Parceria: Editora Bertrand Brasil + Lançamentos de março da editora

09/03/2014

Esse começo de ano tem sido MUITO bom para o site. Vira e mexe e eu venho comentar com vocês que somos parceiros de alguma editora ou empresa, e dessa vez anuncio que a Bertrand Brasil é a nossa mais nova parceira. Todas as informações e as redes sociais da editora estão abaixo, assim como os lançamentos deles para março.


Criada originalmente para ser uma importadora e distribuidora de livros franceses e portugueses, a Bertrand Brasil fez sua primeira incursão na área editorial em 1953, publicando Dom Camilo e seu pequeno mundo, de Giovanni Guareschi. O sucesso motivou a editora a lançar outros escritores, como Simone de Beauvoir, Jean-Paul Sartre, Pierre Grimal, Colette, Françoise Sagan, André Gide, Roger Bastide, Tomasi de Lampedusa, André Malraux e Saint-Éxupery. Foi incorporada ao Grupo Record em 1996.

*Lançamentos de março*

À espera de Frankie - Maeve Binchy

Autora best-seller em todo o mundo está de volta com uma história cheia de alegria e esperança 

Mesmo após seu falecimento em 2012, Maeve Binchy permanece, segundo milhões de leitores, como a maior escritora de romances familiares depois de Rosamunde Pilcher. Com todos os livros presentes nas principais listas de mais vendidos do mundo e com críticas positivas nos mais renomados veículos de comunicação, seu novo livro À espera de Frankie teve tiragem inicial de 150 mil exemplares nos Estados Unidos, e foi considerado, quando lançado, um dos melhores do mês pelo The Washington Post. 

A mãe de Frankie está desesperada para encontrar alguém que cuide de sua filha, mas não tem muito tempo de vida. Noel não parece ser o mais promissor dos pais, mas, apesar de tudo, pode ser a maior esperança da menina. Lisa está pronta para abrir mão de tudo pelo homem que ama; mas será que ele vai retribuir seu amor? E Moira sabe o que é certo e tem o poder de mudar a vida de Frankie, porém também tem segredos a esconder. 

À espera de Frankie é uma história sobre famílias não convencionais, relacionamentos que não são o que parecem e um bebê no centro da vida de todas as pessoas. Uma das grandes qualidades de Maeve Binchy é introduzir novos personagens na história sem causar estranhamento, fato comum em romances com vários heróis. E, depois que eles estão inseridos na trama, os leitores dificilmente conseguem não se apegar, seja para o bem ou para o mal. 

“Outra prazerosa e apaixonante leitura de Binchy. Cheia de emoção!” (Irish Times) 
“Uma escritora com um dom extraordinário.” (The New York Times) 
“Enfim, Maeve voltou, e no melhor da forma!” (The Times) 


Aguardo sua resposta - Dan Chaon

Quando as vidas de três estranhos se interligam de maneiras imprevistas e com consequências inesperadas 

Chega ao Brasil um dos autores mais elogiados dos Estados Unidos na atualidade: Dan Chaon, finalista do National Book Award. Seu livro de estreia, Aguardo sua resposta, recebeu críticas consagradoras em grandes veículos, como The Washington Post, The New York Times, The Guardian e Los Angeles Times. Uma obra-prima com fôlego de thriller, um romance inesquecível em que passados são inventados e reinventados, e o futuro é sedutoramente inexplorado e, ao mesmo tempo, está perigosamente à deriva. 

O livro é essencialmente dividido em três histórias. Na primeira delas, Chaon traz Ryan Schuyler, que após se formar na faculdade e fugir sem deixar pistas, é dado como morto pela polícia. Causa: suicídio. A cena inicial deste personagem prova por que o autor é tido pelos críticos como um dos poucos que não tem medo nem vergonha da brutalidade. 

Na trama seguinte surge a jovem Lucy Lattimore, que fugiu às escondidas com seu professor de história. O que parecia uma aventura excitante e promissora ao lado do misterioso docente, logo se torna monótona e assustadora. Para finalizar, Miles Cheshire, que continua sua busca frenética - iniciada há dez anos - pelo irmão gêmeo desaparecido. Para piorar, toda pista leva a uma inusitada situação, algo como uma brincadeira. 

Aguardo sua resposta possui uma dinâmica narrativa que proporcionará ao leitor a sensação de estar lendo um suspense. Contudo, ele é mais do que isso. Com uma linguagem provocadora e precisa, o autor criou um teia de sentimentos, sensações, lugares e situações que, com maestria, vão se encaixando como um quebra-cabeça. Caberá ao leitor, no fim da história, saber como e onde colocar cada uma das peças. 

“Estava esperando que alguém escrevesse o romance essencial sobre roubo de identidade e fico muito feliz que tenha sido Dan Chaon.” (Jonathan Franzen, autor de Liberdade) 

 “Aguardo sua resposta ultrapassa a prosa elegante, o enredo fascinante e a excelência literária habituais de Dan Chaon.” (Publishers Weekly) 

“Tão empolgante que o leitor praticamente se sente compelido a reler o livro para descobrir as pistas que perdeu ao longo do caminho.” (Kirkus Reviews) 


Felicidade Conjugal - Tahar Ben Jelloun  

Existe felicidade conjugal em uma sociedade na qual o casamento é uma instituição inabalável? 

Sucesso de crítica e multipremiado por toda a Europa, Tahar Ben Jelloun retrata em Felicidade conjugal a história de um homem que resolve pintar seu último quadro: o de seu relacionamento. As cores são fortes, e, como toda obra de arte, sempre há mais de uma opinião sobre o mesmo assunto, a mesma vida, os mesmos atos. 

O protagonista, um pintor obrigado a se aposentar após sofrer um AVC, sofre com a certeza de que sua relação conjugal caótica foi a responsável por seu colapso. Diante disso, com o tempo ocioso e com medo de cair em depressão, ele decide escrever suas memórias, narrando o começo do relacionamento, a má relação com os sogros, o amor louco, a rotina e o ódio que se instalou. Um trabalho de autoanálise, que vai ajudá-lo a encontrar coragem para se libertar da relação destrutiva com a esposa. Esta é a primeira parte do livro, chamada de “O homem que amava demais as mulheres”. 

Ao descobrir, por acaso os escritos do marido, a esposa decide escrever sua versão dos fatos. Começa então a segunda metade, intitulada de “Minha versão dos fatos - Resposta a O homem que amava demais as mulheres”. Obviamente, as versões são divergentes, a ponto de o leitor questionar se os dois fizeram parte da mesma história, do mesmo casal. 

As duas vozes discordantes de Felicidade conjugal colocam questões modernas a respeito do casamento, do compromisso, da fidelidade e até da influência dos sogros. Atrás da ficção, o leitor perceberá uma história parcialmente autobiográfica, que proporciona toques de uma confissão às vezes dolorosa para o autor. 

“Tahar Ben Jelloun toca fundo em questões conjugais que vão muito além do óbvio.” (Le Monde) “Profundo e marcante.” (Le Figaro) 
“A descrição das duas visões opostas de um mesmo relacionamento esfacelado é genial.” (Maroc Hebdo) 


Abuso de fraqueza e outras manipulações - Marie-France Hirigoyen

Como perceber onde termina uma influência normal e sadia, e onde se inicia uma manipulação? 

A manipulação sempre fez parte da vida humana. O grande diferencial em um ato manipulador é a intenção. Pessoas idosas, crianças e adultos em estado de dependência psicológica são constantemente mais vulneráveis diante dessa questão. Com uma análise baseada em anos de pesquisa e experiência clínica, Maria-France Hirigoyen escreveu Abuso de fraqueza e outras manipulações, livro que, como os demais da autora, tornou-se referência no assunto. 

Hirigoyen, que tomou a iniciativa do projeto de reconhecimento do assédio pela lei francesa, desmonta, nessa obra, todos os mecanismos do abuso do indefeso. A começar pelo argumento de que um consentimento pode ser aceito segundo o modo pelo qual se consegue atingi-lo. 

Em Abuso de fraqueza e outras manipulações, Marie-France mostra como se passa da influência à manipulação, o que diz a lei e quais são os públicos particularmente frágeis; tudo minuciosamente detalhado em uma linguagem acessível a todos. Segundo a própria, “a dificuldade toda decorre do fato de essa barreira moral não ser a mesma para todos. Onde, então, posicionar o cursor?”.

No fim, ela termina dando uma visão ampla de todos os tipos de manipuladores, dos mais banais aos mais temíveis. 

Este livro é ferramenta indispensável para se precaver de tais ações, mas também para que a sociedade compreenda como esse abuso ocorre. Entender não é somente o primeiro passo na direção de ser melhor, mas também o melhor meio de evitar que isso se repita. 


Após anos de espera, chega às livrarias brasileiras a primeira aventura do personagem mais famoso de Val McDermid: o psicólogo clínico Tony Hill. O canto das sereias foi vencedor do Golden Dagger pela Crime Writers’ Association, categoria romance policial, e foi aclamado pela crítica, que elogiou a inventividade na criação do polêmico assassino. 

Quatro homens foram encontrados mutilados e torturados. Enquanto o medo se apodera da cidade, a polícia, por meio da detetive Carol Jordan, recorre ao Dr. Tony Hill para elaborar um perfil criminal do assassino. Contudo, ele logo se torna o alvo numa batalha entre intelectos e intenções em que precisa usar toda a sua habilidade profissional e coragem para sobreviver. 

Um suspense psicológico tenso e muito bem escrito, O canto das sereias explora a mente atormentada de um assassino em série diferente de qualquer outro que o mundo da ficção já tenha visto. Os métodos de tortura utilizados, assim como o modo de abordagem das vítimas – narrados pelo criminoso em seus relatos sombrios – chocarão os leitores. 

O sucesso do livro foi arrebatador, sendo adaptado para televisão. A produção conta, no elenco, com Robson Green (Dr. Hill) e Hermione Norris (detetive Jordan). 

“Um thriller deliciosamente assustador. McDermid encontra novas maneiras de chocar e revoltar a todos nós.” (The New York Times) 

“O gênero serial killer é virado de cabeça para baixo, com resultados convincentes, mas chocantes. McDermid puxa o tapete debaixo dos nossos pés.” (San Francisco Chronicle) 


Conhecido pelo sucesso nas livrarias e pelas adaptações de suas obras para o cinema, como Eu sou a lenda e Em algum lugar do passado, Richard Matheson apresenta o surpreendente Outros reinos. O autor, considerado por críticos literários um dos mais instigantes da literatura mundial, faz parte do Science Fiction Hall of Fame, além de ter sido nomeado o Grande Mestre do Horror pela World Horror Convention e ter recebido o Prêmio Bram Stoker pelo conjunto da obra. 

Famoso por sua série Meia-noite, o escritor Alex White, que adotou o nome Andrew Black, decide narrar uma experiência que beirou o surreal e aconteceu há 64 anos. A história inimaginável que ocorreu quando ele ainda era jovem é a mais pura verdade e mudou sua vida para sempre. 

Aos 18 anos, White, jovem soldado norte-americano, é ferido nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial. Em vez de voltar para os Estados Unidos, ele se muda para Gatford, na Inglaterra, tentando escapar de seu pai e de seu passado. A bucólica aldeia inglesa parece o lugar ideal para que sua alma e seu corpo fechem as cicatrizes de guerra. Mas dizem que as florestas ao redor da cidade são habitadas por espíritos levianos e até malévolos. 

 Os eventos contidos na autobiografia escrita pelo protagonista trazem elementos que popularizaram Matheson por todo o planeta, como o enredo extraordinário, a criatividade para o nonsense e os personagens complexos. Em Outros reinos pode-se perceber claramente a influência de dois de seus ídolos: Stephen King e Anne Rice. 

Uma das características mais interessantes da obra é o diálogo entre o autor fictício Arthur Black e o personagem Alex White – na época da história ele ainda utilizava o nome antigo –, que está repleto de ironia e confidências. Por mais que Outros reinos apresente uma trama fantástica, Richard Matheson faz com que tudo pareça verdade. Os leitores vão se identificar com os medos, anseios e arrependimentos do protagonista. 

“Talvez nenhum outro autor seja tão responsável por assustar toda uma geração.” (The New York Times) 

“Matheson é um escritor com o talento preciso para imaginar roteiros aterrorizantes em qualquer escala e imprimir-lhes uma assustadora plausibilidade.” (Los Angeles Times) 


Famosa pelo realismo de seus romances históricos, como comprovado no best-seller Moça com brinco de pérola, Tracy Chevalier apresenta Seres incríveis, que remonta à descoberta de estranhos fósseis na costa da Inglaterra no início do século XIX. Quando lançado nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha, foi elogiado pelas principais publicações, como The New York Times, The Washington Post, The Guardian e The Telegraph, além ter sido primeiro nas principais listas de mais vendidos. 

Desde que foi atingida por um raio quando bebê, Mary Anning sempre foi uma pessoa diferente, destinada a grandes feitos. Ao descobrir fósseis de seres desconhecidos nas falésias de Lyme Regis, ela revoluciona o universo científico com ideias desafiadoras sobre a criação do mundo e estimula o debate sobre a origem da humanidade. 

Ao longo da história, Tracy Chevalier pinta implicações científicas e teológicas em tons sutis, fornecendo um retrato surpreendente de uma era à beira de uma revolução intelectual. Para fornecer maior realismo à trama, ela realiza um estudo detalhado dos hábitos da época, assim como da paisagem, das roupas, da questão religiosa e, principalmente, da arqueologia. 

Neste encantador romance, duas mulheres farão descobertas que mudarão o mundo. E, com as descobertas, virão a amizade, o orgulho e muitas dificuldades. O leitor só largará o livro quando acabar a última página. 

“Tracy Chevalier revela mulheres cativantes e cheias de vida. Como uma caçadora de fósseis, a autora escava as praias da história e presenteia o leitor com uma narrativa envolvente.” (The Financial Times)

“Chevalier mergulha em um momento histórico fértil, examinando a forma como uma jovem inteligente, mas sem experiência, interage com os homens prepotentes e arrogantes de sua época.” (The Washington Post) 

3 comentários:

  1. Denise, parabéns sua linda. Você merece. Agora quero ver seu rebolado dando conta desses livros todos!!!!!!!!!! <3

    Beijos, http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Denise,

    Parabéns pela parceria....você merece....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela parceria, essa é uma editora que a maioria dos livros me agradam.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.