Resenha Hot: Desejo Insaciável - Série Imortais #1

04/10/2016


A lenda de um feroz lobisomem e uma encantadora vampira – improváveis almas gêmeas cuja paixão testará os limites da vida e da morte.

Um incansável guerreiro mítico. Nada o deterá até que possua a...

Depois de suportar anos a fio torturas constantes comandadas pela Horda dos vampiros, Lachlain MacRieve, líder do clã dos Lykae, fica enfurecido ao descobrir que sua parceira, há tanto tempo profetizada e pela qual espera há mais de um milênio, é uma vampira, assim como seus captores. Na verdade, Emmaline Troy é metade Valquíria, metade vampira. Jovem delicada e etérea que, com seu jeito todo especial de ser, é a única que pode suavizar a fúria que incendeia o faminto Lykae.

Uma vampira prisioneira de sua fantasia mais selvagem...

A doce Emmaline decide sair pelo mundo em busca da verdade sobre seus pais desaparecidos. Em Paris, um poderoso espécime Lykae a encontra, determina que ela será a sua parceira por toda a eternidade e a leva para o castelo escocês dos seus ancestrais. Lá, o pavor que Emmaline sente do Lykae – e da sua insaciável fome de prazer – faz com que ele inicie um lento e envolvente jogo de sedução e ela liberte suas mais sombrias fantasias.

É engraçado que antes de começar a fazer esta resenha, eu estava olhando meus desejados no skoob e tinha esse livro em inglês. Me lembrei que a muito tempo eu gostaria de ler e meio que me deu um choque eu não ter gostado da leitura, visto que são muitas as resenhas gringas positivas. O romance erótico com sobrenatural me agrada muito. Acompanho algumas séries, muitas são minhas queridinhas como Irmandade da Adaga Negra, e imaginava que com essa série seria assim. Porém, como vocês vão ver na resenha, eu só não abandonei essa leitura porque queria escrever um texto mais completo. Fora que eu sempre leio com a expectativa de uma reviravolta, ou que entre algum elemento interessante e mude a minha opinião.

Desejo Insaciável é o primeiro de uma série com 18 livro até agora, não sei dizer se terão mais livros ou se para por ai. Cada livro é sobre um casal diferente e isso já foi algo que me preocupou um pouco. O enredo, que é narrado em terceira pessoa, é 80% focado no romance histórico, mas tem esse 20% focado no sobrenatural. Se a série não for lançada toda, esse pano de fundo sobrenatural não vai ser explicado completamente. A autora mistura vários seres sobrenaturais, explica pouco sobre eles e dá a impressão de que isso será feito ao longo da série. É como se ela criasse um enredo principal e outro secundário, o principal tem começo, meio e fim, que seria o romance, e o outro só tem começo. Essa parte sobrenatural sugere uma guerra; se os outros livros não forem lançados não vamos saber no quê isso vai dar.

Nunca Fuja de alguém como eu [...] é disso que nós gostamos - sua voz era gutural como a de uma besta.


Em resumo, o livro é sobre o romance entre uma vampira e um lobisomem. No enredo eles são inimigos, assim como vários outros seres são inimigos uns dos outros. Enquanto estava procurando informações sobre os pais, Emma é sequestrada por um lobisomem, Lachlain, que afirma ser seu parceiro. Para os lobos, um parceiro é parceiro para a vida toda. Porém, foram seres da espécie de Emma que mantiveram esse lobisomem preso. O relacionamento entre eles se desenvolve a partir do sequestro e logo ai eu já não gostei dos personagens, principalmente do Lachlain como explico mais adiante. A Emma também não foi uma das melhores mocinhas. Começa bem frágil e medrosa e só mais para o meio do livro assume uma personalidade mais determinada. A justificativa é que ela é muito jovem e imatura, que com a idade assumiria um lado mais parecido com os vampiros.

Esse livro é extremamente confuso não só por parte dos personagens, que são muito seres juntos, como também o protagonista é confuso. O curioso é que eu senti falta de uma explicação sobre os lobos, vampiros, valquírias, fantasmas,etc, e essa explicação está no final do livro, quando eu já tinha perdido a vontade de ler e queria que acabasse logo. Acho que uma lista explicando poderia vir antes, ou em forma de conto. O Lachlain ficou 150 anos preso e quando ele sai de onde estava e procura a Emma, fica claro que ele perdeu a noção das coisas. Eu até entendo, muita coisa aconteceu nesse tempo e tal, mas como a autora descreveu isso fez com que a gente não gostasse do personagem. Ele é grosseiro, dominador ao extremo e depois quando a autora coloca ele carinhoso e gentil, a má impressão não é apagada.

Ao longo dos anos que passara sozinho, Lachlain imaginara sua parceira de milhares de formas diferentes. Rezara para que fosse inteligente e atraente, suplicara para que fosse carinhosa. E agora, Emma, metade vampira e metade Valquíria, tinha superado com louvor as suas mais loucas fantasias.


O romance erótico nesse livro é de mau gosto. O Lachlain força a barra de uma forma que em muitos momentos sugere estupro. A intenção da resenha não é entrar nessas questões, mas não posso deixar de comentar uma impressão que eu tive. Também não vou ser hipócrita de dizer que nos outros romances eróticos a submissão da mulher não está presente, mas uma coisa é essa submissão ser aceita por ela e outro é ela dizer não. A Emma diz não para o Lachlain e ele fica insistindo, passando a mão em Emma quando ela está dormindo, até que ela cede e a narrativa entra no caminho que a autora queria. A proposta dela é que como a Emma foi feita para ser parceira do Lachlain, ele a faria ver isso de qualquer forma, então isso meio que justifica toda a insistência dele. Para mim não, em nenhum momento.


Bom, os pontos que eu tinha contra o livro foram expostos. Não gostei da narrativa confusa e nem das cenas eróticas e não me conectei com os personagens. A única coisa que eu gostei foram das valquírias, esses seres que eu nunca tinha tido contato e fiquei interessada em ler mais. Se alguém sabe de algum livro que tenha esses seres deixa ai nos comentários. Sempre que dou a minha crítica negativa para qualquer coisa, ressalto o fato de que para a crítica ser bacana, outras pessoas têm que ler o livro para a gente criar um debate saudável. O fato de eu não gostar ou não recomendar, não é uma verdade absoluta. Se alguém leu e não concorda comigo vamos conversar, expor nossos pontos e absorver conhecimento. As resenhas e críticas, em sua essência, servem para isso, gerar debates.

Nix dissera a Emma, antes de sua partida para a Europa, que, na viagem, ela iria realizar aquilo para o que tinha nascido. Pelo visto, Emma nascera para ser raptada por um Lykae completamente pirado. Seu destino era uma piada.

www.sejacult.com.brDesejo Insaciável Série Imortais # 1
Kresley Cole
Editora Valentina: Twitter/Facebook

Um comentário:

  1. Oii! Estou namorando esse livro desde q li a primeira resenha dle, tdos flam tão bem, q estou mto ansiosa pra conferir!
    Bjs

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.