4 razões para ver Mesmo se nada der certo

17/10/2016

Depois que terminei de ler um livro que eu quase morri de tanto chorar (Eu sem você), quis ver algo descontraído, uma comédia romântica para levantar o animo. Entrei na Netflix e vi que tinha começado a ver Mesmo se nada der certo, mas não terminado. Os comentários eram tão positivos que eu decidi terminar de ver.

Por não ter crítica dele aqui, seja minha ou do pessoal do Portal Crítico, resolvi fazer um pouco diferente. Listei quatro motivos para ver o filme, então espero que gostem!

1. Música

O filme conta duas estórias paralelas, a de Gretta (Keira Knightley) e Dan (Mark Ruffalo). Gretta é uma jovem compositora que viu o namorado alcançar o sucesso com as composições que eles faziam em parceria e depois dar o pé na bunda dela. Dan é um empresário musical famoso, mas depois da separação acabou mergulhando no álcool e não conseguiu mais agenciar nenhum músico. Os dois se encontram em uma bar, quando Gretta está se apresentando e ele se oferece para agenciá-la.

A partir dai o astral do filme muda. Eles começam a produzir as composições de Gretta e tudo é mostrado: os arranjos, letras, escolha dos músicos e instrumentos. É como se a gente estivesse participando desse projeto. As músicas são lindas, tocantes e eu fiquei louca para que tivesse mesmo um cd da Gretta para que eu pudesse ouvir. Em muitos momentos parece que eles pensam em formato de música, porque cada canção tem a ver com o momento que ela está passando.

Você pode dizer muito sobre uma pessoa pelo que está em sua playlist.

2. Adam Lavigne 

Para quem gosta de boa música, o fato do Adam estar no filme é interessante. Além de ser um colírio para os olhos. Acredito que esse tenha sido o primeiro filme que ele faz, e vale ressaltar que ele não só canta no filme, tem cenas de atuação também. Outro ponto é que o Adam não participa como membro de uma banda, ele é cantor solo, então não é só ele fazendo no filme o que faz normalmente, é uma interpretação. É o personagem dele envolvido com uma mulher que o ajuda nas músicas, mas que ele dispensa quando fica famoso.

O personagem dele não é lá muito bacana e a caracterização dele se modificou um pouco do que estamos acostumadas. Ele usa óculos, às vezes uma barba grande e deixa as tatuagens pouco a mostra. Dave, personagem, tinha tudo para ser um personagem fofo, já que é o Adam, mas é um cretino que se deslumbra fácil com dinheiro e mulheres.


3. Fala sobre música, mas não é só isso!

A música é o foco principal, mas os relacionamentos no filme também são interessantes. A relação do Dan com a filha é complicada, já que ele não está presente sempre, não participa da vida dela. Ele e a mulher não se dão muito bem, porque a separação não terminou da melhor forma possível. E no trabalho ele é visto como fracassado. O Dan se vê como um cara no fim da linha, que merece pena. A superação dele no filme é bacana e mostra como a motivação de um projeto novo mexe com a sua vida. Agenciar a Gretta traz fôlego para uma rotina baseada no nada, em acordar de manhã e não ter vontade de sair e trabalhar.

O filme mostra como a indústria musical é baseada no dinheiro, e que muitas vezes o talento não é o mais importante. As músicas com significado, que mexem com quem ouve, são deixadas de lado pelo que é "vendável". Acho que todo mundo têm essa noção, mas vale a ressalva. 


4. Nova York

O filme se passa em Nova York e por causa do projeto da Gretta e Dan, várias partes da cidade são mostradas enquanto ela canta. Esse cenário dá um charme todo especial para o filme, pois embora não moremos lá, é impossível não saber que cidade é essa. Então as cenas noturnas, altas horas da madrugada, são com movimento, pessoas passando o tempo todo. As músicas combinam com Nova York e o filme não seria tão legal de assistir se fosse ambientado em outra cidade. Afinal, quem aqui não gostaria de conhecer a cidade que nunca dorme?!



2 comentários:

  1. ooi!
    tenho ouvido falarem bastante sobre esse e filme e admito que o assistiria pelo o elenco que está impecável!
    bjs xxx
    http://lendocomela.blogspot.com.br/2016/08/rangers-ordem-dos-arqueiros-ruinas-de.html

    ResponderExcluir
  2. Olá!! Uaal! Nem sabia desse filme! Preciso!!
    Bjs

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.