Editora Valentina se aventura nos quadrinhos

22/01/2017

A editora Valentina divulgou mais informações sobre a sua primeira HQ. A Garota do Cemitério foi escrita pela Charlaine Harris (True Blood) e Christopher Golden, e conta com as ilustrações de Don Kramer. Mais informações aqui.

A Garota do Cemitério - Os Impostores 
Charlaine Harris, Christopher Golden e ilustração de Don Kramer

A verdade vive... escondida num cemitério.


Ela adotou o nome Calexa Rose Dunhill, inspirada numa lápide do sombrio ambiente em que acordou, ferida e apavorada, sem qualquer lembrança de sua identidade, de quem a jogou lá para morrer ou mesmo do porquê. Fez do cemitério o seu lar, vivendo escondida numa cripta. Mas Calexa não pode se esconder dos mortos – e, quando descobre que possui a estranha capacidade de ver as almas se desprenderem de seus corpos... 

Então, certa noite, Calexa presencia um grupo de jovens praticando uma sinistra magia. Horrorizada, testemunha o ato insano que eles cometem. Quando o espírito da vítima abandona o corpo, ele entra em Calexa, atormentando sua mente com visões e lembranças que parecem não ser dela. Agora, Calexa deve tomar uma decisão: continuar escondida para se proteger – afinal, alguém acredita que ela está morta – ou sair das sombras para trazer justiça ao angustiado espírito que foi até ela em busca de ajuda? 

Sobre o autor:

Charlaine Harris, autora número 1 da lista de best-sellers do New York Times, publica romances nos gêneros mistério e fantasia há mais de trinta anos. A famosa série da HBO, True Blood, é baseada nos livros de Sookie Stackhouse. O sucesso de ambos fez dela uma das palestrantes mais requisitadas em convenções como a Comic-Con International, à qual foi convidada em 2010. Charlaine vive no sul dos EUA, onde sempre morou. Visite CharlaineHarris.com.

Christopher Golden é autor dos romances de Peter Octavian, best-sellers do New York Times, e da série juvenil de suspense Body of Evidence. Em colaboração com Mike Mignola, ele também escreveu dois romances ilustrados, incluindo Baltimore, or, The Steadfast Tin Soldier and the Vampire, que deu origem à série em quadrinhos Baltimore, finalista do Eisner Award. Golden nasceu e foi criado em Massachusetts, onde ainda vive com a família. Visite ChristopherGolden.com. 

Don Kramer foi o responsável pela arte e as capas de inúmeros projetos na Marvel e na DC Comics, incluindo os quadrinhos mensais JSA e Detective Comics, protagonizados pelo Batman. Kramer também ilustrou a graphic novel Wonder Woman: Odyssey, que foi best-seller do New York Times. Ele mora em Illinois com seus dois filhos, Logan e Sienna. Visite DonKramerArt.com.

***

Outro lançamento da editora é especial para quem mora no Rio e enfrenta os congestionamentos da cidade maravilhosa. A biografia do biscoito Globo têm 2 capas, uma referente ao doce e outra ao salgado, e mistura a história do Rio de Janeiro com uma das marcas mais famosas da cidade e que nunca fez propaganda!!!

Mais informações aqui.

Ó, o Globo! A História de um Biscoito 
Ana Beatriz Manier 

“O Biscoito Globo surgiu junto com o tatuí. Só que o tatuí desapareceu. O Biscoito Globo não.” 
Ziraldo, cartunista/escritor (mineiro, carioca por adoção) 


Sou um ícone da carioquice, um amigo de infância, dizem até que já sou membro da família. Memória gustativa de 99,9% dos que no Rio de Janeiro vivem, viveram ou viverão. Sou repleto de curiosidades. Estreei por aqui no Aterro do Flamengo, fiz fama em Botafogo. Sou sessentão, mas nem pareço. Sou redondo e farelento, com muito orgulho. Sempre fresquinho, só ando de verde ou vermelho. Tem quem goste de mim bem bronzeado. A maioria me prefere salgado. O mate é meu melhor amigo, somos quase inseparáveis. Adoro praia, estou sempre no Maracanã, não importa qual time esteja em campo. É verdade o que dizem por aí, não circulo por rua pouco movimentada. Embora meus pais tenham raízes espanholas e portuguesas, sem mandioca eu nada seria. 

Detesto publicidade, “Pra quê?”, pergunto, “Se já sou tão querido!” Metido a iguaria, frequento festas descoladas, mas não perco as infantis, não mesmo. Tenho um parente que vive tentando me imitar, nem ligo. Sou saudável e nutritivo, pode me traçar sem culpa. Uns gostam, outros me adoram. Há até os que me idolatram, é sério (afinal, sou global). Bem, há um ianque que me detesta, lá em Nova York, tá out ele. Minha receita de sucesso? Sou feito com muito amor e carinho.

Sobre o autor:

Ana Beatriz Manier nasceu em Niterói, residiu sete anos em Pelotas (RS), quando então mudou-se para a serra fluminense. Formada em Administração e Letras, especializou-se em língua inglesa, literaturas de língua portuguesa e tradução, trabalhando desde 2001 como tradutora literária. Em 2011, decidiu também se tornar escritora. 

Publicou o livro infantil Astrobeijo (Ed. Cubzac), além de contos e crônicas no blog Autores S/A e na Revista Samizdat, e participou das antologias Poesia.com (Ed. Multifoco) e Contos mínimos (Ed. Penalux). Em 2014, começou o trabalho de biografias de marcas e produtos. Atualmente, divide a vida profissional entre as cidades de Nova Friburgo e Rio de Janeiro. 

Elogios e Citações:

Já perdi a conta do número de vezes em que o Biscoito Globo me salvou a vida no passado. Na rua, às pressas, entre um compromisso e outro de trabalho e sem tempo para almoçar, era só esticar o braço e aparecia um providencial vendedor – para me dar prazer e mitigar a fome. 

O incrível do Biscoito Globo é que ele não é gostoso só quando você está com fome. Acho que ele iria bem até no meio de uma feijoada. A outra coisa importante para mim é que, quando volto de alguma viagem – e os que me conhecem sabem que não gosto de sair do Rio –, a melhor maneira de constatar que estou de novo em casa é quando vejo à venda um saco do Biscoito Globo.” Ruy Castro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.