Resenha: Um Lugar Para o Amor - Irmãos Devaney #1

02/08/2016


Ele vivia na solidão do passado... Mas não tardaria para o presente invadir seus dias!

Abandonado pelos pais e separado dos irmãos, Ryan Devaney jamais deixou que alguém se aproximasse demais. Afinal, as pessoas não ficavam por muito tempo Mas sua sorte muda quando a porta de seu bar irlandês é escancarada por uma ruiva intensa e apaixonada pela vida. Maggie O'Brien decide que chegou a hora de derrubar de uma vez por todas a muralha de gelo em torno do coração de Ryan. Ele insiste em afirmar que não acredita no amor, mas o sorriso radiante e o toque carinhoso de Maggie fazem com que mude de ideia pouco a pouco.

Um espírito solitário que encontra conforto... O despertar de sonhos há muito esquecidos... Ryan se dá conta de todo o tempo perdido e agora seu maior desejo é reencontrar os irmãos. Mas ele estaria pronto para aceitar o desafio de Maggie, e reservar dentro dele um lugar destinado ao amor dela - para sempre?

Quando eu li a sinopse de Um lugar para o amor não achei estranha; parecia muito com algum livro que eu tinha lido e fiquei puxando isso na memória um tempo. Essa sensação foi sanada quando olhei no skoob e percebi que, na verdade, essa série tinha sido lançada pela Harlequin em formato romance de banca. E mais, eu já tinha lido os livros dois e três da série que contém cinco volumes. No site não tem resenha desses livros e eu decidi acompanhar pela publicação da HarperCollins. A série dos Irmãos Devaney vai contar a estória de cada irmão em seu respectivo livro. Eles foram separados quando crianças e agora vão tentar se reencontrar e saber o que motivou a separação.

Já adianto que o livro é para momentos específicos. O enredo é raso, fantasioso e só dará certo se você ler naquela hora que quer algo assim, mais leve e para descontrair. A estória já começa com uma cena que dificilmente aconteceria na vida real. Uma mulher entrando em um bar para pedir ajuda e depois indo para casa de carona com o dono desse mesmo bar. Dai eles começam a se envolver e no final tudo dá certo. Eu particularmente não gosto de livros assim, gosto de enredos mais reais, que poderia acontecer comigo. Claro que em um livro de fantasia, por exemplo, você sabe que não dá muito para trazer para a sua vida. Só que aqui é um romance e nada indica que não poderia acontecer na vida de qualquer pessoa.

Ryan se parece um pouco com um bom vinho. Não pode ser apressado se quiser obter o melhor dele.


Porém, eu estava no momento ideal para a leitura, queria algo rápido e que não fosse tão profundo. Os personagens são interessantes, a Maggie mais espirituosa e persistente, com uma família que a apoia e só quer o seu bem. Ela tem uma alegria que me irritou um pouco. Sabe gente feliz demais? Então, não gosto muito, mas é uma personagem que tem o seu carisma principalmente por não desistir. O Ryan já é mais a minha praia, um homem introspectivo, machucado, mas com um grande coração. Ele tem medo de se envolver por causa do abandono que sofreu e por isso tenta se preservar. Quando a Maggie quebra essas barreiras, encontra um homem que entende o valor do amor.

O relacionamento do casal é conturbado no começo, com o Ryan não querendo se envolver e a Maggie forçando a barra. O livro tem tão aura de perfeito, que todo mundo acolhe o Ryan como se ele fosse um milagre de natal, e não um estranho que normalmente a gente demora para conhecer e trazer para a nossa vida. As cenas de sexo que o livro traz são mais sensuais, sem a descrição do ato. Combinou perfeitamente com um romance mais leve e que quer focar no casal. Um ser o oposto do outro eu gostei também, acho mais interessante quando a gente cede em uma relação do que uma onde não acontece nada. Então aqui tem algumas desavenças pelas diferenças.

Lendo no momento certo, esse livro foi ok para mim. A editora só pecou por não ter lançado o livro na época do natal. A estória toda se passa entre a ação de graças (comemoração americana) e natal, então as casas estão enfeitadas, fala sobre as comidas, encontros familiares e todo esse universo. Eu amo o natal e ler livros com esse tema já é um ponto ganho, junto com o livro ser uma pedida certa, dei quatro estrelas para ele no skoob. Os próximos livros eu já li, mas vou continuar acompanhando a publicação da HarperCollins e depois fazer a resenha aqui para o site. O próximo é sobre o irmão bombeiro que aparece aqui e tem o mesmo perfil que o Ryan.

Porque não quer que seja você a dar o primeiro passo em direção a uma reconciliação? O orgulho é um companheiro solitário.

www.sejacult.com.brUm Lugar Para o Amor Irmãos Devaney # 1
Sherryl Woods
HarperCollins Brasil: Twitter/Facebook


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.