Resenha: Longa e Fatal Caçada Amorosa

09/03/2015


Longa e Fatal Caçada Amorosa - Conta a história de uma jovem que habita uma distante ilha da costa britânica .Educada pelo avô cruel. Em uma noite surge o misterioso Philip, com quase o dobro da sua idade. Ao invés de alcançar a tão sonhada liberdade, ela se enreda em uma teia de intriga crueldade e enganos que penetra fundo no estranho passado do homem que ela deve chamar de marido. É uma narrativa envolvente sobre o desejo e a traição.

A estória tem início com Rosamund (Rosa), uma jovem que vive numa ilha com o avô doente e rabugento, sem amigos com quem conversar. Todavia, num belo dia de tempestade (ironia ou não), Phillip Tempest, um velho conhecido de seu avô, acaba indo visitá-los e em meio a conversas e mais conversas, ambos acabam se apaixonando. Então Tempest faz uma aposta com o avô da moça e ganha, levando-a como seu prêmio.

Apesar de ansiar a liberdade, Rosa não aceita ser amante dele, pois tem suas convicções. Em seu último dia na ilha, Tempest a engana convidando-a para um passeio, mas na verdade ele a pede em casamento e, claro, ela aceita, feliz por ter conseguido conquistar seu coração, mal sabendo que a partir daí começariam seus verdadeiros problemas.

Ao longo da narrativa, Rosamund vai descobrindo segredos sobre o esposo e, tendo uma verdadeira noção de seu caráter, percebendo que Tempest é pior do que ela imaginara, decide fugir. Desse modo, começa a caçada “amorosa”, onde Rosa tenta escapar de Tempest e do amor que carrega em seu coração, mesmo sabendo de sua índole, e Tempest buscando sempre trazê-la de volta para si.

Ela nunca fora cega ao fato de que Tempest não era nenhum santo, mas como qualquer mulher, esperava salvá-lo por meio do amor. 


Rosamund é uma personagem determinada, convicta, sem traços de submissão das moças da época, muito desafiadora e ousada, considerando que foi escrito no século XIX, sua personalidade certamente causaria escândalo. Já Tempest é um personagem complexo, há momentos em que você consegue sentir o amor obstinado que ele tem por Rosa, mas também há momentos em que você sente verdadeiramente a maldade que ele carrega consigo.

Sobre esse romance, eu diria que Louisa May Alcott juntou alguns elementos de Jane Eyre, como sua força, resistência e convicções (e algumas situações também), e Morro dos Ventos Uivantes, o gótico, os sentimentos tempestuosos como o amor visto de forma obsessiva (desculpem-me, mas é dessa forma que eu vejo o amor de Cathy e Heatcliff). Quem já leu, ou quem for ler, verá que há muitas semelhanças entre as obras.

Eu faria qualquer coisa que fosse correta, sacrificaria tudo, menos meus princípios […].

Há uma curiosidade sobre esse livro que gostaria de compartilhar. Quando Louisa May Alcott retornou da Europa (talvez daí tenha surgido a influência), como ainda não havia resolvido seus problemas financeiros, teve de escrever um romance para se estabelecer. Apresentou seu trabalho ao editor que, chocado, recusou-se a publicá-lo. Louisa, então, reduziu os capítulos e fez algumas modificações, sugeriu que a publicassem com pseudônimo masculino, ainda assim, pelo teor da história, o original não foi aceito para publicação e só foi encontrado muitos anos depois por um colecionador de suas obras.

Apesar de eu ter gostado muito da obra, pois essa é outra faceta da Louisa que eu nem imaginava que pudesse existir, essa não é uma leitura que eu indicaria para qualquer um. Se você for uma pessoa sensível, esse livro certamente irá cortar seu coração. Todavia, insisto que vale a pena ser lido, pois é uma narrativa fantástica, cheia de surpresas e sentimentos, personagens maravilhosos vão surgindo ao longo da história, suavizando o tema e fazendo com que a leitura flua.

[…] A dúvida e a reprovação matam o amor, e um dia você descobrirá que, para obter um breve momento de alegria, perdeu a paz para sempre.

Tudo é possível para Deus, mas devemos ajudar a nós mesmos, se queremos que Ele nos ajude.

https://www.facebook.com/literaturadeepoca?fref=ts
Longa e Fatal Caçada Amorosa
Louisa May Alcott
Editora BestSeller

2 comentários:

  1. Oi, Naiara! Tudo bem?
    Poxa, adorei a sua resenha. Eu não sou tão sensível assim, apesar de um dia já ter sido, então acho que toparia ler esse livro, mesmo porque eu adoro livros históricos com personagens femininas ousadas e destemidas.

    Um abraço!
    Boa semana.

    Blog || FanPage

    ResponderExcluir
  2. Oi Naiara,
    Ainda não conhecia o livro, mas fiquei curiosa para conhecer melhor os personagens e o relacionamento deles, então talvez no futuro eu me arrisque a lê-lo.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.