Resenha: Inocência? - O Protetorado da Sombrinha #3

13/05/2016


Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Ao abandonar a residência do marido e se mudar de volta para o lar de sua terrível família, Lady Maccon se tornou o escândalo da temporada em Londres. Além disso, a Rainha Vitória dispensa Alexia do Conselho Paralelo, e a única pessoa capaz de ajudar a esclarecer os fatos, Lorde Akeldama, inesperadamente deixa a cidade. 

Como se não bastasse, Alexia é atacada por joaninhas mecânicas assassinas, indicando – como apenas joaninhas são capazes de fazê-lo – o fato de que todos os vampiros londrinos estão muito interessados em vê-la rigorosamente morta. Enquanto Lorde Maccon concentra seus esforços em ficar cada vez mais ébrio e o Professor Lyall se desdobra para que a Alcateia de Woolsey se mantenha coesa, Alexia deixa a Inglaterra em direção à Itália em busca dos misteriosos Templários. Somente eles têm o conhecimento sobre os seres preternaturais que Alexia precisa para entender sua crescente e inconveniente condição, mas eles podem ser piores que os vampiros – e estão armados com molho pesto. 

A série de Steampunk mais cultuada do mundo! Best-seller do New York Times e finalista do Goodreads Choice Award na categoria Paranormal Fantasy. 

Estou praticamente maratonando essa série e não me arrependo nem um pouco. Desde o primeiro só sinto encantamento por ela e não consigo parar de ler. Por mim, a editora já tinha lançado todos de uma vez, sério mesmo. Em Inocência? a Alexia terá que provar a sua inocência em uma questão mal resolvida no fim de Metamorfose? (os títulos são muito bem escolhidos e dá pra saber o ponto central do mesmo só lendo isso, assim como os vestidos) com a Maccon.

Ele não acredita em sua palavra e ela acaba voltando para a casa dos pais, está na sinopse. Porém, não é só com Maccon que Alexia tem que se preocupar, os vampiros estão atrás dela também e por causa dessa confusão que ela se meteu com o marido. Alexia então decide ir para a Itália, pois acredita que lá encontrará as respostas para provar que está dizendo a verdade. Depois disso Maccon vai se ver com ela!

Alexia continua uma figura. Cheia dos seus pensamentos estranhos e de suas analises das pessoas. Ela leva tudo para o lado tão prático que sempre me pego imaginando se existe alguém assim na vida real. Talvez ela seja uma personagem tão marcante exatamente por causa disso, sua autenticidade e falta de traquejo nos pensamentos. Um lado que ela nunca imaginava que teria ira se revelar nos próximos livros, aguardem. E o Maccon gente, mostrou nesse livro um lado muito irritante e que merecia sofrer mesmo, até mais.

Se eu estiver errado, e não estou dizendo que esteja, mas se estiver, bem, vou ter que rastejar de novo, não é?


O que mais me encanta nessa série, mais até que os personagens e a trama, é a escrita da autora. A construção do enredo baseado em um universo ficcional totalmente realista. As descrições sobre tudo contribuem para isso, mas ela narra de uma forma que não fica cansativa, é fluida. Ao contrário do segundo que concluiu o enredo, mas deixou essa questão com a Maccon mal resolvida, aqui o livro será fechado completamente. Fica no ar que o motivo que fez a Alexia sair de casa ainda causará muitos problemas, só que é apenas uma possibilidade. Tanto que a sinopse do quarto livro sugere que uma nova trama será introduzida, mas também se levará em consideração o que aconteceu até agora, ou seja, ainda continuarão tentando matar a Alexia.

Um personagem que tem me chamado bastante atenção e que eu espero que a autora dê um final digno para ele é o Lyall, beta do Maccon. A participação dele nesse livro é maior porque enquanto o Maccon chora suas dores, o Lyall assume a alcateia e praticamente descobre os mistérios desse livro. Aparentemente não tem ninguém para ser par dele, então a autora teria que criar isso nos próximos livros. Por um momento acreditei que ele teria um romance com o Biffy, mas isso não aconteceu e agora estou me roendo imaginando se ele ficará com alguém.

Essa foi uma leitura igualmente boa em relação aos anteriores. Acho que a autora tem conseguido encaixar elementos novos para não deixar a série cair e nem para ser só mais um livro de meio, aqueles só para esticar a série. É visível que ela tem uma estória geral sobre a Alexia e o que ela é, o que pode fazer, e outras pequenas que compõem cada livro e termina no mesmo. O ritmo de leitura bom, rápido e envolvente também continua aqui e não sei muito bem o que esperar do próximo, já que disse que novos elementos vão ser apresentados.

Fico muito triste ao saber que uma série como essa, que mistura tantos gêneros e brinca com a ficção e realidade de forma bem construida, não tenha tanta atenção quanto merece. Espero com as resenhas até agora, ter despertado em quem lê pelo menos a curiosidade de conhecer esse universo, tenho certeza que só isso despertará a sua vontade de ler.

- Acontece que você também me pertence! E teve a audácia de se comportar como se não pertencesse
-Vou compensar você. O que é que eu posso fazer?

www.sejacult.com.brInocência? O Protetorado da Sombrinha # 3
Gail Carriger
Editora Valentina: Twitter/Facebook

2 comentários:

  1. Oii :D
    Gente, como fico agora?
    Sabe uma pessoa que esta LOUCA pra ler essa série? Sou eu!
    Estou vigiando sites em busca de promoção hahaha quero muuuuito ler.
    Adorei saber que você gosta, só me deu mais vontade!
    Bj


    IG: @saymybook
    www.saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu não conhecia essa série até então ueheuhe Gostei de ver toda essa sua animação em relação a ela, mas acho que eu não leria por enquanto. Ademais, adorei a capa, super instigante! e.e

    Abraços,

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.