Cine Cult: Ricki and The Flash - De Volta pra Casa

02/09/2015

Ricki and The Flash - De Volta pra Casa | Nota ★★★★★ (Excelente)
Estreia: 03 de Setembro de 2015
Texto: Lucas Simões | Revisão: Kamila Wozniak


O nome dessa banda nos sugere que o membro principal da mesma possivelmente é um homem, Ricki, e uma verdade triste reside nisso. Se o nome da banda fosse Linda and The Flash, existe muita chance de só por isso, grande parte das pessoas que souberem da banda perderem o interesse na mesma. É uma pena, pois Ricki é interpretada por ninguém menos que Meryl Streep. A banda faz a noite de um singelo bar da Califórnia, como verdadeiros rockstars, amados e celebrados, como uma família. Ricki no entanto possui um passado, uma família que abandonou para poder viver esse seu sonho pessoal plenamente e agora a família a chama para retornar, precisam dela, enquanto mãe. Sua filha Julie (Mamie Gummer) está totalmente arrasada após ser abandonada pelo marido, experiência que pode ter sido agravada pelo fato de ela ter sido abandonada pela própria mãe enquanto criança.

Ricki fora chamada pelo ex-marido Pete (Kevin Kline), desesperado e sem opções, depois que a Julie tentou se suicidar. A presença de Ricki preenche esse vazio primordial de abandono e ameniza o abandono do marido de Julie, Max, ou seja, Julie não é o problema, as pessoas não se afastam dela por causa dela. Ricki consegue se comunicar com a filha, que nunca deixou de amar a mãe, só não a entende, e elas e Pete conseguem ter bons momentos juntos. Entretanto quando a esposa de Pete, Maureen (Audra McDonald), volta de viagem Ricki sente novamente todo o ressentimento que a fez se afastar por perseguir seu sonho. Ela descobre na sua estadia em Indianápolis (onde sua família vive) que seus outros dois filhos, Josh (Sebastian Stan) e Adam (Nick Westrate), também mudaram bastante.


Adam é homossexual e ressente muito sua mãe, possivelmente por não ter tido o apoio dela durante essa fase de auto-descoberta. Josh está noivo mas não pretendia convidar Ricki para o casamento, não porque não gostaria mas porque quando Julie se casou e a convidou, ela não foi. Ricki não recebe muito bem as críticas a respeito de suas ações, sente-se incomodada e só consegue pensar que ninguém respeita a escolha que ela fez e todos a odeiam. Maureen se sente mal pela maneira como as duas conversaram sobre o passado, conversa que acabou virando briga, e convida Ricki para o casamento de Josh. O resto vai saber quem assistir.

Diablo Cody, a roteirista, possui uma preferência por personagens femininas e que possuem uma provável relação de semelhança com a própria escritora em algum nível. Tanto Juno (2007) quanto Jovens Adultos (2011) também abordam protagonistas femininas que se encontram à deriva nessa estrada do sucesso da vida. É engraçado observar também que as protagonistas envelhecem em seus filmes de uma maneira cronológica, a adolescente em Juno, uma mulher mais madura em Garota Infernal (2009), uma mulher adulta em Jovens Adultos e por fim uma mulher madura em Ricki and The Flash.


Seus filmes geralmente fazem comentários acerca da situação das personagens, e do fato que existe uma diferença grande por acontecer com uma mulher, coisa que se fosse com um homem teria um outro tratamento. O roteiro é muito bem amarrado, apresentando motivações realistas para cada personagem, para cada diálogo, cada ação. Consegue criar ótimos momentos de comédia, de tensão, de emoção, tornando a experiência do filme um prato cheio. O gênero é drama, e não se perde do drama em momento algum, mesmo nos momentos de comédia, o tom se mantém sóbrio, real, e nos momentos de emoção não vira aquele dramalhão horroroso. Possui uma bela reflexão sobre os sonhos, o abandono, o perdão, o amor, o fato que as coisas nunca se perdem por completo, nada é definitivo, sempre há esperança.

Um filme poderoso e sensível. Vale o ingresso.



2 comentários:

  1. Amo a diva Meryl <3 e não vejo a hora de assistir esse filme
    Beijos
    http://balaiodebabados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Assisti ao trailer ontem e achei bem convidativo. Gostei de saber sua opinião, fiquei ainda mais curiosa. Além disso, a Meryl é incrível!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.