Cine Cult: Porta dos Fundos – Contrato Vitalício

05/07/2016

Porta dos Fundos – Contrato Vitalício | Classificação: ★★★ | Estreou em 30 de junho de 2016
Texto: Murilo Maximiano | Revisão: Kamila Wozniak


O longa não é um grande picote de esquetes, como poderia se esperar, o que é ótimo dentro da incitava do grupo de ir para os cinemas, porém, é clara a dificuldade em se manter um ritmo ao longo dos vários minutos do filme. As piadas são pontuais e situacionais e realmente conseguem arrancar boas risadas, mas como um todo não consegue manter o clima e quanto mais se aproxima do final, mais cansativo se torna.

O elenco é claramente o ponto forte do filme. Com a maioria do grupo Porta dos Fundos, os personagens estereotipados funcionam perfeitamente criticando grupos inteiros e a interação entre os mesmos funciona tão bem quanto esperado, assim como em seus vídeos do YouTube. Outro forte do longa é a forma como debocha do cinema nacional e de todo o mundo audiovisual.


Temos uma vlogger que passa toda a sua vida para os assinantes de seu canal, um produtor que se importa apenas com a mídia que Rodrigo está conseguindo e não realmente com sua carreira, um jornalista de revista de fofocas, uma preparadora de elenco agressiva e surtada… Enfim, toda uma gama de personagens propositalmente estereotipados que ridicularizam com eficiência o mundo do espetáculo e traz assim um estilo completamente novo de comédia ao cinema nacional, muito diferente dos enlatados globo. O maior problema já foi citado aqui, o ritmo.

O filme realmente cansa quando vai chegando ao fim e não passa pelo teste mais importante, fazer uma comédia que não dure apenas quatro minutos. É divertido, claro, mas está extremamente abaixo das expectativas. Mas lembremos, essa é a primeira tentativa, que venham outros melhorados por essa experiência, o mercado de comédia brasileiro agradece.


Um comentário:

  1. Eu gosto do "Porta dos Fundos", não acompanho todos os vídeos, mas sempre assisto um ou outro, agora que também passa na Fox, acompanho um pouco mais. Eu não sabia que um filme seria lançado e gostei muito da ideia. Acho que deve ter ficado um pouco cansativo mesmo, talvez por estarmos acostumados aos vídeos curtos. Gostei de saber que o humor conseguiu se manter presente no filme, o mesmo humor do vídeos. Gostei muito da dica, fiquei bem curiosa para conferir, ainda mais pelas sátiras.

    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.