Resenha: Alma? - O Protetorado da Sombrinha #1

16/02/2016



Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Em primeiro lugar, ela não tem alma. Em segundo, é solteirona e filha de italiano. Em terceiro, acaba sendo atacada sem a menor educação por um vampiro, o que foge a todas as regras de etiqueta. E agora? Pelo visto, tudo vai de mal a pior, pois a srta. Tarabotti mata sem querer o vampiro ― ocasião em que a Rainha Vitória envia o assustador Lorde Maccon (temperamental, bagunceiro, lindo de morrer e lobisomem) para investigar o ocorrido.

Com vampiros inesperados aparecendo e os esperados desaparecendo, todos parecem achar que a srta. Tarabotti é a responsável. Será que ela conseguirá descobrir o que realmente está acontecendo na alta sociedade londrina? Será que seu dom de sem alma para anular poderes sobrenaturais acabará se revelando útil ou apenas constrangedor? No fim das contas, quem é o verdadeiro inimigo, e... será que vai ter torta de melado?
 

Uma das séries de Steampunk mais cultuada do mundo. 

Sabe quando você olha para um livro e pensa? 'Vou gostar desse livro.' Foi assim com Alma? desde quando eu li a sinopse e vi a capa. Depois de ter o livro eu demorei um pouco para ler, mas assim que peguei, ele só saiu das minhas mãos quando finalizei a leitura. Ele vai contar a estória da Alexia Tarabotti, uma solteirona espirituosa que vive num mundo onde os seres sobrenaturais e humanos habitam juntos. Só que essa convivência é regida por regras que vamos conhecendo melhor ao longo da narrativa. O enredo, de fato, começa quando a Alexia está numa biblioteca e é atacada por uma vampiro. Tentando se proteger ela acaba matando esse vampiro e é investigada por isso. Quem está a frente da investigação é Lorde Maccon, com quem Alexia tem muitas rusgas e uma quedinha.

O fato mais importante sobre a Alexia, fora ela ser uma personagem adorável por ser espirituosa e diferente das outras mulheres da época, é que ela é sobrenatural. O que acontece é que ela não é uma sobrenatural comum, e isso está ligado ao título do livro. Por ser incomum eu tive a impressão de que nem a Alexia sabe muito o que ela é e o que é capaz de fazer. A gente não tem muitas respostas ligadas à isso nesse primeiro livro, acredito que a autora revele aos poucos. Também não irei contar o pouco que sei sobre os poderes da Alexia, pois perderia toda a graça. Digo apenas que o poder dela é importante, mas num primeiro momento parece besta. Lorde Maccon é o alfa dos lobisomens. Um cara mais rústico e de falar o que vem a mente e também com uma propensão a proteger a Alexia sempre que ela precisa.


O livro se passa na era vitoriana, inclusive a Rainha Vitória aparece numa das cena finais, e traz os principais marcos históricos de uma forma um pouco diferente. Quem está por dentro do gênero steampunk vai entender o que estou falando, mas para quem nunca leu, é como se a evolução das máquinas tivesse acontecido no passado e não no presente e futuro como se imagina. A Alexia vai estar muito por dentro desses avanços, pois tem bastante interesse no assunto. Uma outra coisa que gostaria de comentar sobre o livro e talvez eu esteja um pouco doida, é que eu vi semelhanças entre este livro e Orgulho e Preconceito da Jane Austin. Imagino que não tenha sido a intenção da autora, mas ela criou uma versão sobrenatural dos famosos personagens que encantam os leitores até hoje. Os dois brigam, tem aquelas conversas inteligentes, a família dela é interesseira, a mãe quer casá-las ao mesmo tempo que ela já se considera solteira e por ai vai.

O enredo do livro tem um ar de novela, sátira e de algumas coisas que os outros livros levaram muito a sério e esse não. Essa é uma das coisas que eu mais amei nessa narrativa, o fato da autora escrever sem se importar se a estória dela é louca. É louca sim, mas completamente bem escrita e encaixada, tanto que as pistas que ela deixou para o próximo me fazem pensar que algo realmente grande pode acontecer; sinto cheiro de conspiração e mistério no ar. Vou comentar um pouco sobre o romance do livro depois, mas esse não é o foco principal. É um livro que quer apresentar o ambiente sobrenatural e humano vivendo junto e como algumas 'raças' não aceitam isso e podem causar problemas. A investigação sobre a morte do vampiro leva para algo maior, envolvendo a morte de outros seres e quando a Alexia dá por si, está no meio de uma série de assassinatos para um propósito científico.


Tá, têm fantasia, mistério, algumas cenas de ação bem legais envolvendo lobos, vampiros e um homem com cara de cera (?), mas tem também romance. Claro que teria e eu fico feliz por isso, pois o romance entre a Alexia e o Maccon foi regado à conversas engraçadas e um amor esquisito. Num primeiro momento eles não gostam um do outro, situações do passado envolvendo um porco-espinho, mas a medida que o contato entre eles aumenta por causa da investigação, a atração fica mais forte do que eles conseguem suportar. A Alexia é uma personagem estranha em muitos momentos, direta, sem traquejo para lidar com o amor e todas as sensações que o Maccon causa nela. Já ele é mais experiente e maduro e fica dividido entre gostar da Alexia ou não; ele não entende o que ela têm que ele gosta tanto, algo envolvendo canela talvez. O enredo tem uma pitada de sensualidade, mas nada demais.

Assim como eu disse lá no começo da resenha, eu sabia que ia gostar desse livro e realmente amei a leitura. Amei os personagens, o enredo, os mistérios, a independência que a Alexia consegue no final e de como isso promete muitas brigas com o Maccon para o segundo. O Maccon se mostrou não um mocinho, porque acho que isso não cabe aqui, mas um homem que combina com a Alexia e aflora o melhor e o pior dela. A editora Valentina já confirmou que vai lançar os cinco livros que compõe a série, o quarto deve sair este ano e o último ano que vem. Porém, no site da autora tem um material extra que tô interessada em ler também. Sem falar nos outros livros da autora, me parecem ser no estilo antigo, que quero conhecer. Se eu gostei desse e estou bem empolgada para os outros, imagina as outras estórias que ela tem para apresentar.

*O protetorado da sombrinha tem edições em mangás!! Quando eu vi achei perfeito por ser um livro tão visual. A Valentina podia MUITO lançar por aqui.

Alma? Um Romance Sobre Vampiros, Lobisomens e Sombrinhas - O Protetorado da Sombrinha #1
Gail Carriger
Editora Valentina: Twitter/Facebook

5 comentários:

  1. Oi Denise, tudo bem?
    Menina eu amei esse livro! Eu já conhecia o estilo Steampunk, por isso não estranhei a escrita. A Gail tem um jeito próprio de usar o humor e o sarcasmo de forma perfeita em seus livros. Eu já li todos os lançados por aqui e agora estou na angústia que lancem logo o quarto.
    Adorei sua resenha.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise,
    Estou doida para ler esse livro e já faz um tempão que eu estou enrolando. Sei que quando ler vai virar um dos meus favoritos.
    Mas é muito livro para a gente ler que é difícil escolher.
    Vou pegá-lo em breve.
    Bjs
    Diário dos Livros
    Sorteio A 5°Onda

    ResponderExcluir
  3. Oi, Denise, tudo ok?

    Não faço ideia do que seja steampunk, vou ter que dar uma googlada. Hahaha
    Achei o enredo bem viajante, mas interessante! Hahaha
    Eu jurava que esse livro era um romancinho de época, pq eu sempre lia apenas "Alma" e nunca olhava o subtítulo! Hahaha

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Denise,
    Como não conheço steampunk já fiquei curiosa para ler essa série.
    E que capa linda.
    Já gostei da protagonista haha solteirona espirituosa, acho que sou eu haha

    Ótima resenha.

    tenha uma ótima quarta.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  5. Oi Denise, como vai?
    Olha eu sou MEGA curioso para ler esse livro porque ele tem um lado steampunk não? E protagonista solteirona? Pode ser algo muito interessante de se ler.

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.