Série Cult: 5 séries para você nem começar

30/06/2014

Quando fui convidado para colaborar com o blog, eu pensei: o que vou falar?
— Simples!   a Denise disse  Fala de algo que você gosta muito.

Pensei, pensei, pensei e... Mentira, eu não pensei muito. Logo me veio a mente falar sobre séries, filmes e etc. Se eu for falar de tudo que gosto vai rolar até física quântica aqui. Sou péssimo em física, mas me amarro muito nessas viagens de mundos paralelos, universo tangente, multiuniverso e etc. Já viu Donnie Darko? Um dia vou fazer um post sobre esse filme sensacional, MAS, se fosse para indicar um filme agora para você nessa linha viajante, seria esse.

O que falar sobre séries? Bom, as possibilidades são muitas, mas resolvi começar com as séries, que em minha opinião, você nem deve começar.


De fato, quando falamos de algo cultural, o maior concorrente é o tempo. Com tantas coisas, como escolher? Eu gosto muito de ler, mas se eu ler um livro por mês é uma vitória, justamente por não ter tempo. Mas a figura muda quando se começa a ler um livro que se gosta, todo tempinho que "sobra" é usado para ler, nem que seja uma página. Eu mesmo gosto muito de descobrir algo. Ano passado aconteceu algo muito engraçado, eu recebi um livro para resenhar (livro que até tinha esquecido), não estava levando muito fé nele. As primeiras folhas estavam meio confusas. Só que quando ele pegou ritmo, consegui me envolver muito bem com a história, a ponto de ler rapidamente e gostar muito da história. O engraçado é que tinha muita resenha negativa sobre ele. E eu fiquei me perguntando: por que?


A resposta é simples, muito simples. Envolvimento.

Por causa da minha trajetória de vida foi possível me identificar com o personagem, com as questões levantadas pela autora, com todo o clima e coisas que envolviam o livro. E realmente é assim mesmo. Existe livros que foram feitos para um determinado tipo/grupo de pessoas. Já outros funcionam bem para um numero maior, ou seja, algo mais genérico.

Um exemplo que posso citar, é um livro sobre a primeira paquera. Todo mundo passou por isso ou vai passar, um livro assim possui uma temática mais fácil de envolver e atrair um grande público. Lógico que, não é possível agradar todo mundo, mas livro é um produto e como tal, precisa vender e para vender é necessário saber bem quem é o publico e como envolve-lo. Por isso que escrever é difícil, não é ciência exata. 50 tons de cinza mesmo, agradou várias pessoas, mas várias outras desprezam o pobre livro. Mas ele vendeu não foi? E mesmo um livro tenho um público, nada impede de agradar as pessoas de outros núcleos. Eu mesmo não sou apaixonado pela temática zumbi, mas curto muito Resident Evil.

Mas eu não iria falar de séries?
E quem disse que eu não estou falando?

Você realmente acha que com séries é diferente?

Não é. Produzir uma série é como produzir um livro, porém com uma responsabilidade bem maior (afinal custa caro) e raramente se faz uma série por "amor". E assim como um livro, uma série pode envolver seu público principal ou não. Pode cativar pessoas que curtem outros gêneros. A intersecção entre séries e livros poderia ser "Crie uma boa história, conte ela melhor ainda e envolva o seu público."

A última decepção


Vou começar com a minha última decepção. Se tem uma coisa que gosto é indicação "Nossa Bruno, você vai gostar muito de tal série". Poxa, é seu amigo que tá te indicando, ele merece crédito né? Você ler sinopse e tal e acaba dando uma chance.

"Star-Crossed foi uma série de televisão estadunidense transmitida pela The CW, criada por Meredith Averill. Estreou nos Estados Unidos em 17 de fevereiro de 2014. Foi cancelada em 8 de Maio de 2014 depois de uma temporada pelo baixo índice de audiência."

Se não me engano eu vi 5 episódio de 13. Quando soube do cancelamento acabei desistindo e o final não pareceu muito bom, pelos comentário que vi.

Em minha opinião, a ideia da série foi boa, mas a forma como foi desenvolvida deixou o ritmo muito lento. Talvez o mesmo universo com uma vertente diferente poderia ter funcionado melhor. O lado positivo foi o grande apelo "racial", deixando bem evidente como é ser uma minoria (rejeitada).


Ódio x Amor


Te falar para não ver essa série e lembrar dela, traz um sentimento de muita dor e vou explicar o motivo: ESSA SÉRIE É FODAAAAAAAAA, MAS FOI MAL FEITA.

E acaba pela metade, algo como "cancelar ou não cancelar? Ah, vamos cancelar, dane-se o final sem final".

Se ela tivesse dinheiro suficiente, tinha potencial para ser um Person Of Interest da atualidade, mas não. Não indico começar se você não quer sofrer depois. No entanto, essa é uma série para quem gosta do gênero, dos dilemas levantados e principalmente de Exterminador do Futuro.

Summer Glau detonou, nossa, ela interpretou muito bem a Cameron.


O livro que vira série

Quando um livro vira série, todo mundo fica radiante, feliz da vida.... até ela ser cancelada. Você sabe quem estou falando?

"Situado na cidade fictícia de Chance Harbor, Washington, a série vai seguir uma adolescente da Califórnia, Cassie Blake, uma adolescente normal e feliz, que vivia com sua mãe Amelia. Mas Amelia morre em um aparentemente trágico acidente. Então Cassie vai morar com sua avó Jane na pequena cidade Chance Harbor, Washington, em que os habitantes parecem saber mais sobre ela do que ela sabe sobre si própria. Quando Cassie conhece seus novos colegas, coisas perigosas e estranhas começam a ocorrer e aparentemente seus amigos estão envolvidos. O grupo explica a Cassie que eles são descendentes de bruxas, e que estavam esperando por Cassie, para se juntar e completar a nova geração do Círculo Secreto."

Essa temática sobrenatural me atrai muito, eu curto muito e TSC não peca tanto, mas não acertou o suficiente. Minha não indicação deve-se a não continuação da série. Vai por mim, começar uma série que por mais que seja mais ou menos e é cancelada é muito frustrante.

Agitou, agitou e no final...

Imagina que você tá de boa lendo esse post e do nada cai em um sono profundo que te leva para o futuro, e agora? (pegou resultado da mega?)

"Um misterioso evento global faz com que todos ao redor do mundo desmaiem simultaneamente por 2 minutos e 17 segundos e muitos enxergam um relance das suas vidas seis meses no futuro a partir daquele momento. Quando todos acordam ficam surpresos com o que aconteceu. Estes "flashforwards" duraram 2 minutos e 17 segundos, enquanto aconteceram muitos morreram em acidentes envolvendo veículos, aviões, outros dispositivos que necessitavam de controle humano, queimados, afogados, entre outros tipos de incidentes.

Um agente do FBI que reside em Los Angeles, Mark Benford (interpretado por Joseph Fiennes) tenta descobrir o que exatamente aconteceu e por que aconteceu, através do Mosaico. Ele cria um banco de dados interpretando os flash forwards das pessoas ao redor do mundo tentando resolver esse mistério."

Sinceramente não recomendo muito, mesmo ela não sendo ruim, acredito que o fato do cancelamento e o desfecho principal ter ficado no ar, torna perda de tempo. Para você ter uma noção, série começou com 12 milhões em audiência e terminou com 4 milhões.

Por último e não menos importante 

De toda essa lista, talvez Terra Nova, valha a pena. Mesmo com seu cancelamento a série teve um final "fechado", porém não acho o suficiente para indicar, não é uma história que me vem a mente na hora de indicar algo.

"Logo após a exibição do final da temporada em dezembro de 2011, a Fox afirmou que nenhuma decisão seria tomada até 2012 sobre a continuação da série.11 Fox anunciou o cancelamento de Terra Nova em 6 de março de 2012. 20th Century Fox Television afirmou que iria tentar vender a série para outros canais. A série é transmitida pela Netflix e figura entre as mais populares."
(Spoiler)
"O programa começa em 2149, uma época quando toda a vida na Terra está ameaçada de extinção por um colapso natural, substâncias tóxicas, ar poluído, chuvas ácidas, lixo e etc. Em um esforço para salvar a espécie humana, cientistas descobriram acidentalmente uma maneira de viajar no tempo permitindo que pessoas viajem para 85 milhões de anos no passado, para o meio do período Cretáceo da Terra pré-histórica. A família Shannon (o pai Jim, sua esposa Elisabeth e seus três filhos, Josh, Maddy e Zoe) se juntam a décima peregrinação de colonos para a Terra Nova, a primeira colônia humana. Entretanto, eles não sabiam que a colônia foi estabelecida em território hostil e com muitos inimigos a frente que querem ver a colônia desabar, arriscando suas vidas pela prosperidade da raça humana e mudança dos atos ocorridos, para que o mundo não seja o que era antes.2

Em 2149, cada família pode ter apenas dois filhos por causa da lei "A Family is Four" (Uma Família São Quatro Pessoas, português), que tenta evitar que a raça humana venha à extinção. Violando essa lei, Jim Shannon vai à prisão porque foi descoberto que havia tido um terceiro filho e estava escondendo-o.

Opondo-se a colônia e seu líder, o Comandante Nathaniel Taylor, um grupo de separatistas conhecidos como os "Sextos", assim chamados porque chegaram na "Sexta Peregrinação", trabalham junto com empresários corporativos e com o filho alienado de Taylor, Lucas, em um esforço para retirar os recursos da antiga Terra e enviá-los para 2149. Isto leva até o ponto em que Lucas aperfeiçoa um dispositivo para viajar de volta ao futuro, permitindo que os industriais, juntamente com um exército privado chamado "O Grupo Phoenix", invadam Terra Nova. No final da primeira temporada, Jim Shannon viaja de volta para 2149 para destruir Hope Plaza, o centro que controla o portal, cortando a ligação com o Cretáceo. O restante do Grupo Phoenix vai à "Badlands" (Terras Ruins, em português), deixando para trás uma relíquia da história humana que haviam encontrado lá: uma carranca de madeira de um navio."



É isso galera, uma série indicada aqui para "não ver", não significa que ela é ruim ou que você não irá gostar, é apenas minha opinião para nortear os navegantes nessa mar de séries, que assim como os livros tem aos montes bons e ruins e será impossível ver todos.

Qualquer dúvida gritem nos comentários e até mais.


6 comentários:

  1. Eu não sou uma 'grande assistidora de séries'. Isso porque muitas abusam da imoralidade, ou da nudez, e acabam ficando muito pesadas. Sou católica, e são cenas que não vão acrescentar nada no meu crescimento pessoal, por isso evito ver. É uma pena séries que são mal aproveitadas, tipo Delirium :(

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, Clara.

      Cada série tem um perfil, e uma série 100% dentro dos conceitos religiosos é difícil mesmo, mas é muito, muito possível achar algo que tenha um nível adequado. Continue procurando.

      Excluir
  2. Bruno, temos um gosto semelhante por séries. Mas eu não curti TSC, sabe? Para mim até começou bem, mas depois começou a me tediar... sei lá, talvez o fato de eu não ter criado tanta simpatia pelos personagens (e era por todos eles) tenha contribuído para isso. Terra Nova tem uma sinopse que até me agrada (e MUITO), mas com o cancelamento não senti vontade de acompanhar. E vi que você citou Person of Interest... sério MUITO FODA. Inteligente, bem desenvolvida e que fã o telespectador querer questionar e compartilhar comentários... séries assim tem o meu respeito.

    Adorei demais o post!
    Abraços.
    http://universoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei de Terra Nova e achei uma pena quando ela foi cancelada, mas pelo menos ela teve um final. Já TSC eu vi alguns episódios, mas não gostei da trama e nem do elenco, então nem vi o final. Ótimo post!!

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Asim nunca assistir nenhuma destas séries , pois eu não posso falar sobre , mais a que estou assistindo atualmente é 24 horas pois amo de paixão tem tudo aver comigo , mais é sempre bom saber sobre outras, gostei muito do seu post bjs


    www.bytatiferreira.com

    ResponderExcluir
  5. Hey
    TSC só ficou boa mesmo, perto do final... mas aí não tinha mais jeito.
    Eu até curti Star-Crossed, mas sabia que ia ser cancelada. O mal foi tentar copiar o ambiente de TVD. O telespectador não é burro hahaha

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.