tem aspectos políticos no livro, e claro que se tratando da Escócia de séculos passados teríamos brigas entre clãs. Também é explorado a relação da Escócia com a Inglaterra, uma ferida que até hoje é comentada com certo rancor. As questões religiosas têm um destaque especial. As mulheres na época eram consideradas inferiores e isso não é aceito por Johanna, que tentará ter sua voz ouvida durante toda a sua jornada.

Claro que o romance é o que chama mais atenção nesse livro. A Johanna é uma jovem cheia de feridas, por causa do casamento passado, e ter que se relacionar com um homem que ela só conhece no dia do casamento é complicado. O amor não vai nascer de uma hora para outra, mas com a convivência e intimidade. O Gabriel precisa ter paciência, ir contornando as coisas aos poucos, até chegar ao coração dela. Enquanto isso vai acontecendo, a Johanna enfrenta desafios dentro do clã. É só vocês lembrarem que ela é inglesa e que o antigo marido dela já tinha lutado contra o clã de Gabriel. A Johanna enfrenta dificuldades para ser aceita no meio dessa nova cultura, mas com o passar do tempo, e suas habilidades sendo mostradas, ela tira isso de letra.

O casal protagonista briga muito durante o livro, na verdade não é bem brigar, eles se bicam sabe? Os dois são teimosos e implicam um com o outro. O Gabriel acha que a Johanna é fraca, por ser mulher e pequena, e por ser bem jovem também, então ele manda ela ficar no quarto descansando o tempo todo. E ela quer fazer as coisas que as mulheres do clã fazem, incluindo cuidar da própria casa, e isso causa cenas bem engraçadas. Ele sendo todo impetuoso e ela fazendo as coisas pelas costas dele e contornando a situação com carinhos. As cenas do manto também são comédia, quem ler vai entender.

Ele era um milagre para ela, uma revelação. Gabriel era tão forte quanto o melhor guerreiro e, ainda assim, incrivelmente gentil toda vez que a tocava.


As partes eróticas são como os outros romances históricos, mais contidos e sem muitos detalhes. Minto, algumas autoras são mais explicitas, mas nesse romance a autora foi comedida. Então, se você não gosta de muitos detalhes vai amar esse livro. Os personagens secundários aqui são um bônus. São bem interessantes e eu queria ter lido mais sobre eles. O relacionamento do irmão da Johanna, Nicholas, com uma mulher misteriosa me interessou muito. Queria que a autora tivesse criado um livro para eles, mas ela finaliza esse enredo aqui. Ela finaliza tudo aqui, não me parece que esse livro seja de alguma série.

Eu sabia que quando lesse algo da autora Julie Garwood ia amar e foi exatamente o que aconteceu. O enredo é envolvente e só parei de ler quando a estória terminou. Parece uma estória simples, só com um romance que se passa muito tempo atrás, mas dai você percebe os segredos, o quanto a protagonista é uma mulher especial pelo que passou, as brigas entre clãs e algumas surpresas no fim do livro. Adorei e quero ler outros romances dela; gostei da sua escrita e como ela coloca pequenas reflexões no meio de um livro de entretenimento. Recomendo para quem gosta de um bom romance e ponto, sem subgêneros.

*A única ressalva que eu tenho em relação a esse livro é que a revisão dele está bem ruim. Tem pontuação faltando, palavras repetidas ou faltando, no meio do livro tem partes que buga seu cérebro como se a tradução não estivesse legal, e dói meu coração que isso tenha acontecido justamente em um livro tão maravilhoso.

Eu não acredito que uma mulher deva ser sacrificada pela outra. Eu acredito que toda a mulher tem a responsabilidade de cuidar da das outras. Quando uma está em cárcere ou em sofrimento, então não estamos todas sofrendo?

www.sejacult.com.brUm amor para Lady Johanna
Julie Garwood
Universo dos Livros: Twitter/Facebook
 
Adquira o livro nos seguintes links e ajude o site: 

3 comentários:

  1. Oi Denise, tudo bem?

    Estou com o livros em mãos, pronta pra ler! Nunca li nada da autora, mas espero gostar como vc!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise
    Já li o livro mas ainda não fiz minha resenha, normalmente não gosto de ler resenhas quando ainda não fiz a minha para não me influenciar, mas acabei não resistindo. Já conhecia a autora e gosto do estilo dela, acho que ela trabalha bem os personagens e você disse algo que concordo plenamente, a mistura de mocinha inglesa com homem escocês é ótima (vide mesmo Outlander). Os muito contente de saber que a editora vai lançar mais livros dela.
    abraços
    Gisela
    www.lerparadivertir.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Denise,
    Já conhecia a autora e seus livros estão entre os meus favoritos.
    A trama desse livro e bem interessante, gosto da forma como a autora vai desenvolvendo o relacionamento do casal, já que dar oportunidade de nós leitores conhecermos melhor tanto Gabriel, quanto a Johanna.
    Ótima resenha!!

    *bye*
    Marla

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.