Resenha: Felizes para Sempre - Quarteto das Noivas #4

04/02/2015


Em Felizes para sempre, último livro da série Quarteto de Noivas, você vai descobrir que o amor não avisa que está a caminho e, quando chega, vira seu mundo de cabeça para baixo. Parker Brown sabe que subir ao altar é um dos momentos mais extraordinários na vida de um casal. Por isso ela administra a Votos a bem-sucedida empresa de organização de casamentos que fundou com suas três melhores amigas com pulso firme e muita dedicação. Seu dia de trabalho começa cedo às vezes de madrugada, quando alguma noiva ansiosa lhe telefona aos prantos. Mas ela não se importa. Cada vez que ajuda uma mulher a escolher o vestido perfeito para o grande dia ou vê o sorriso nervoso e feliz de um noivo no altar, ela sente que está dando sua contribuição para uma história igual à de seus pais. 

Porém a rica, linda e inteligente Parker também quer ser feliz no amor. Só que, em vez do intelectual sensível que sempre esteve em seus planos, parece que o destino lhe reservou uma surpresa. Malcolm Kavanaugh é um mecânico de automóveis e ex-dublê de filmes de ação. Amigo do irmão de Parker, ele não tem vergonha de elogiar as belas pernas da moça e, com suas mãos ásperas, faz com que a empresária certinha e controladora simplesmente perca o chão. Agora eles vão descobrir que, mesmo com suas diferenças, podem completar um ao outro. E quem disse que o príncipe encantado não pode chegar numa Harley-Davidson?

Das quatro mulheres que fazem parte da Votos, cabe a Parker manter tudo funcionando. E ela quem lida com as noivas malucas e descontroladas, organiza os horários, ensaios, faz pequenos reparos... cuida de tudo. E sendo tão eficiente no trabalho é normal que não sobre tempo para a vida sentimental, mas tem um amigo do irmão que vem mexendo com ela, o mecânico Malcolm. Mal gosta de Parker e suas pernas desde quando ele a viu na sua oficina. Ele quer se aproximar, mas sabe que tem que fazer isso cuidadosamente ou corre o risco de afastar essa mulher que exala controle. Aos poucos ele penetra na barreira dela e um romance bem improvável começa, com a Parker tentando entender como esse cara diferente dos outros a atrai.

O livro é sobre a Parker e o Mal, e como os anteriores, narrado em terceira pessoa acompanhando os dois. A Parker é a administradora da Votos, e como principal característica está o controle e a organização. Ela mantêm tudo funcionado e por isso acaba passando isso para a vida sentimental, o controle. Não é do feitio dela mergulhar de cabeça numa relação, mas o Mal acaba mexendo com ela nesse sentido. Ele é um homem tranquilo e decido, e desde o momento que viu a Parker gostou dela e foi calmamente ao ataque, pois sabia que ela poderia se assustar. O controle que ela tem ele também tem e usa isso para conquista-la. Só que o Mal tem algumas ressalvas em relação a sentimentos pelo que aconteceu com seu passado.


Eu estava muito empolgada para ler esse livro, e como comentei com vocês nas resenhas passadas, essa empolgação se dava por achar os dois livros do meio repetitivos. Como os protagonistas daqueles livros já se conheciam, a estória tendia a ser parecida, mas como o primeiro e esse não, o casal não se conhecia. Com Felizes para sempre acontece uma pequena diferença em relação ao primeiro, porque o casal se conhece nos livros anteriores. Então começamos a ler esse sabendo que o Mal será o par da Parker, já que nos outros livros a coisa já vinha rolando, por isso ler na ordem é importante. Essa questão deles serem desconhecidos/conhecidos, espero que não tenha ficado confuso, é que o Mal e a Parker se gostam durante a série e não antes como aconteceu com a Emma e a Laurel.

O casal... foi engraçado porque os dois tem uma personalidade parecida e diferente ao mesmo tempo. Ambos passam a imagem de força de 'sou uma ilha, não preciso de ninguém', mas os dois, no fundo, querem alguém para caminhar junto. No caso do Mal a coisa é mais complicada já que ele foi vitima de abuso e tem outros problemas por trás, mas no jeito dele percebemos que é só ser a pessoa certa que ele se entrega. O Mal, de todos os quatro caras, foi o único que mais me passou a impressão de ser real, um homem de verdade. Acho que por ele ser mais sóbrio, sem um toque feminino, tive essa sensação. Os outros parecem ter sido, em quase todos os momentos, criados por uma mulher.


O romance entre os dois funcionou bem, com cada um cedendo um pouquinho. Era de se esperar que com dois cabeças dura, o envolvimento fosse ser mais devagar. De certa forma foi, mas eles combinam, têm química e as cenas mais sensuais foram como nos outros livros, dando a impressão do que está acontecendo, mas sem dar muitos detalhes. A Nora foi muito sutil nesse sentido e não se perdeu em nenhum momento. A série são romances, então tem a estória de amor, um pouco de drama, diversão, família e aquela pitada de sensualidade que a gente gosta e que faz parte de ser um casal. Sem contar que a parte da Votos foi mantida em todos, ela não esqueceu de também manter esse aspecto da narrativa, que foi interessante para mim.

Ao terminar de ler Felizes para sempre tive a certeza que o meu livro preferido e casal foi o do primeiro, o Carter com a Mac. E eu acho que a autora também tem um xodó por eles porque dos quatro, esse foi o único casamento que ela descreveu. Ah foi muito lindo! Não sei se ainda terá algum conto comentando sobre esses outros casamentos, já que eles não foram citados nesse, mas eu fiquei curiosa para ler, até porque, alguns detalhes foram revelados como vestido e flores. Felizes para sempre vem em segundo na minha predileção pelo casal, achei boa a combinação dos dois e com um personagem masculino mais real. No todo eu recomendo muito a série, foi gostoso de ler, divertido e olha, a vontade de casar não me largou em nenhum momento enquanto estava lendo. Então agora e só encontrar o cara perfeito.

Felizes Para Sempre - Quarteto de Noivas # 04
Nora Roberts
Editora Arqueiro: Twitter/Facebook


7 comentários:

  1. Oi Denise,
    Acho que romances envolvendo mecânicos não me atrem muito hahahaha
    Eu morava do lado de uma oficina, então qualquer fantasia acabou pra mim hahahahahahahahaha

    Mas gosto das resenhas que você faz dessa série e quero ler! E esse emprego que elas têm, eu também dispensaria, imagina os bafões? sos

    bjs e tenha uma ótima quinta
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Esse livro chegou para mim ontem e já estou ansiosa para ler!
    Adoro romances assim gostosos e divertidos!!!
    Adorei a resenha, fiquei ainda mais curiosa *-* rs

    Beeeeijos
    http://cupcakedeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá Denise,

    Leio sempre resenha positivas dessa série e a sua não foi diferente, não é muito meu estilo, mas vejo que tem muita qualidade, ótima resenha....abraço.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Denise!

    Também tenho um amor por essa série. Foi meu primeiro contato com a Nora Roberts e gostei bastante. Ainda não li "Felizes para sempre", mas não vejo a hora. O ambiente na Votos é tão acolhedor e cativante, difícil não gostar. Mac e Carter também são o meu casal favorito!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu fiquei muito curiosa para ler esse livro, adorei ela se deixar envolver por um tipo de cara que ela não entende.
    Bjs

    http://achadosdamila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Denise!
    Ainda não li nenhum livro dessa autora, mas vejo as pessoas falarem muito inclusive dessa série. Gostei da resenha.
    Como terminei um noivado recentemente vou dá um tempo para ler, mas gostei da história.

    Bjo

    www.blogandolinhas.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.