Resenha: Sangue Mágico - Kate Daniels #1

01/04/2015


Se não fosse pela magia, Atlanta seria uma boa cidade para viver. No momento em que a magia domina, os carros param e as armas falham. Quando a tecnologia assume, os feitiços de proteção já não protegem sua casa dos monstros. Aqui, os arranha-céus são derrubados pelo ataque da magia; homens-lobo e homens-hiena rondam as ruas arruinadas; e os Mestres dos Mortos, necromantes impulsionados pela fome de poder, comandam vampiros com suas mentes. 

Neste mundo, vive Kate Daniels. Kate gosta um um pouco demais de usar a sua espada e tem dificuldade de ficar calada. A magia em seu sangue a torna um alvo, e ela passa a maior parte da vida se escondendo no meio da multidão. Mas quando o guardião de Kate é assassinado, ela deve optar entre não fazer nada e manter-se segura… ou perseguir o assassino sobrenatural. Esconder-se é fácil, mas a escolha certa nunca o é... 

No mundo de Kate Daniels a magia existe. E não só no sentido de fazer feitiços como também no sentido de que tudo é possível. Criaturas misturadas com humanos, mortos-vivos, lobisomens e por ai vai. Nesse mundo a Kate é uma mercenária, é paga para matar coisas e recebe por isso. Só que ela esconde um segredo, o seu sangue é mágico e valioso. Quando seu mentor, Greg, é morto, Kate toma a frente para desvendar esse mistério, mas sua vida corre perigo, já que ela precisa o tempo todo esconder o quão importante o seu sangue é. Tentando desvendar esse mistério, Kate se verá envolta em vários mundos e um deles chamará a sua atenção e trará proteção a ela, o de Curran, líder das feras.

O livro é narrado em primeira pessoa pela Kate, que dá nome a série. A personalidade dela é forte, mas ela não é aquele tipo de personagem badass, arrogante e que se acha. Ela tem os seus momentos de força e tem aqueles normais de fraqueza e repensar as suas decisões. A Kate é humana e muito real. Ler a estória pelo ponto de vista dela foi até certo ponto engraçado porque ela não se leva tão a sério e gosto de personagens assim. Existem outros personagens, secundários, que fazem parte da narrativa, mas não são tão importantes, pelo menos nesse começo de série. Destaco apenas o Curran, líder das feras. Ele é o que aparece mais e sugere um envolvimento com a Kate.


Falei sobre envolvimento no outro paragrafo, mas já deixo claro que o livro não tem romance, no sentido romântico da coisa. Sangue Mágico é um livro que foca totalmente na Kate e na descoberta do assassinato do seu mentor. Claro que um flerte aqui e outro ali aparece, mas como disse, isso não tem uma grande relevância. Além de ser focado no assassinato, o livro não se parece com o primeiro de séries, aquele que introduz conceitos, apresenta todos os personagens e coloca as cartas na mesa. Ele tem esse mote do assassinato e fica nisso. Ação também faz parte do enredo, e muito diga-se de passagem. E não é ação pouco descritiva não, são boas páginas narrando as lutas de Kate.

A vida inteira fui ensinada a ficar longe do caminho dos poderosos. Não chame a atenção para si mesma. Não se mostre. Proteja o seu sangue, pois ele a trairá. 

O único ponto que me incomodou nesse livro e que por isso não dei 5 estrelas para ele no skoob, é que fiquei confusa em muitas partes do enredo. Como disse, esse não é um livro que introduz a série, ele já pressupõe que você saiba de muita coisa quando esse foi o meu primeiro contato com a narrativa. Os autores, que na verdade é um casal, já narram a sua estória de uma forma direta e pouco explicativa e pesquisando sobre o o livro, vi que tem um conto antes desse primeiro livro. Não sei se nele a magia é apresentada, como que o nosso mundo se tornou o mundo em que a Kate vive e que criaturas tão incomuns existem, mas nesse eu senti muita falta disso, de uma introdução para esse novo universo. O pior, ou melhor dependendo do ponto de vista, é que não descobrimos o segredo por trás do sangue da Kate, curiosidade ligada no máximo.


O que me assusta um pouco em Sangue Mágico é que a série dele é imensa. São 10 livros, contos (eu parei de contar no 10), várias novelas e pontos de vista do Curran, esse personagem que eu falei que agora tem um destaque ameno, mas que parece se tornar mais importante no futuro. Acompanhar essa série vai exigir que os autores tenham muitas ideias boas para não fazer com que as pessoas não percam o interesse e parem de ler. E outra, ainda não sei se a Saída de Emergência vai lançar todo esse conteúdo extra que a principio é importante para a estória. Sangue Mágico foi uma leitura muito boa, que embora não tenha algo que eu adoro em livros, romance, compensou pela protagonista forte e pelas possibilidades que a série oferece. Mesmo assustada com a quantidade de livros, vou acompanhar sim.

Era perigoso demais conhecer Curran. Ele era poderoso, imprevisível e, o pior de tudo, possuía a capacidade inata de me enfurecer e tirar do sério.

www.seja-cult.com
Sangue Mágico Kate Daniels # 01
Ilona Andrews
Saída de Emergência Brasil: Twitter/Facebook

3 comentários:

  1. Oi Denise tudo bem? Eu adorei a premissa do livro de verdade mas algo me deixa com o pé atras, como tu disse o fato de ser uma série muito longa me intimida um pouco e também o fato da editora não trazer todo o conteúdo, isso me preocupa, por que não existe nada pior para o leitor =/

    De qualquer forma parabéns pela resenha, como sempre muito clara!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  2. Oi, Denise!

    Gostei da premissa e por ter uma personagem forte, com senso de humor e cativante. Fiquei levemente desanimada com a falta de informações que você citou e pela quantidade de livros, pois, às vezes, a história se perde e o nosso interesse vai por água abaixo.
    Dica anotada!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Estou namorando esse livro desde que anunciaram, já tínhamos visto em inglês, e muitas meninas recomendavam e tal, mas e a preguiça de ler inglês ??? huhu

    Muitas editoras não compram os contos que vem nas séries, alguns são realmente necessários, para entender a historia a seguir, mas não temos isso no BR, com exceção de alguns poucos.

    Essa série tem o 0,5, acho que essa parte que você ficou perdida possa ter sido explicada nesse conto. Vou dar uma olhada nele em inglês antes de ler então!

    =)

    BJoks
    Every Little Book

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.