Resenha: Obsidiana - Saga Lux #1

14/12/2015


Começar de novo é uma porcaria. Quando nos mudamos para West Virginia antes do último ano de curso, eu tinha me resignado ao sotaque engraçado, ter conexão de internet ruim e me cansar da vida monótona como uma ostra... Até que eu vi meu vizinho sexy, tão alto e com esses impressionantes olhos verdes. As coisas pareciam estar melhorando. E então ele abriu a boca. Daemon é insuportável e arrogante. Nós não nos damos bem. Nada, nada bem mesmo. Mas quando um estranho me atacou e Daemon congelou o tempo, literalmente, com um movimento de sua mão... Bem, algo aconteceu... Inesperado. 

O sexy alienígena que vive do outro lado da rua. Sim, você ouviu direito. Alien. Acontece que Daemon e sua irmã têm uma galáxia cheia de inimigos que querem roubar suas habilidades, e o toque de Daemon fez com que eu parecesse um daqueles sinais luminosos em Las Vegas. A única maneira de sair dessa viva é ficar colada a Daemon até que minha "luz" extraterrestre se apague. Isso se eu não matar a Daemon antes, claro.

Quando que a Kat, uma típica garota do ensino médio, poderia imaginar que o seu vizinho gostoso não era desse planeta? As suspeitas começaram aos poucos: ficar debaixo d´água por mais de 5 minutos, a rapidez ao se movimentar, uns raios e luzes estranhas que aparecia quando ele estava por perto... Tudo isso deixou uma pulga atrás de sua orelha que foi sanada ao saber a verdade, Daemon é na verdade um alien. Porém, esqueça tudo o que você sabe sobre eles, aqui os aliens são diferentes e a razão por estarem na Terra é bem mais complicada. Complicada também será a convivência de Kat com o Daemon, um cara que parece ter vindo ao mundo apenas para mostrar o pior lado dela. Mas, vocês sabem, a gente só briga por algo que nos importa.

Pela sinopse já dá para perceber que é a Kat quem narra o livro e logo de cara já tive uma identificação com ela, acho que todas as blogueiras vão ter porque ela é blogueira literária. É engraçado ler uma pessoa que faz o que você faz, foi ótimo. A Kat é bem comum, engraçada, um pouco deslocada e boca dura, o que acaba sendo uma das coisas que eu mais gostei, fora ela ser blogueira. A Kat bate de frente com o Daemon o tempo todo, ela revida as suas provocações e isso cria os melhores diálogos. O Daemon é um problema; babaca até a alma, mas encantador. É daqueles que a gente sabe que vai ser problema, mas mesmo assim se envolve e gosta. Uma coisa que não dá para negar é a sua lealdade com a família, ele protege os seus com a vida.

Eu estava louca para ler esse livro por causa da movimentação do fã site da série nas redes sociais. Todo mundo só elogiava e morria por causa do Daemon que eu fiquei supercuriosa. O fato de ser um alien é algo que já sabemos lendo a chamada do livro, então as revelações sobre isso serão sobre o que eles vieram fazer aqui na Terra, seus poderes, inimigos e coisas assim. Não achei que esse universo que a autora criou é complicado e o básico é explicado aqui nesse primeiro. O enredo foca nesse conhecimento que a Kat vai adquirir, e nós também porque estamos vendo a estória pelos olhos dela, e em como funciona as batalhas contra os inimigos. Tem algumas cenas de ação que envolvem os poderes dos aliens e eles fazem muito mais do que outros seres sobrenaturais.

Daemon podia ser, fisicamente, o homem mais perfeito que já vira; seu rosto era algo que qualquer artista daria a vida para poder desenhar, nenhuma luz refletia mal nele. Mas também podia ser o maior imbecil do planeta. 


Se você está pensando em ler Obsidiana só pelo romance sugiro que repense isso. É claro que a Kat e o Daemon vão se envolver, mas isso não acontece nesse primeiro livro. A tensão é grande, eles brigam muito o que não dá espaço para se conhecerem verdadeiramente e um relacionamento acontecer, mas o sentimento existe. Vejo isso como uma jogada da autora para manter os leitores presos a estória, porque é claro que a parte dos aliens é legal e tal, mas eu quero mesmo é saber como os dois vão se entender. Então vou ler pensando nisso, o que espero que não demore muito a acontecer. A irmã do Daemon, Dee, é uma personagem interessante, com um destaque razoável no livro, e que quero conhecer melhor. A expectativa é que ela tenha uma estória paralela ou livro a parte.

Não vou dizer que cai de amores pelo Daemon como a maioria, mas ele tem sim o seu charme. Acho que eu tô meio que sendo como a Kat, com o pé atrás com ele e suas mudanças de humor. Quando você o conhece melhor entende um pouco porque ele é assim, só que ele é tão volúvel que a raiva do cara às vezes é maior do que esse entendimento. A leitura engrena rápido, é gostosa e com um enredo e personagens que você se apega fácil. A primeira batalha com os inimigos dos aliens é terminada nesse primeiro, mas o relacionamento da Kat com o Daemon é travada, o que sugere que nas continuações é que a coisa vai acontecer. Não sei como será a publicação aqui pela Valentina, se anual ou semestral, mas lá fora a série está completa e eu estou louca para ler o segundo.

*Existem contos também entre os livros e a versão do Daemon desse primeiro, mas a editora ainda não disse se vai publica-los ou não. Pasmem, no Good Reads tem um total de 12 'livros', 5 livros oficias e o resto de spin-offs ou cenas extras.

Sabia que o que ele estava prestes a dizer mudaria minha vida para sempre. Uma vez que soubesse o que meu vizinho e sua família eram, não haveria como voltar atrás. Tudo mudaria completamente. Mesmo ciente disso, não podia mais permanecer na ignorância. 


www.seja-cult.comObsidian - Livro 01 Saga Lux # 01
Jennifer L. Armentrout
Editora Valentina: Twitter/Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.