Cine Cult: Foxcatcher - Uma História que Chocou o Mundo

21/01/2015

Foxcatcher - Uma História que Chocou o Mundo // Nota: 4 estrelas // Estreia: 22 de janeiro
Escrito: Ana Marta // Revisão: Jonathan Humberto 


Foxcatcher - Uma História que Chocou o Mundo é um filme baseado em fatos reais que narra a história do milionário John du Pont (Steve Carell), que montou um espaço com nome Foxcatcher para treinar lutadores para as olimpíadas. Com isso, John du Pont chama os irmãos Mark (Channing Tatum) e Dave Schultz (Mark Ruffalo), que são atraídos pela oportunidade e pelo salário bom; porém nada sai de acordo com o plano e a convivência entre du Pont e Mark torna cada vez mais difícil.

Para o espectador que não conhece muito sobre a verdadeira história, vai até mergulhar na narrativa deste filme por ele conseguir definir o seu propósito de narrar uma história dramática entre os três personagens principais; e uma interessante cutucada profunda em volta do mundo dos esportes e do patriotismo americano. Desde o início, o longa já deixa claro que será uma jornada extensa de narração da trama principal. Isso significa que o ritmo da narrativa é muito lento e em certo ponto da trama, senti um leve desconforto por não acontecer algo que elevasse o pico do enredo. Acompanhado da trilha sonora que quase nem é tocada e, quando é, é bem suave na cena. O desenvolvimento dos diálogos dos personagens, se parar para analisar, tem poucos momentos com falas muito longas entre os protagonistas e quando acontece; são muito vigorosas para o enredo.


O que destaca são as atuações, principalmente dos atores Channing Tatum como Mark Schultz, Steve Carell como John du Pont e Mark Ruffalo como Dave Schultz. Eu tenho que comentar especialmente do Steve Carell, que já acompanho há alguns trabalhos e nada aqui se compara com que ele já tenha feito nos cinemas. A interpretação do ator está extramente estrondosa, irreconhecível e monstruosa como John du Pont. Á primeira vista, você consegue absorver que o personagem não é flor que se cheire e ao decorrer da trama, vai ficando cada vez mais aparente o seu lado obsessivo, ego da própria imagem e pensamentos totalmente fora do normal. Enquanto Mark Ruffalo tem seus momentos grandiosos e é um ator que consegue diversificar bem seus papéis nos cinemas e trazer muito bem a sua atuação. Agora, Channing Tatum é que vem me impressionando há algum tempo. Não daria muito, porém o ator conseguiu carregar boa parte do filme com a excelente atuação. E Tatum mostrou que pode sim, interpretar personagens marcantes e dramáticos, não importa qual for a história proposta pelo filme.

Uma coisa que vai prender o espectador o filme todo é o visual, principalmente na questão da maquiagem e caracterização de cada ator presente. Começando pela Channing Tatum que tem uma mudança facial com ajuda da maquiagem e até mesmo no andar do seu personagem, dá para sentir. Steve Carell é outro que teve quase 100% da sua face modificada pela maquiagem, tem momentos que você realmente não reconhece ele pelo brilhantismo do trabalho da equipe; deixando os personagens ainda mais convictos ao público. A própria maquiagem presente não se nota com facilidade, para que possa diferenciar o que é falso do verdadeiro no corpo do ator. O visual consegue transmitir toda a caracterização física dos personagens, trabalhando com intensidade junto às interpretações dos atores.​




3 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    E se eu disser que não reconheci o Steve Carell na imagem? Realmente, a maquiagem e os efeitos podem fazer coisas extraordinárias. Fico muito feliz que os três tenham mostrado que realmente tem talento, pois gosto muito dos três atores.
    Espero ter a oportunidade de assistir esse filme em breve. Super beijos <3
    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. A história é bem interessante, vou pesquisar mais sobre ela. Adorei o post! Mais um filme pra minha lista hehe
    Beijos

    Bruna
    http://www.culturaliteraria.com/

    ResponderExcluir
  3. Há poucas histórias que mantém você em cativeiro do início ao fim e Foxcatcher ele consegue. Uma história onde o risco de deixar o sucesso de sua carreira nas mãos de alguém que só cuida de seus interesses mostrado. Um filme que é apreciado desde o primeiro minuto.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.