Resenha: O pequeno Príncipe

06/03/2015


O Pequeno Príncipe - Um rei pensava que todos eram seus súditos, apesar de não haver ninguém por perto. Um homem de negócios se dizia muito sério e ocupado, mas não tinha tempo para sonhar. Um bêbado bebia para esquecer a vergonha que sentia por beber. Um geógrafo se dizia sábio mas não sabia nada da geografia do seu próprio país. 

Assim, cada personagem mostra o quanto as “pessoas grandes” se preocupam com coisas inúteis e não dão valor ao que merece. Isso tudo pode ser traduzido por uma frase da raposa, personagem que ensina ao menino de cabelos dourados o segredo do amor: “Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos”.

Eu preciso confessar uma coisa para vocês, essa é a primeira vez que eu leio O pequeno Príncipe. Pois é, eu já tive outras edições desse clássico, mas acabei não lendo, então as minhas impressões são de uma adulta olhando pela primeira vez esse que é um dos livros infantis mais importantes já escritos. Ele conta a estória de um aviador que cai no meio do deserto do Saara e encontra um garotinho chamado de Pequeno Príncipe. Em um período de alguns dias, enquanto tenta consertar seu avião, o aviador conhece mais o garotinho, o planeta de onde veio e a viagem que ele faz para chegar a Terra. Esse conhecimento envolve não só o garoto como também o próprio aviador que se vê refém da sabedoria dele.

Do jeito que o livro é narrado, pelo aviador, dá para perceber que a estória é na verdade as memórias dele, desse tempo que ele passou no Saara. E por ser uma narrativa que foca mais nas reflexões do que nos personagens, não dá para pegar muito sobre como é a personalidade deles. Do príncipe até que conseguimos, ele é sábio e curioso, um menino loiro que sabemos exatamente de onde vem, só que de um planeta distante. O aviador é um homem adulto, que guarda magoas de algumas coisas que os adultos fizeram a ele quando criança, mas é apresentado apenas isso. Os outros personagens do livro são animais e alguns adultos que estão ali para passar lições e ensinamentos importantes.


No fim do livro tem um estudo da obra e vida do autor que ajuda muito a entendermos O pequeno Príncipe. Esse livro é baseado em acontecimentos da vida do Antoine, que foi apaixonado pela aviação e sofreu um acidente no deserto do Saara. Então o aviador do livro é ele, e o livro na verdade é uma junção das memórias do acidente e de sua vida. Esse estudo fala o que a rosa representa, a raposa, a quem o livro foi destinado e eu achei esse estudo muito interessante e importante de vir junto com o livro. Ele elucida o que o autor quis passar e nos aproxima dele. A morte do Antoine foi algo que me chamou a atenção. Como não poderia deixar de ser, ele estava voando em 1944 quando foi abatido e seu avião caiu no Mediterrâneo, só que só foram descobrir isso quase 40 anos depois e apenas em 2004 encontraram os destroços do avião dele.

Sobre a estória. Eu tenho quase certeza que teria amado ler esse livro quando criança, e as impressões seriam totalmente diferentes das que tenho agora, logicamente. É um livro que eu vejo com o único propósito de passar reflexões para quando você for adulto, para que quando você crescer dê a devida atenção e importância ao que realmente vale a pena. Acredito que o encantamento que faz desse livro tão lido e amado até hoje, é que sendo criança você vai amar as ilustrações e o jeito simples dos personagens, principalmente do príncipe, e sendo adulto, você consegue ler nas entrelinhas e pensar na sua vida, se você é ou não o adulto que o autor e o príncipe falam para você não ser.


Falando um pouquinho sobre a edição da Geração. A editora relançou o livro com uma nova tradução e em dois formatos, pocket e luxo. A edição luxo é de capa dura e branca e a pocket é a azul. A edição que eu recebi foi a luxo, linda e cheia de detalhes que tornaram essa edição primorosa. Todas as paginas são trabalhadas e mudam de cor e desenho, fonte e papel, têm as ilustrações do autor e como disse antes, um pouco sobre quem foi o Antoine e o que mais ele escreveu. A questão da tradução em relação a editora é sempre um assunto tenso, mas eu não vi problema algum em relação a isso. Vi apenas um trabalho muito bem feito e bonito e que não está sendo cobrado tão alto quanto possa parecer pela qualidade. Não sei se vocês vão conseguir ver pelas fotos, e me desculpem pela qualidade delas, mas o príncipe da capa é em 3D.

A leitura de O pequeno Príncipe foi bem rápida, o livro é curto e a estória flui. A fonte grande e o texto com ilustrações fazem a leitura voar ainda mais. Não sei muito bem o que esperava desse livro, claro que já conhecia a maioria das famosas citações e tenho meu quarto decorado com essa temática, mas fiquei surpresa com as nuances por trás da estória e ainda mais pela vida do autor. Eu achava que o foco do livro seria totalmente infantil e eu teria dificuldades em extrair alguma coisa, somente as citações, mas não, as mensagens e reflexões que estão em O pequeno Príncipe também são para os adultos, é só saber ler que elas estão lá.

*Fotos do livro*












O Pequeno Príncipe
Antoine de Saint-Exupéry
Geração Editorial: Twitter/Fecbook
www.seja-cult.com

2 comentários:

  1. Olha primeiramente tenho que confessar que gostei bastante da sua resenha.
    Solicitei o livro também do Pequeno Principe, mas eu peguei o pocket, porque o espaço aqui em casa está bastante triste (risos)
    Mas mesmo assim tenho visto muitas imagens do livro edição de luxo e tanho gostado bastante.
    É lindo mesmo. Agora espero que a história seja tão boa. Espero conferir logo, porque quem vai resenha-lo em meu blog é minha resenhista, mas mesmo assim terei o livro em mãos em breve. Estou aguardando xD Enfim...

    Beijinhos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-selecao.html

    ResponderExcluir
  2. Dizem que o Pequeno Príncipe foi escrito mais para os adultos do que para crianças. Essa edição ta maravilhosa, adorei. Preciso comprar, porque li quando era muito nova e não entendi muito bem as nuances do livro, agora quero ler mais velha haha.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.