Lançamentos da editora Pandorga + Nova autora

18/02/2015

A editora Pandorga está lançando quatro livros por agora. O primeiro deles A escuridão Escrita, uma coletânea de contos do autor H. R. de Oliveira e o segundo é Sob Julgamento de Denia Dutra.


A escuridão Escrita: Alguém um dia disse: a escuridão é a ausência de luz. Certo: Sim. Errado? Também. O livro deixa claro que o escuro é bem mais que a falta de luz. Flores, cadáveres, morte, esquartejamento, podridão, marinheiros, esposas que morrem, maridos que não voltam. Estes são apenas alguns dos temas que interligam as histórias de A Escuridão Escrita. H. R. de Oliveira descreve mazelas da alma humana de forma visceral, concisa, sublime melancólica, quase poética, onde o belo e o macabro se fundem numa única coisa. 

Sob Julgamento: Sob Julgamento propicia uma excitante viagem pela vida de personagens poderosas e determinadas a alterar seus destinos em prol da felicidade, do poder e da sedução. Esta é verdadeira história do excêntrico milionário Johann Werner Haider. Ele foi casado com Vanda, idealizadora do projeto de restauração e revitalização da cidade antiga de Rio Azul, fundada pelos europeus no final do século XVIII. 

Após a morte misteriosa de sua esposa, Werner casa-se com a cunhada Valéria. No entanto, Valéria jamais conseguiria ocupar o lugar da irmã, embora vivesse ao lado do marido as glórias daquele sucesso. Qualquer mulher se apaixonaria por Werner, dono de uma personalidade encantadora e manipuladora, capaz de alterar o destino de todos que com ele convivem. Após anos, as personagens envolvidas com a sedutora Vanda se reencontram. Vanda está presente em toda a história, seu passado vai se revelando de forma inesperada, interligando a vida de todos.

Pelo selo Pandorga Kids, o infanto-juvenil O coração de meu João de Héricka Medeiros. E por fim, outro infanto-juvenil chamado Por causa do Sr. Terupt Primeiro romance do autor Rob Buyea;


O coração de meu João: A menina Rosa e seu João são muito diferentes. Ela é uma menina de quatro anos; ele é um adulto, bem adulto mesmo. Ela adora sorrir e brincar com todos; já seu João é sério, de poucos amigos. Quem poderia adivinhar que em mundos tão diferentes pudesse surgir uma amizade tão bonita? Pois foi o que aconteceu entre eles. Ao contrário daqueles que só viam seu João como um homem carrancudo e bravo, Rosa viu um vovô sem netinhos, e, por isso, sozinho e triste. 

Decidida de que ele seria um vovô para ela, Rosa transformou aquele João que todos achavam que conheciam no João dela: o “meu” João. Com seu sorriso franco e aberto, a menina Rosa aqueceu aquele coração solitário. Ensinou seu João a sorrir e a fazer novos amigos. Uma história que mostra que por trás de uma aparente indiferença, pode existir um coração solitário, que só espera um olhar verdadeiro de criança para reaprender a amar.

Por causa do Sr. Terupt: Por causa do Sr. Terupt traz uma história aparentemente comum narrada por um grupo de crianças. Cada uma delas tem sua chance de mostrar e tocar o leitor a sua maneira. São personagens únicas que diferem bastante entre si e como se relacionam umas com as outras. Elas viviam suas vidas sem se importar muito com o que acontecia ao seu redor até que um novo professor, Sr. Terupt, é transferido para sua escola e designado para a classe. 

Através dos problemas comuns da idade vamos conhecendo um pouco mais deles e descobrindo como esse professor se torna especial e imprescindível em suas vidas. E conforme elas vão mudando aos pouquinhos e se abrindo para a aproximação das outras, o inesperado acontece. É um relato do dia a dia, que podia acontecer em qualquer escola, qualquer vida, mas é narrado com bastante delicadeza e emoção sendo capaz de tocar a adultos e crianças.

***

Uma autora que a editora pretende lançar se chama Jessica Park. Ela é conhecida lá fora pelo romance Flat-Out Love, uma duologia envolvendo uma universitária em um triângulo amoroso, e também Left Drowning, outro romance aparentemente mais pesado e que recebeu boas críticas. A Pandorga adquiriu os direitos dos dois.


Ele era alto, pelo menos 1.80 metros, com cabelos loiros sujos que pendiam sobre os olhos. Sua camiseta dizia Nietzsche é o meu garoto. Então esse era Matt. De quem Julie Seagle gosta. Muito. Mas há também Finn. Que ela ama. Complicado? Estranho? Completamente. Mas realmente, como esta recém transferida estudante de Boston e caloura da faculdade deveria saber que ela iria acabar vivendo com a família de uma velha amiga de sua mãe? Isto tudo deveria ser temporário. 

Não era suposto Julie ser importante para a família Watkins, ou se apaixonar por um dos irmãos. Especialmente o que ela nunca conheceu. Mas o que isso realmente importa? Finn entende-a, como ninguém nunca fez antes. Eles têm uma conexão. Mas aqui está a coisa sobre o amor, em todas as suas estranhas mudanças, ele sempre te joga algumas curvas. E ninguém escapa ileso.


Devastada pela perda de seus pais, Blythe McGuire luta para manter a cabeça fora da água enquanto se arrasta através de seu último ano na universidade Matthews. Então um encontro casual leva Blythe diretamente a algo inesperado — uma inegável atração por um moreno alto chamado Chris Shepherd, cujo passado pode ser ainda mais complicado que o dela. A medida que a relação se aprofunda, Chris tira Blythe do estupor em que ela entrou desde a noite onde um incêndio tomou metade de sua família.

Ele começa a melhorar e até a amar esse homem que a ajuda a encontrar novos caminhos ao prazer e autodescobrimento. Mas conforme Blythe se move para águas mais tranquilas, ela se dá conta de que Chris segue sendo sufocado pela história traumática de sua família. E enquanto as correntes escuras ameaçam jogá-lo para baixo, Blythe talvez seja a única pessoa que pode evitar seu afogamento.

Fonte - Fonte.

Um comentário:

  1. quanta coisa boa a editora ta lançando! estou entusiasmada com a nova autora, sinto cheiro de coisa boa no ar!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.