Resenha Hot: True - True #1

18/02/2015


True - Quando as colegas de quarto de Rory descobrem que a tímida e estudiosa garota nunca passou uma noite com um homem, decidem que vão ajudá-la a perder a virgindade contratando o confiante e tatuado Tyler para fazer o serviço, porém sem o conhecimento dela. Tyler sabe que não é bom o bastante para Rory. Ela é brilhante, enquanto ele está lutando para se formar na faculdade e conseguir um emprego, para, então, poder tirar seus irmãos mais novos da mãe drogada. Mas ele acaba aceitando a proposta, pelo menos como uma oportunidade de conhecer Rory melhor. Há algo nela que o intriga e o faz querer ficar por perto — mesmo sabendo que não deveria. 

Divididos entre o bom senso e o desejo, os dois se veem envolvidos em uma relação apaixonada. Mas, quando a família desajustada de Tyler ameaça destruir seu futuro — assim como o dela —, Rory precisa decidir se vai cortar os laços com o perigoso mundo do namorado ou se vai seguir seu coração, não importa o preço a pagar. 

Rory e Tyler tinham tudo para não serem um casal. Ela é na dela, ainda descobrindo quem é o seu lugar nas posições sociais. Ele é um pegador, um cara que tem uma bagagem gigantesca e quer não quer dividir isso com ninguém. Mas quando as amigas de Rory descobrem que ela é virgem, decidem pagar para o Tyler resolver esse problema. A azaração começa com a Rory não entendendo muito bem como um cara como o Tyler poderia se interessar por ela. Só que o que começa como uma coisa passageira, se torna algo mais. Rory descobre fatos sobre o Tyler que a fazem ficar divida entre se afastar e ou mergulhar de vez nessa relação.

Quem narra o livro é a Rory, a virgem em questão. Ela é uma menina tímida, que nunca namorou e que não tem contato com os homens. Conhecemos essas características de outros carnavais. O que eu gostei na personagem foi que ela quer ser legista e odeia literatura, isso acabou sendo engraçado, ela expor as razões de não gostar de livros. O Tyler já gosta de literatura e ajuda a Rory a estudar essa matéria. Ele também é um clichê, mas como a autora detalhou a vida dele é complicado. A mãe é drogada, um dos irmãos tem Síndrome de Down e o outro problemas psicológicos. Ele tem uma vida difícil e se equilibra como pode, mas a verdade é que ele não tem tantas perspectivas de se dar bem na vida.

... às vezes a gente só vê o que quer. A gente torna as pessoas melhores do que elas realmente são na nossa cabeça.


Esse livro me lembrou muito Perdendo-me da Cora Carmak e um outro que não posso comentar por ser spoiler do final, porque ambos possuem esse mote de perder a virgindade a qualquer preço com dinheiro envolvido. Eu sempre vejo como estranho o assunto virgindade ser tratado com tanta banalidade em alguns livros, como se fosse uma marca de perdedora ou coisas do tipo em quem é virgem. Não querendo passar um sermão, mas é que eu espero que os amigos sejam mais compreensivos e não pressionem as protagonistas a fazer esse tipo de coisa. Para algumas pessoas isso é importante e para outras não, mas o fato é que você deveria se sentir confortável para fazer isso quando quisesse e não como uma forma de ser aceita, enfim.

Uma coisa que eu acho que foi mal planejada é avisar sobre o pagamento logo na sinopse. Isso para mim meio que matou o livro, pois não temos um grande conflito, que poderia ter sido isso. Quando começamos a ler já sabemos que o Tyler foi pago para tirar a virgindade da Rory e aguardamos para saber como que ela vai lidar com isso, o que acaba acontecendo antes da metade. Só que as coisas são muito calma, tranquilas, não tem uma grande descoberta ou reviravolta. Na verdade tem um fato que acontece no final que agita um pouco as coisas, mas nada muito elaborado ou grandioso. Apagar isso da sinopse poderia dar um mistério a mais.

Você me conquistou no minuto em que te vi pela primeira vez e ouvi você dizer pro cara ao lado que você estudava medicina e que o filme A centopeia humana é fisicamente impossível.


Classifiquei True como um romance hot, mas gente, o livro está mais para um sensual do que hot. Ele tem várias palavras de baixo calão e insinuações de sexo, mas o ato em si é no máximo duas cenas. E essas duas cenas não são nem detalhadas, o que é ótimo para pessoas que gostam de romance com uma pitada de sensualidade, mas nada explicito. Sobre o romance do casal, por mais que a Rory seja insegura e inexperiente, ela combinou bem com o Tyler, que é completamente o oposto dela. Os dois tem química, apesar de virem de mundos diferentes. O que ficou legal foi exatamente isso, como um ajuda o outro e acaba se complementando. 

True é um livro muito direto, curto, que não te enrola e que não tem o envolvimento logo de cara. Os protagonistas já se conhecem antes de a estória começar, então é um relacionamento que acontece aos poucos. Eu fiquei um pouco decepcionada com o final, achei que a autora poderia ter explicado melhor como o Tyler ia se virar depois de um acontecimento e como a família dele ficaria. Não sei se nos próximos livros esses personagens voltam, mas ficou faltando isso. O engraçado é que o nome da série faz uma referencia direta ao Tyler, mas serão as amigas da Rory que serão as protagonistas dos próximos. Até agora é uma série com quatro que eu pretendo ler, só que sem muitas expectativas.

Ser solitária era muito egoísta e, se você nunca se doa, nunca recebe em troca. O risco de se magoar é maior quando a gente sai para o mundo, mas valia a pena.


True - True # 1
Erin McCarthy
Verus Editora: Twitter/Facebook

2 comentários:

  1. Não sei se leria o livro. Não gosto de livros Hot que tenha palavras de baixo calão, acho que empobrece a obra. Enfim...a capa é fofas, mas como voce mesmo falou, todo o enredo me parece clichê demais.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Essa é a primeira resenha que leio deste livro, apesar de já ter visto várias pessoas o lendo. Ele parece ser bem clichê sim, apesar dos problemas familiares do Tyler. Não é uma leitura que estou procurando no momento, mas vou ficar de olho no lançamento da continuação da série para ver se me animo rs.
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.