Resenha: A promessa do Tigre

24/11/2014


Medo. Esperança. Dúvidas. Antes da maldição, uma promessa. Mais de 300 anos antes de Kelsey Hayes surgir na vida de Ren e Kishan, uma jovem cruzou o caminho dos príncipes. Seu amor por um deles mudou o curso da história e o destino da família Rajaram. Criada longe dos olhos da corte, isolada do convívio no castelo, Yesubai luta para suportar os maus-tratos do pai e manter em segredo suas habilidades mágicas. 

Lokesh é um poderoso e cruel feiticeiro que foi capaz de assassinar a própria esposa porque ela lhe deu uma filha em vez de um filho. Ao completar 16 anos, Yesubai é surpreendida por um anúncio do rei. Procurando fortalecer suas relações diplomáticas, o nobre acredita que um casamento entre a filha de Lokesh, comandante de seu exército, e um pretendente de algum dos reinos vizinhos será uma boa estratégia para diminuir os conflitos na região. 

A jovem recebe a notícia com alegria. Pela primeira vez ela enxerga um fio de esperança, a perspectiva de escapar do controle do pai e de levar uma vida fora do confinamento de seus aposentos. Mas esses não são os planos do feiticeiro. Ele vê no iminente casamento de Yesubai uma oportunidade de conseguir ainda mais poder e não poupará esforços para atingir seus objetivos sombrios. 

'A promessa do tigre' conta a origem da história dos príncipes Ren e Kishan e os acontecimentos que levaram às aventuras da aclamada série 'A maldição do tigre'.

Gente, eu protelei a leitura desse livro desde agosto. Sim, eu recebi esse livro da Arqueiro no lançamento e só li na semana passada, tudo isso porque quem leu A maldição do Tigre já sabia o fim da Yesubai. Do princípio, A promessa do Tigre é um prequel do que acontece antes da série começar. Ele reconta, pelo ponto de vista da Yesubai, como ela se envolveu com os irmão Ren e Kishan e eles foram amaldiçoados. Quem ainda não leu a série eu não aconselho a ler esta resenha, já que o livro faz referência a acontecimentos descritos nos outros livros. E outro ponto, se vocês tiverem a oportunidade de ler esse livro antes da série, poderem se vocês querem saber das coisas antes ou ter a surpresa durante a leitura.

Ok, dados os avisos vamos a este pequeno conto de pouco mais de 100 pgs e que é narrado por uma personagem importante na vida dos irmãos, mas que a gente não tinha tanto conhecimento assim, já que quando a estória real de A maldição do Tigre começa, ela morreu a muito tempo. Quando eu li a série me lembro de ter tido os mesmos sentimentos da Kelsey, primeiro raiva e ciúme e depois empatia. Agora, lendo a vida dela, tenho um outro ponto de vista sobre ela. A Yesubai não teve uma vida fácil. O pai abusivo tornava qualquer interação dela com outras pessoas impossível, então ela foi criada sozinha e quando teve a oportunidade de sair, acabou metendo os pés pelas mãos como bem sabemos.


O envolvimento dela na maldição era algo que causava raiva, e nesse conto entendemos como tudo aconteceu. Ela foi ingênua e apaixonada, achou que poderia vencer o Lokesh, que já tinha poderes nessa época, tentando enganá-lo, mas não funcionou. Apaixonada por qual irmão vocês lembram? Kishan, o tigre negro. Engraçado que a personalidade dele no conto tem nuances diferentes da série, aqui ele ainda é ressentido pelo fato do Ren ter toda a atenção, mas também tem um lado extremamente romântico. E na série, durante um tempo, ele adquiri um ar sarcástico e cruel que não era dele. Para as fãs do Kishan esse conto é um prato cheio, o Ren pouco aparece.

O meu ponto de vista em relação a Yesubai mudou depois desse conto porque passei der ter empatia a ter pena, a querer que de alguma forma a autora colocasse ela na série de novo como uma personagem qualquer, mas com um final feliz. E sobre o final, ele partiu meu coração, os pensamentos finais dela foram tão tristes que confesso, chorei. A leitura do livro foi rápida e tem a mesma cadência dos livros da série. Não penso que deveria ter lido antes, porque a impressão que eu tinha do livro, que iria me emocionar pelo final da Yesubai, se mostrou verdadeiro. Do conto ficou agora essa sensação de que a Yesubai merecia mais, mas o destino dela não está nas minhas mãos. Sou apenas aquela que lê e tenta imaginar algo de diferente quando um personagem me emociona muito e tem um final diferente do que eu gostaria.

A Promessa do Tigre
Colleen Houck
Editora Arqueiro: Twitter/Facebook

6 comentários:

  1. Também achei que Yesubai merecia muito mais. Ela tinha um coração tão bom, e por momento algum se sentiu confusa quanto aos sentimentos, sabendo desde sempre quem era seu verdadeiro amor. Mas também, se não fosse por sua morte, o restante da série não aconteceria né haha :/

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Acredita que ainda não comecei a ler essa série? Todo mundo diz que é incrível e eu acho que realmente preciso começar a ler! rs

    Beijos,
    Caroline, do criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Denise tudo bem?

    Li o primeiro livro da série e apesar de gosta eu esperava bem mais, não sei se continuarei a ler a série, mas confesso que sua resenha me empolgou...abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ja ouvi tanto falar dessa série e nunca tive interesse em ler :(

    ResponderExcluir
  5. Será que devo voltar a ler? Amei o primeiro livro, mas no segundo, mal comecei e já fiquei cansada das bestices da Kelsey: "ai, sou feia, o que ele viu em mim? e repetindo 282838 vezes que o Ren é perfeito,bla,bla,bla.
    Tenho uma certa curiosidade, mas cadê a coragem pra ler?

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.