Resenha Hot: Salve-me

14/03/2016


A salvação de Sadie Hollowell e Vince Haven depende de muitos fatores. Ele voltou traumatizado da guerra ao terrorismo no Afeganistão e ela, aos 33 anos, acha ridículo ser convidada para ser dama de honra do casamento de uma prima no interior do Texas, onde nasceu. Ambos estão perdidos, à procura das raízes e de uma identidade que a vida foi esfacelando, e são atormentados por uma atração sexual violenta que demora muito a se transformar em amor e compromisso.

O que se oferece aos leitores é uma história tensa, em que preconceitos e hesitações lutam contra o amor, sem saber qual dos lados terá o triunfo final. Vale a pena ler e torcer por ele.

Rachel Gibson é uma autora que vira e mexe eu estou lendo, mas que para mim é apenas ok, uma boa autora. Com Salve-me eu acabei tendo uma identificação maior por estar na posição da protagonista Sadie. Ela saiu de casa aos 18 anos para fazer faculdade sem olhar para trás. Sadie nunca se adaptou bem a família ou a cidade, que esperava que ela fosse como a mãe, bonita, delicada e meiga. Quando é convidada para voltar à cidade sendo dama de honra ela fica receosa, mas aceita mesmo assim. Sua vida se cruza com a de Vince na chega à cidade, com seu carro parado na estrada. Ela ajuda ele e os dois que mal se conhecem acabam se esbarrando em vários lugares. Pode até não parecer, mas Vince e Sadie buscam coisas que podem encontrar um no outro.

O Vince é um cara mais rústico, na dele. Um soldado que não aceita bem o fato de ter sido afastado depois de um acidente na guerra do Afeganistão. A sua realidade agora é viver tendo pesadelos com o que aconteceu e tentando passar seu tempo de forma produtiva. Ele sabe que têm um problema, mas prefere deixar do jeito que tá porque entre soldados isso é comum, então tá ok. A Sadie já tem problemas com o pai e não consegue lidar muito bem com a falta de compromisso do Vince, ela diz que está tudo bem, mas no fundo não. Ela quer mais e quer com ele. Os dois combinam e não combinam ao mesmo tempo. Eles querem as mesmas coisas, mas durante um tempo vão ter medo de admitir isso, o que tornará as cenas sensuais entre eles bem quente.

Sempre dama de honra. Nunca a noiva. Era como todos a veriam. Todo mundo em sua família e todo mundo em sua cidade.


Eu acho que é importante dizer sobre esse livro, que se você não está na faixa dos 30 anos e preocupada em ficar pra titia, provavelmente achará esse livro chato. A Sadie está nessa fase e se preocupa não só com isso, como também em ser um fracasso em outras partes da sua vida. Por isso senti que o livro funcionará para um público bem especifico, aquele que está perdido e não sabe bem se fez as escolhas certas. Eu estou nessa fase e por isso o livro combinou comigo; sinto o que a Sadie sente a maior parte da narrativa. Muitas mulheres podem dizer 'ah, mas você não precisa de casamento e estabilidade para ser feliz' até pode ser, só que cada um prioriza as coisas que acham certas, importantes, e as da Sadie são importantes para mim.

O fato do Vince ter sido afastado por estresse pós-traumático após um acidente na guerra do Afeganistão, traz um tema complicado, que acredito não ser tão comum aqui no Brasil. Não digo que a doença não é comum, apenas o que causa ela nesse livro, a guerra. Muitos soldados voltam com problemas físicos e mentais por causa da guerra, o Vince volto com os dois. Não entrarei em detalhes, mas fica claro que isso afeta muito a sua vida, nos relacionamentos principalmente. Ele tem problemas em se tratar, por causa do orgulho, o que a autora não soube usar como exemplo. Quem nunca leu a autora fica a dica que ela descreve a parte hot e gosta de colocar muitas cenas assim. São descritivas, mas não fogem de outros romances sensuais.

Tive muita empatia por essa leitura e por isso ela fluiu bem e me agradou. Tenho apenas um ressalva, que acontece em alguns livros dessa autora, o final. Ela termina de forma abrupta os seus romances, como se o fato de o casal ficar junto fosse a solução de tudo. Só que assim, outras coisas acontecem no romance que poderiam ser finalizadas, como o problema do Vince. Você não sabe se ele vai se tratar ou não, se a fazenda vai mesmo prosperar com a Sadie, se ela vai ficar no comando. Então ela poderia ter colocado mais um capitulo apenas para encaixar as outras situações criadas. Fora isso, recomendo para quem gosta do gênero. Já li outros livros da autora que ficaram na média, mas esse está num degrau um pouco maior do que os outros.

Uma parte dela queria fugir, como sempre. (...) No entanto, havia também uma parte, uma nova e intrigante parte, que queria ficar por ali e ver o que poderia fazer.

www.sejacult.com.brSalve-me Lovett, Texas # 3
Rachel Gibson
Jardim dos Livros/Geração Editorial: Twitter/Facebook



25 comentários:

  1. Oi, Denise!
    Ainda não li nenhum livro da autora, mas pela sua resenha os livros dela parecem ser daqueles que sempre falta algo para se tornar um favorito. Fiquei curiosa com relação ao Vince personagens que voltam de uma guerra sempre são interessantes.
    Ainda não cheguei na casa dos 30, porém me arriscaria na leitura! kkk
    Parabéns pela sinceridade na resenha!

    Beijos

    Elidiane
    Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não me lembro de já ter lido alguma coisa da autora. Gosto de livros cujas histórias fluem bem e que não fiquem naquela enrolação para depois chegar num fim meio bobo. Espero que esse não seja o caso, mas pensando bem, acho que não, uma vez que vc gostei dele e costuma dar ótimas opiniões. Espero chegar a ler em breve.

    ResponderExcluir
  3. Não estou na faixa dos 30 nem preocupada em ficar pra titia, então provavelmente não vou gostar, como você disse. A premissa não me chamou atenção, ainda mais que você disse da forma que a autora terminou o livro, não acho que o fato do casal ficar junto resolva tudo e não gosto de livros assim. Mas que bom que você gostou por ter se identificado com o que a Sadie estava passando.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  4. Oi Denise, tudo bem?
    Eu também gostei muito deste livro e como você acho que ele vai fisgar mais as leitoras mais maduras. Eu já li todos os livros da Rachel lançados por aqui e gostei de todos, mas concordo que ela costuma finalizar as histórias de um jeito meio apressado.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro nem a autora, mas achei interessante!
    Eu assisti um filme com o tema parecido, pena que não lembro o nome =/ Ambos estavam meio frustrados com a vida que estavam levando e acabaram ficando juntos, mas o caminho que levou até isso não foi muito fácil.
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Oi Denise! Vivo topando com esse livro, mas até então nunca tinha me interessado em saber mais sobre ele. Só conheço a autora de nome, não li nada dela ainda. Sua resenha me deixou bem curiosa por esta história, não estou na faixa dos trinta ainda, mas tenho essas preocupações que você citou, creio que me identificarei com a personagem também! Coloquei o livro na minha lista de desejados, vou lê-lo em breve.

    Beijos,

    Sozinha Na Biblioteca

    ResponderExcluir
  7. OMG amo estórias de romance!Ainda mais se ela for uma daquelas que te prende do início ao fim e Salve-me perece ser uma dessas.A resenha é ótima estou muito curiosa para ler,vou add a minha lista de livros para ler este mês kk.bjss💜

    ResponderExcluir
  8. Oi, Denise!

    Eu também venho topando com esse livro ultimamente. Já quis ler e depois desisti. A premissa parece ser interessante, mas o final... Já me decepcionei muito com o final de alguns livros. Um que eu posso citar sem medo é Morte Súbita da rainha JK. Ela finalizou o livro concluindo uma dentre diversas hipóteses e situações que a própria levantou. Ou seja, muitas partes soltas e não resolvidas ficaram no ar. Isso me tira do sério kkkkk Fico muito curiosa para saber como ficou resolvida a vida dos outros personagens. Parece até que o livro terminou faltando partes. Enfim, acho que não leria Salve-me. Não curto muito o gênero, mas pode ser que algum dia eu dê chances à ele haha Beijão,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Denise,
    Ainda não li nenhum livro da autora, mas me interessei pelo livro, talvez por ter uma história de vida parecida com a personagem. Além de gostar muito de livros com este enredo. Amei sua resenha, me deixou com vontade de ler este romance, e claro se eu ganhar o sorteio, irei ficar muito feliz

    Email:josenildalins53@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito da resenha, apesar de ter os livros Rachel Gibson na minha lista de livros que gostaria de ler ainda não li nenhum, até comecei a ler um mas parei (não lembro o motivo), acho as capas ,muito bonitas.

    ResponderExcluir
  11. A cada resenha que leio dos livros da Rachel mais tenho vontade de ler os livros dela, por mais que sejam histórias clichês e previsíveis, me parece que com sua escrita ela consegue prender o leitor a suas tramas. Nesse livro me parece que vai aborda um romance com um pouco de trama por causa do passado dos personagens, to bem entusiasmada com a leitura desse livro.

    ResponderExcluir
  12. Oi Denise
    Tenho a mesma impressão da autora que você. Gosto dos livros mais leio quando tenho uma oportunidade, pois são leituras de entretenimento. Normalmente uma amiga me empresta os livros dela. Quanto aos finais abruptos, acredito que seja porque ela foca mais no romance e não na exploração da história como um todo. Conclusão, se tiver oportunidade leio o livro.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir
    Participe do Sorteio do livro Jogador No. 1

    ResponderExcluir
  13. Os dramas pessoais dos personagens deixam o romance mais interessante e sedutor mas e uma pena a autora não dar um fim apropriado a eles e se focar mais no romance e não no drama de cada um .

    ResponderExcluir
  14. Estou doida pra ler esse livro, gostei dos outros dois livros dessa série, curto a escrita da Rachel Gibson, e cada resenha que leio dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  15. Eu ainda nao li nenhum livro de Rachel Gibson, mas ja ouvi que ela é calientegosta de escrita hot. mas sobre o livro SALVE-ME realmente eu acho que é um romance e que os dois estao querendo se entender mas os problemas do momento estão trazendo dificuldades . ele com seu proble com a gueraa e ela com seu Pai. Agora esta envolvida em ser Dama de Honra do casamento de sua prima. Creio que depois que tudo estiver calmo e resolvido eles irão chegar ao climax com certeza. quero ler sim e se ganhar ficarei muito feliz
































    ResponderExcluir
  16. Oi, Denise. Tudo bem?
    Estava curiosa para ler uma resenha sobre este livro e foi muito legal poder ler a sua. Gostei de saber que a autora mais uma vez criou uma história que envolve momentos quentes, mas que também dispõe de outros temas, deixando a obra muito prazerosa de ser lida. Os personagens parecem ter aquela química e momentos que não nos deixa querer largar o livro. Amei!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  17. Faz tempo que quero ler um livro da autora, tenho curiosidade de conhecer a escrita da Rachel, e quando vi o lançamento desse livro, fiquei interessada logo de cara! E agora sabendo que além de ser hot, o livro trata também de questões de família, perdão e aceitação, já adicionei na meta desse ano. Espero ter a oportunidade de lê-lo em breve.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  18. Olá! Ainda não li nada da autora, mas como vc e outras blogueiras indicam tanto, quero ler algo da Rachel muito em breve, e Salve-me parece uma ótima história para começar a conhecer a escrita da autora. O livro parece leve e romântico, embora os personagens tenham seus dilemas. Adoro romances e penso que vou gostar bastante de Salve-me : )

    ResponderExcluir
  19. Estou ansiosa pra ler esse livro tenho todos da Rachel gibson so falta esse ❤❤❤❤❤❤❤

    ResponderExcluir
  20. Olá! Ainda não li nada dessa autora, mas por sua resenha, fiquei bem curiosa. Já está na minha listinha (longaaaa) de leituras! Obrigada. bjs

    ResponderExcluir
  21. Está na minha "lista". Os quatro...claro. Pela resenha fiquei ainda mais curiosa. Torço para que "salvem" o amor. Ele é tudo !!!

    ResponderExcluir
  22. Olá,
    Eu amo os livros de Rachel! Sério, creio que já li uns cinco, e não me canso. Por mais que ela tenha uma formula, eu gosto das situações e de como os personagens dela sempre são mais adultos, não só pela idade mas por ter uma experiência de vida que alguns autores geralmente deixam de lado. Óbvio que amei Salve-me e ele entrou no meu top 3 de livros favoritos dela!

    ResponderExcluir
  23. Oi, Denise! Não sabia que esse livro era hot, achei que fosse chicklit. Os livros da Rachel têm um trabalho tão fofo nas capas que a gente nem é remetido a pensar isso rs. Gostei muito de como você explicou o livro na resenha e expôs seus pontos. Nunca li a Rachel, mas quero muito conhecer.

    Beijos <3

    www.arosadoprincipe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Ainda não li nada da Rachel Gibson, mas confesso que as capas sempre me chamam a atenção.
    Os livros dela tem uma sequência? Se sim, poderia fazer um post sobre isso rs
    Mesmo não estando na casa dos 30 e nem ficando pra titia, vou colocar na minha lista, gosto muito de romances sensuais / hots e o fato dos personagens serem "problemáticos" já achei que dá sim uma boa história.

    ResponderExcluir
  25. Oi.
    Ainda nao li essa serie , nem nenhum livro eessa autora, maa meamo nao estando na faixa dos 30 ainda (falta pouco.rs) sei que vou gostar pelo o quw vc colocou do livro aq ja fiquei curiosa , espero que eu realmente goste..
    Bjo ate..

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.