Resenha: Beautiful Oblivion - Seja Cult em outra Língua #4

06/08/2014

Resenha feita pela Mayara Veiga, nova colunista do site. 

No primeiro romance da série de livros sobre os Irmãos Maddox, Beautiful Oblivion, Camille "Cami" Camlin muda de vida antes de sua adolescência acabar. Ela possui um emprego desde antes de poder dirigir, e se mudou para seu próprio apartamento depois do seu segundo ano na faculdade. 

Agora, trabalhando no bar The Red Door, Cami não tem muito tempo sobrando entre o trabalho e a faculdade, até uma viagem para ver seu namorado ser cancelada e ela ter ser primeiro fim de semana de folga em quase um ano. 

Trenton Maddox era o rei da faculdade “Eastern State University”, namorando garotas da faculdade antes mesmo de terminar o Ensino Médio. Seus amigos queriam ser ele, e mulheres queriam domesticá-lo, mas depois de um terrível acidente virar seu mundo de cabeça para baixo, Trenton deixa a universidade e se agarra a culpa. 

Dezoito meses depois, Trenton está vivendo na casa de seu pai viúvo, e trabalha em um estúdio de tatuagem para ajudar com as contas da casa. Quando ele pensa que sua vida está voltando ao normal, ele nota Cami sentada sozinha em uma mesa no The Red. 

Como babá de quatro irmãos desordeiros, Cami acredita que não terá dificuldade em manter sua amizade com o Trenton Maddox estreitamente platônica. Mas quando um Maddox se apaixona, ele ama para sempre - mesmo que ela seja o único motivo que faz com que a sua família despedaçada desmorone.

No primeiro livro da série dos irmãos Maddox, os leitores sentirão a empolgação que sentiram ao lerem Belo Desastre outra vez.
 

O livro é sobre o romance de Trenton e Cami, e começa com uma ligação entre Cami, e seu namorado, TJ, que mora na Califórnia. TJ cancela o fim de semana que passaria com Cami, e ela não indo viajar, possui um fim de semana de folga na cidade para aproveitar. E ao invés de ficar no apartamento que divide com sua melhor amiga, Raegan, ela prefere sair. No bar que resolvem ir para se divertirem, Cami, "conhece" mais uma vez, Trenton Maddox. Assim que eles conversam, rola uma conexão, e o charmoso e divertido Trenton começa a investir nela, mas é dispensado. Ele, então, começa a usar sua criatividade para se tornarem amigos e começarem a passar mais tempo juntos. Quando ela percebe, já está apaixonada, passando mais tempo do que poderia suportar com ele, não conseguindo assim mantê-lo afastado, mas tem medo de se entregar completamente, pois possui um segredo que pode acabar com todo o sentimento que ele sente por ela.

Cami é a narradora do livro, garota normal, universitária, batalhadora, independente e às vezes mandona, porém, ao mesmo tempo é submissa aos irmãos e sua família é problemática. Ela divide seu tempo entre trabalho duro como bartender, faculdade e um namoro a distância. Trenton é forte, tatuado, maduro, determinado, paciente, criativo, um verdadeiro Maddox. O livro é bom, não perfeito e, ou, viciante como Belo Desastre, mas é bom. Na verdade é muito similar ao Belo Desastre, a cada página lida vamos percebendo mais isso, e ás vezes é frustrante até como se parece tanto a forma que a história se desenvolve e a dinâmica dos personagens. De certa forma, o livro também te prende (talvez por ser sobre um Maddox).

Eu estava pensando que agora seria um bom momento, como qualquer outro, para você saber que você é perfeita e não seria nada mal se em breve você se apaixonasse perdidamente por mim. - Trenton Maddox 

Existe um triangulo amoroso e é ele que gera o dilema do livro. Tem passagens interessantes, Trent é bem criativo quando começa a querer passar mais tempo com ela. Gostei do fato do Trent ser mais maduro, um pouco menos possessivo que seu irmão Travis, e mais paciente também. Acho que era o objetivo da autora, já que ele é mais velho. Ele é calmo quando precisa, tenta manter a cabeça no lugar acima de tudo. Cami, eu achei um pouco mandona com ele, me deu a sensação que no final das contas ela podia fazer o que fosse que ele ia lá e voltava. Gostei dos personagens que trabalhavam no estúdio de tatuagem e no bar. Adorei uma menininha que o Trenton cuida às vezes.

A Jamie deu ênfase à família de Cami. achei que faltou mais sobre a família do Trenton. É basicamente Cami e seu circulo e Trenton com algumas pessoas de seu circulo. Rolou uma mistura com vários personagens de Belo Desastre, e por isso fica difícil ler sem comparar os livros e os personagens. O livro é lento, a forma digital tem mais de 400 páginas, fica cansativo, algumas coisas demoram demais para acontecer. E mais para o final parece que ela lembrou que tinha que terminar o livro e passou a correr com alguns momentos da história. Certas coisas demoram tanto a acontecer que quando acontecem você pensa: "Assim?! Podia ser melhor." Porém, sim, pelo Trenton você irá quer ir até o final.

Aliás, o final é surpreendente, você passa o livro todo se perguntando uma coisa, e no final ela vem com uma coisa chocante que te faz querer pra ontem o próximo livro da série. Ou seja, apesar dos pesares, vale a pena ler o livro e conhecer mais um Maddox e seu amor infinito por uma garota. Por último, mas não menos importante, li o livro em Inglês, parece que a editora que trouxe os livros relacionados ao Travis Maddox para o Brasil, estava pretendendo lançar esse livro aqui nesse segundo semestre, mas não sei quando. Mas para quem não aguenta esperar, a leitura não é complicada para quem tem um nível Intermediário de Inglês.

*Tradução da sinopse feita pelo Seja Cult.

Beautiful Oblivion
Jamie McGuire

3 comentários:

  1. Oi Mayara,
    Parabéns pela resenha =)
    Eu ainda não comecei a do Travis e não sabia dessa dos irmãos. Bom que assim os fãs, não sentem tanta falta.

    Espero que a editora lance por aqui.

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Olá meninas!

    Eu já li e amei como amei Belo Desastre e Desastre Iminente.
    Os Madoxx são apaixonantes e espero que saia logo os outros.
    Adorei a resenha.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu gostei desse livro, mas achei ele inferior ao Belo Desastre.
    E realmente é lento, um pouco cansativo né?
    Achei o final mal explicado tb e isso me deixou decepcionada.
    Mas foi um bom "twist".
    E claro, é sempre bom conhecer mais um Maddox.

    http://lapiselivros.blogspot.com.tr/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.