Resenha Hot: Rush sem Limites

28/12/2015


Rush sem limites conta a história de Paixão sem limites sob ponto de vista de Rush. Rush merece sua reputação de bad boy. Com seus carros de luxo e sua mansão de três andares à beira-mar, o filho de um famoso astro do rock tem uma fila de garotas a seus pés. No entanto ele precisa apenas de duas pessoas para ser feliz: seu irmão postiço e melhor amigo Grant e sua meia-irmã Nan. Até que Blaire Wynn chega à cidade em sua velha caminhonete. A beleza angelical da garota do Alabama logo chama a atenção de Rush. 

Mas, por causa de um segredo de família, ele decide manter distância de Blaire. Mesmo que ela precise de sua ajuda. E mesmo que ela lhe desperte sentimentos desconhecidos. Órfã de mãe e abandonada pelo pai, Blaire está sozinha no mundo – porém Rush entende que se aproximar dela pode destruir a vida da irmã, a quem protegeu desde que eram crianças. A relação secreta entre as duas e o ódio que Nan nutre por Blaire são mais do que bons motivos para Rush manter-se afastado. Só que ele não consegue. O desejo fala mais alto. 

Depois do sucesso da trilogia Sem Limites, Abbi Glines leva os leitores de volta ao início dessa história de amor. Em Rush sem limites, você entrará na mente do bad boy que já conquistou milhões de fãs mundo afora.

Rush sem Limites vai ser o Rush narrando os acontecimentos de Amor sem Limites, o primeiro livro da série Rosemary Beach. Já que no segundo temos ele narrando também, a autora deve ter pensado que seria interessante a gente conhecer o Rush do primeiro livro. Para quem não se lembra, nesse primeiro a Blaire e o Rush se conhecem e existe um segredo envolvendo o pai dela. Acontece que esse segredo também envolve o Rush e está ligado ao que acontece no fim do primeiro livro, o grande gancho para o segundo. Além disso, vamos saber um pouco mais sobre ele antes da Blaire, já que ele relembra algumas coisas que não saberíamos pelos olhos da protagonista.

Para quem leu os livros anteriores sabe como é o Rush pelos olhos da Blaire, aqui será a personalidade dele aparecendo mais e os seus sentimentos. É claro que ele narrando em outro livro dá para perceber algo, mas aqui é o livro todo na cabeça dele. Eu tinha uma impressão diferente do Rush antes desse livro e como falarei mais para frente, digamos que eu estava errada em relação a ele. Sobre as cenas de sexo eu não peguei o primeiro livro para comparar e saber se são exatamente as mesmas, mas pelo que eu me lembro sim. Então, fica o aviso se até agora não perceberam isso, essa série tem sexo descritivo e com um linguajar específico, para não dizer vulgar.


Eu senti nesse livro algo que venho sentindo a um tempo com essa série, que o fôlego da autora está acabando. O que eu quero dizer com isso? O enredo tem se tornado repetitivo e os personagens já não despertam mais aquele entusiasmo. Não sei se outras pessoas também estão sentindo isso, mas para mim, a autora se empolga em contar uma nova estória só que não prepara ela da melhor forma possível e acaba que 180 pgs se tornaram mil. O livro não andava e a quantidade de sexo, que antes não me incomodava, aqui me incomodou. Esse recurso foi usado não para complementar o enredo, mas para ser o centro, para encher páginas. Eu não sei, acredito que eu tenha lido no momento errado, vinha de outros do mesmo gênero, melhores, e esperei nesse algo que não tinha.

Tenho mais um livro da autora para ler, com um personagem que eu gosto, o Grent, e espero que a leitura seja melhor. Tô até dando um tempo para respirar algo diferente e depois engatar nela. O sexo e a repetição eu até posso relevar, mas o ponto que menos gostei foi que o Rush, antes um cara que eu curtia muito, ficou bizarro. A autora colocou ele com ares de obsessivo, completamente dependente, sem aquele porte de durão. Não vou escrever o que ele realmente virou, porém espero que vocês tenham entendido. O fato é, o Rush é um cara escrito por uma mulher; aquele que muitas de nós sonha em encontrar, mas que na realidade não existe. E como o segundo é narrado sobre os dois pontos de vista, a autora não deve voltar com ele narrando. O que para mim é um alivio.

www.seja-cult.comRush Sem Limites (Rosemary Beach #6) - Sem Limites #4
Abbi Glines
Editora Arqueiro: Twitter/Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.