Cine Cult: O Destino de Júpiter

06/02/2015

O Destino de Júpiter // Nota: 2 estrelas (Regular)
Texto por: Ana Marta // Revisão por: Jonathan Humberto 

"Os irmãos Wachowski perderam novamente a chance de trazer outra obra-prima ao cinema". 


A história gira em volta da personagem Júpiter, que vive uma vida completamente normal, mas acaba descobrindo pelo próprio Caine Wisne, que é descendente de uma linhagem antiga, assim colocando a Júpiter como a próxima Rainha do universo.

Para ser sincera, desde que surgiu as notícias e trailers de O Destino de Júpiter - mais um filme que é maltratado pela tradução brasileira - não fiquei tão "empolgada" com a premissa do longa. Enfim, novamente estava certa sobre os irmãos Wachowski só terem acertado apenas com um filme na carreira deles: o primeiro longa de Matrix porque infelizmente não lembro nada dos dois últimos por serem tão ruins.


A primeira coisa que notei no ato inicial do filme, é como ele não desenvolve para atrair o espectador com uma trama aventureira, espacial e de ação. Então toda a trama principal com a sub-trama e seus personagens são construídos de uma forma boba e superficial, sem muita vida e emoção que possa marcar a história. Isso acaba levando a cenas desnecessárias e até prolongando alguns conflitos que já podiam ter sido fechados algumas cenas atrás. Ainda traz conflitos repetitivos e diálogos com explicações sobre o universo e novo muito forçado e sem contexto algum na trama. Algo que deveria trazer o espectador e sua curiosidade de conhecer um novo mundo, mas acaba afastando ainda mais e não entretendo nem com as cenas de ação.

O roteiro traz uma sub-trama interessante - não irei entrar em detalhes porque daria muitos spoilers - mas acabou desperdiçando um ótimo debate sobre a questão de querer mais tempo no mundo e prolongar a vida, assim tornando os alienígenas imortais. Claro que a questão de usar humanos como apenas "coisas" daria uma ótima história para criar todo o universo e conflito com os personagens principais. Mas infelizmente foi deixado no vácuo, só glamorizando o romance entre os personagens Júpiter e Caine Wisne. Outro ponto negativo deste filme é que traz um romance muito sem sal e deixa a trama bem desgastada assim que chega no segundo ato. Chegou uma hora do filme em que consegui adivinhar aproximadamente 30% das próximas cenas e até do próprio romance dos protagonistas.


Os personagens trazem o que o roteiro foi escrito e proposto para O Destino de Júpiter, nada que possa elevar grandes atuações e muito menos será lembrado algum dia na minha humilde opinião. Porém, uma coisa que incomodou um pouco e demorei acostumar, é a maquiagem do ator Channing Tatum. Sem querer rebaixar ou falar mal, porque o ator é excelente e vem se mostrando com grandes personagens, mas que ele ficou esquisito de lápis preto nos olhos e com orelhas de elfo ele ficou... (sem comentários).

Apesar da história não ter grande desenvolvimento, o visual e a parte de arte conceitual - figurino, maquiagem e construção de cenário - é bem transmitido e construído para compor o enredo. Até a coreografia das lutas conseguem encantar um pouco os olhos, mas isso os irmãos Wachowski e sua equipe já mostraram que são capazes de trazer em qualquer universo nas telonas. Porém fica a grande dúvida no momento: "Até quando os irmãos Wachowski continuarão errando nos cinemas?"




8 comentários:

  1. Aaah Eu gostei ,Que dizer não é muito o que eu estou acostumada a ver , mas Arriscaria .

    Ei visite meu blog ,e siga pelo GFC pode ser?
    http://garotinhaadolescentea.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu estou esperando por esse filme como se a minha vida dependesse disso. Eu nem acredito que finalmente vai ser lançado.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Esse filme não me chama a atenção em nada, o que é bem estranho na verdade. A única fagulha de vontade que eu tenho de assistir é devido ao Eddie Redmayne, mas sinto que ele deve aparecer bem pouco então acho que nem vou ver hahaha não sei, não é meu tipo de livro.

    Aquela Borralheira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jana, tudo bem?

      Infelizmente este ator aparece muito pouco no filme, olha que ele é o antagonista principal. "O Destino de Júpiter" tem várias inversões de papeis, por exemplo o personagem de Channing Tatum se destacar mais e ser o protagonista ao invés da personagem da atriz Mila Kunis.

      Abraços! o/

      Excluir
  4. Olha, eu ainda não vi mas de forma alguma estou empolgada com ele. Me parece muito bobo e esta forma dele me lembra sabe o que? Aquele ser que recebe os irmãos no filme de Nárnia e o leão. Exatamente este!

    Greice

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Greice, tudo bem?

      Não consegui ver a sua comparação com "As Crônicas de Nárnia", mas a construção do roteiro e de seus personagens se parece muito com a construção dos filmes de Matrix.

      Abraços! o/

      Excluir
  5. Oi!
    É realmente uma pena um visual tão bacana desperdiçado por uma trama pobre. Vamos continuar esperando os irmãos Wachowski acertarem de novo no cinema...
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rose, tudo bem?

      Infelizmente é mais uma produção sendo desperdiça por diretores bons, mas quem sabe lá no futuro...

      Abraços! o/

      Excluir

Tecnologia do Blogger.